Como tomar decisões sem prejudicar pessoas?

Por: José Roberto Marques | Blog | 24 de julho de 2015
homem indeciso

ra2studio / Shutterstock Sempre pondere cuidadosamente e avalie todos os reflexos que determinada decisão pode causar.

Seja no trabalho ou na vida pessoal, sempre nos deparamos com decisões que tem impactos não apenas em nossas vidas, mas também na de outras pessoas. Por isso, é muito importante ter consciência de que toda ação tem uma reação, e sempre avaliar cada passo antes de agir.

Para garantir que decisões mal pensadas não impactem negativamente na vida das outras pessoas, devemos sempre ponderar cuidadosamente e avaliar todos os reflexos que determinada decisão pode causar. Nesse sentido, sempre se coloque no lugar do outro e tenha respeito ao próximo.

Como tomar decisões no trabalho?

Quanto maior é a responsabilidade do profissional, maior também deve ser o seu compromisso em tomar decisões assertivas. Isso porque, quando temos o poder de decidir sobre o futuro de alguém, podemos colaborar ou atrapalhar seu desenvolvimento.

Se você é responsável por decidir qual colaborador vai ser demitido ou promovido, por exemplo, o ideal é ter o máximo de informações sobre cada profissional, de modo a chegar a uma decisão racional, justa e honesta com todos os envolvidos.

Quando fatores emocionais — como a amizade com um colega — influenciam na decisão, o processo decisório se torna mais difícil e doloroso. Por isso, quanto mais racional você for, menores serão as chances de se arrepender da decisão tomada.

Tomando decisões pessoais

Tomar decisões que envolvam, exclusivamente, questões pessoais e o futuro da própria carreira parece uma tarefa mais fácil do que envolver terceiros. Entretanto, o que acontece é que temos mais dúvidas e demoramos mais para decidir sobre a própria vida.

Isso acontece porque colocamos muita pressão em nós mesmos para conquistar determinadas coisas, deixar de fazer outras e começar a investir em um algo novo. Daí, surgem as dúvidas, conflitos de valores e problemas entre as vontades e as necessidades.

Do mesmo modo que precisamos ser ágeis e assertivos nas decisões tomadas na empresa, devemos ter esta mesma postura com as resoluções pessoais. O ideal é encarar os dilemas e procurar sempre as melhores formas de alcançar o estado desejado.

Para facilitar isso, invista numa formação em Coaching. Faça o Professional & Self Coaching e aprenda a tomar decisões de forma descomplicada.

Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe-o em suas redes sociais!