Voltar

O Significado da Felicidade

Publicado em | 0 comentários
felicidade

Alliance/Shutterstock A felicidade nos deixa mais positivos e confere mais prazer e alegria em vivermos a nossa vida

Como sabemos, os estudos sobre a Psicologia Positiva nasceram no final da década de 90, a partir de estudos de Núcleos de Pesquisa em Psicologia das universidades de Harvard, Yale, Pensilvânia e Michigan. Esses estudos se destoaram dos demais, já realizados nessa área, porque a pergunta que norteava as pesquisas era nova e bastante ousada: como compreender melhor os caminhos que levam o ser humano à felicidade? Dessa busca se delineou o campo da Psicologia Positiva como abordagem dentro da Psicologia.

Mais que tratar de problemas relacionados à cognição e per­turbação mental ou comportamental, os psicólogos desse círculo estavam comprometidos com o estudo científico das potenciali­dades humanas. Para além do papel curativo, próprio da psicolo­gia convencional, o que veio a ser chamado de Psicologia Positiva tinha um caráter preventivo, pois sua meta é a qualidade de vida e o florescimento do ser humano em sua completude.

O Conceito de Felicidade

O primeiro grande desafio é compreender a felicidade. Como conceituar algo que parece ser tão subjetivo e indefinido? Afinal, felicidade nunca é a mesma coisa para todo mundo, e o padrão de felicidade está evidentemente vinculado a fatores externos, como nosso imaginário criado pelos filmes e estórias infantis ou não, pelo dinheiro e pelo estatuto da mídia.

Se você perguntar o que é felicidade para dez pessoas, certa­mente terá dez definições diferentes. Pior, se você perguntar para essas dez pessoas o que as deixa felizes. Para um estudo que se pretende científico essa barreira é evidentemente importante e difícil de ser ultrapassada.

A felicidade é tomada como sinônimo dos termos ‘bem-estar subjetivo’ e ‘afeto positivo’. Não há uma preocupação em definir de forma fixa e rígida o que vem a ser felicidade justamente porque se pretende trabalhá-la na sua instância subjetiva. Para além da busca pela satisfação a qualquer preço, o que está em jogo é o cul­tivo de emoções positivas para a promoção do bem-estar.

Logo, felicidade não é apenas a ausência de tristeza. A relação de oposição nesse caso não deve ser direta, embora es­tejam correlacionadas. A felicidade está vinculada ao cultivo de certo grupo de emoções e estados cognitivos positivos. Como emoções, sentimentos e a cognição são internas ao ser humano, é um grande erro entender que a felicidade pode ser encontrada em fatores externos, muito embora sejam alguns estímulos externos que desencadeiem a sensação de bem-estar.

Em todo caso o tra­balho deve ser a forma como a pessoa se relaciona com o exterior e com suas emoções a partir de estímulos externos provocam sentimentos e humores negativos. Aos poucos vamos aprendendo a cultivar umas e abandonar outras.

A psicóloga Lilian Graziano, uma das mais importantes autoridades em Psicologia Positiva, no Brasil, é muito enfática em dizer que “a felicidade é um balanço que fazemos de nossas vidas”, diz a mestre. O autoconhecimento é uma oportunidade de entendermos o procurado “caminho da felicidade” que não é igual para todos.

Pessoas mais felizes são aquelas que estão em busca cotidiana de aumentar a frequência com que as emoções e sentimentos positivos emergem durante sua jornada de trabalho e familiar. Parece ser chato essa história de olhar sempre o lado positivo, mas é justamente essa possibilidade que gera em nós o bem-estar, em vez de preocupação, angústia e ansiedade.

Sim, a felicidade exige prática. Não é algo como uma benção ou uma dádiva. Mesmo que muitos estudos mostrem o ‘gene da felicidade’, está também comprovado que é possível, pela mudança de comportamento, visão do mundo e linguagem, estar constantemente em situação de bem-estar subjetivo com a emergência de sensações de prazer.

A felicidade não é, então, algo repentino e efêmero. Ela vem, segundo a filosofia grega, de um trabalho que o indivíduo faz em si mesmo, podendo ser alcançada pelo exercício daquilo que con­sideramos virtuoso, bom e realizador.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!