Voltar

O que aprender com a derrota do Brasil na Copa do Mundo de 2014?

Publicado em | 0 comentários

A derrota do Brasil diante da Seleção da Alemanha surpreendeu a todos. Não só a derrota, mas também como se deram as jogadas e as finalizações. Não estou aqui para apontar culpados ou expor minha opinião sobre alguma falha técnica, de escalação, ou falar sobre o desempenho dos atletas, nem mesmo das decisões do técnico.

Como Coach deixo o julgamento de lado e acredito, verdadeiramente, que podemos extrair lições positivas desta derrota, não só no que diz respeito ao futebol, mas também para nossas vidas e carreiras. Vale também ressaltar as qualidades da nossa Seleção e do time adversário e nos espelhar nelas.

A ressignificação é uma técnica do Coaching que tem por finalidade dar novos e positivos, significados a situações que não foram tão boas assim. Diante disso é preciso refletir sobre diversas questões acerca da Seleção, do mundial e tudo o que está envolvido.

Muito se falou sobre as condições psicológicas dos atletas brasileiros ao levarem a partida para os pênaltis contra o Chile, e a visível insegurança quanto à saída de Neymar e ausência do capitão Thiago Silva que, apesar de jovens, eram as duas principais referências para o time. Nesse sentido, podemos ressaltar diversos fatores que podem ser lições valiosas para os atletas e para nós:

Inteligência e controle emocional: de fato esses são os principais fatores para se alcançar o que se almeja. Equilibrar o emocional e o racional, é muito importante para se tomar decisões assertivas e agir da melhor maneira;

Liderança: todos nós precisamos desenvolver as habilidades de liderança. No caso da Seleção, não é só o técnico e o capitão que têm essa responsabilidade. Liderar e tomar a responsabilidade de sua função para si, ser dono de seus pensamentos, comportamentos e atitudes, servir ao próximo e ser um exemplo de profissional, são maneiras de desenvolver atitudes e habilidades de liderança em seu dia a dia;

Treinamento: a repetição leva à perfeição. Quando desejamos ser bons no que fazemos, precisamos treinar, treinar, repetir e repetir, buscando melhorar e evoluir cada vez mais. Comprometer-nos com nossas responsabilidades é essencial para que sejamos pessoas e profissionais de excelência;

Engajamento: estar engajado não se limita apenas aos bons relacionamentos com colegas, está diretamente ligado a função que cada um exerce no processo de trabalho. O engajamento é um compromisso que você assume consigo e com as pessoas ao seu redor, de cumprir algo que foi prometido, indo além e sendo proativo.

O perdão: perdoar a si mesmo, aos outros e pedir perdão. David Luiz, o zagueiro da Seleção Brasileira de Futebol, em entrevista, pediu desculpas aos brasileiros e saiu de campo se desculpando da torcida. O ato de perdoar nos dá uma nova chance de sermos melhores a cada dia;

A oportunidade: no futebol há sempre uma nova chance, um novo jogo, um outro campeonato, assim como em nossas vidas, para podermos dar a volta por cima e darmos o melhor de nós, mudando posturas e comportamentos que nos impedem de chegarmos em nossos resultados. Além disso, temos a oportunidade de desenvolver habilidades, aprimorar competências e descobrir novas capacidades para enfrentar novos desafios;

Honrar e respeitar a história: precisamos nos lembrar de continuar honrando e respeitando a história da Seleção Brasileira, bem como a nossa própria história. Tudo o que aconteceu em nossas vidas, sejam situações boas ou ruins, serviu para nos ensinar e nos fazer chegar onde estamos hoje. Com o Brasil não deve ser diferente, pois tenho certeza que alguma lição será retirada de tudo isso e que em 2018 teremos aprendido com os nossos erros, para conseguirmos alcançar a sexta estrela;

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer, que ainda somos a pátria amada, e que a derrota da Seleção Brasileira de Futebol, não é a derrota de uma nação, mas sim o fortalecimento de um povo alegre e festivo, que deu o melhor de si para receber da melhor maneira possível, nossos irmãos estrangeiros.

Somos um país forte e guerreiro, que mostrou ao mundo que esta Copa será um marco na história do Brasil. Por isso dê o melhor de si, desenvolva-se, aprimore-se e vamos juntos ver nosso país crescer cada vez mais. Seja campeão na sua vida, na sua carreira.

E o hexa? Teremos mais uma grande oportunidade na Rússia em 2018. Nos vemos lá!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!