Voltar

7 Tipos de Organograma para Utilizar em sua Gestão

Publicado em | 0 comentários
Tipos de organograma

Dragomer Maria/Shutterstock Conheça 7 tipos de organograma e a utilidade de cada um

Quais são os tipos de organograma que você usa em seu negócio? Aliás, você sabe para o que serve esta metodologia? Esta é uma ferramenta de gestão criada, em 1856, pelo administrador de ferrovias, o americano Daniel McCallum. Na prática é uma espécie de gráfico que funciona como uma grande teia que reúne informações importantes no que tange a hierarquia de pessoas e trabalho de uma empresa.

O organograma ajuda a empresa a se conhecer, pois mostra, em detalhes, suas características e o modelo organizacional, o que ajuda a compreender melhor sua hierarquização e como o trabalho de cada colaborador se encaixa com as necessidades da organização. Para deixar isso mais claro, este tipo de gráfico reúne informações que são dispostas em blocos hierárquicos, sempre partindo do maior para o menor, ou seja, dos líderes (presidente, diretores, gerentes…) para os liderados e suas funções e cargos.

Conheça 7 Tipos de Organograma

Clássico – este é o tipo de organograma mais popular. O modelo é construído em forma de retângulo e posicionado na vertical, apresenta como as hierarquias foram definidas e como elas e comunicam e relacionam.

Horizontal – diferente do modelo acima, aqui o que muda é a posição do organograma, que apresenta as informações setorizadas, só que na horizontal.

Informacional – o este é um tipo de organograma que apresenta, de forma minuciosa, um completo leque de informações relacionadas a determinado departamento ou âmbito da organização.

Setorial – apresenta as informações organizadas e estruturadas conforme determinado setor da empresa. Pode mostrar os dados do setor financeiro; administrativo; de vendas ou marketing, por exemplo.

Linear de Responsabilidade – como o nome sugere o organograma linear de responsabilidade apresenta a comunicação em linhas cruzadas, que podem, por exemplo, apresentar as funções ou atividades na empresa e indicar por meio de marcação, quais são os profissionais responsáveis por elas.

Em barras – neste organograma em barras, cada coluna é elaborada dentro de um retângulo posicionado na vertical e conforme a hierarquia.  Assim, a barra maior é do presidente, seguida pela do diretor, gerente, supervisor, coordenador e por ai vai. Quanto maior a posição, maior a barra.

Radial ou Circular – entre os tipos de organograma, este modelo é um pouco mais ousado e traz as informações setorizadas num gráfico circular, separado em cores específicas que descrevem cada área, cargo e função. Nele, os principais responsáveis pelas demandas ficam no centro e os demais ao redor deles.

Matricial – organograma muito utilizado para apresentar as áreas da empresa que irão trabalhar juntas em determinado projeto e também muito usado por consultores para ilustrar as parte de um trabalho.

Por fim, para construir seus organogramas e ilustrar as hierarquias e apresentar as informações e potencializar a gestão do seu negócio e dos seus projetos, uma boa dica é usar a ferramenta do Excel, pois possuiu até mesmo modelos prontos, que facilitam muito a vida de quem não domina bem esta metodologia ainda. Escolha então seu tipo de organograma e boa sorte!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!