Voltar

Como fazer uma entrevista de seleção?

Publicado em | 0 comentários
entrevista de emprego

© Depositphotos.com / Wavebreakmedia A entrevista de emprego não indica se o candidato é bom ou ruim, mas sim qual é o candidato mais adequado ao cargo e à empresa.

A realização de uma entrevista é fundamental no processo de seleção de novos colaboradores.  Embora diversos outros instrumentos sejam utilizados para filtrar os candidatos que mais se adéquam à vaga, a entrevista de seleção é a etapa mais importante.

Apesar disso, nem sempre a melhor pessoa entrevistada é a melhor pessoa para o cargo. Afinal, uma entrevista de seleção não é feita para dizer se o candidato é bom ou ruim, mas para selecionar aquele que mais se adéqua ao cargo e à cultura da empresa.

São três os tipos de entrevista de seleção: estruturada, não-estruturada e entrevista sob pressão. Saiba mais sobre cada uma delas:

Entrevista estruturada

A entrevista estruturada é conduzida de acordo com uma ordem pré-determinada, cuidadosamente planejada para extrair o máximo de informações do candidato com o menor número possível de perguntas. De modo geral, a estrutura desta entrevista é a seguinte:

Cumprimento / Bate papo

O candidato deve esperar que o entrevistador tome a iniciativa de cumprimentar. O mais adequado nesse momento profissional, é que o ato seja realizado com um aperto de mão firme e um sorriso cordial;

Introdução

O entrevistador deve deixar o candidato confortável, falar sobre as condições de realização da entrevista, os temas que serão abordados e fazer perguntas sobre como o entrevistado ficou sabendo da vaga, se ele já conhecia a empresa e os motivos pelos quais ele deseja trabalhar na organização;

Experiência de trabalho

Neste momento, o entrevistador realiza perguntas para saber de forma mais aprofundada sobre a experiência profissional do candidato. As perguntas podem variar entre: quanto tempo ele esteve empregado, o que ele fazia no último cargo, porque o candidato saiu do último emprego, porque ele ficou um tempo sem trabalhar, etc;

Formação escolar

As perguntas realizadas neste tópico vão variar de acordo com a formação do candidato. É importante que o entrevistado evidencie que a sua formação é adequada aos pré-requisitos da vaga e que ele é capacitado para o cargo em questão. Além de falar sobre a formação acadêmica, também é válido citar a realização de cursos de capacitação, treinamento e workshops;

Atividades e interesses  

O entrevistador busca saber mais sobre as atividades que o candidato realiza fora do ambiente de trabalho. Essa é uma ótima forma de identificar se alguma prática realizada fora do meio corporativo, pode influenciar no rendimento do colaborador nos processos realizados na empresa;

Descrição dos pontos fortes e fracos

O candidato deve evidenciar que seus pontos fortes acarretarão em vantagens para a empresa, que eles serão válidos para o cargo em questão. Os pontos fracos também devem ser apresentados, mas o entrevistado deve destacar que apesar de tudo, ele está sempre buscando por aperfeiçoamento e melhorias;

Descrição do cargo, perguntas do candidato

O entrevistador descreve de forma mais detalhada o cargo em questão e busca por mais dados do candidato. Este é o momento para que ambos forneçam informações, assim, terão embasamento para saber se a formação e experiência do profissional estão adequadas a vaga ofertada e vice-versa;

Encerramento

Na fase final, o entrevistador esclarece possíveis dúvidas do candidato. A entrevista deve ser finalizada de forma agradável e cordial. É de bom tom o entrevistador informar posteriormente, se o entrevistado foi ou não admitido para a vaga;

Ao conduzir uma entrevista estruturada, o entrevistador faz perguntas gerais, com foco no passado do candidato, que é encorajado a falar mais de 50% do tempo. O entrevistador dá poucas informações a respeito do cargo, mantém contato visual, não se incomoda em deixar silêncios enquanto espera o candidato falar e não faz perguntas pessoais ou comprometedoras.

Entrevista não estruturada

Uma entrevista não estruturada é mais informal, dando maior liberdade para que o candidato fale mais abertamente. O entrevistador apenas faz um esboço de tópicos que serão abordados, demonstrando interesse e simpatia pelo candidato, iniciando a entrevista com uma pergunta geral como “me conte sobre seu último trabalho”.

O entrevistador deve continuar sondando o candidato com perguntas do tipo “como as mudanças gerenciais afetaram o seu departamento?”, e depois ele segue fazendo perguntas mais específicas, com o intuito de ter informações definidas.

Entrevista sob pressão

Pouco aplicada, a entrevista sob pressão pode ser uma experiência assustadora para um candidato mais inexperiente. Nesse tipo de entrevista, é criada uma atmosfera carregada e ameaçadora, em que o entrevistador pode contradizer ou até discutir com o candidato, mudando o rumo da conversa repentinamente e usando diversas técnicas para testar a inteligência emocional.

O entrevistador também faz algumas perguntas hipotéticas para avaliar a reação do candidato diante do inesperado e sua capacidade de desenvolver rapidamente um plano de ação.

Gostou do artigo? Quer contribuir com mais alguma informação? Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!