mudanca-organizacional-tipos

Tipos de Mudança Organizacional mais Praticados nas Empresas

Por: José Roberto Marques | Blog | 09 de outubro de 2019

As mudanças organizacionais são acontecimentos cada vez mais comuns dentro das empresas e organizações. Isso porque as mudanças e atualizações constantes do mercado e os impactos causados por ele exigem que as empresas se adéquem cada vez mais a novas realidades.

mudança organizacional nas empresas podem acontecer por diferentes motivos seja para a ampliação da empresa ou criação de filiais, seja para implementar uma nova estrutura corporativa, seja para promover melhorias no ambiente de trabalho, seja para aumentar a competitividade da empresa, produtos ou serviços oferecidos, entre outras coisas.

Exemplos de Tipos de Mudança Organizacional

Confira os principais tipos de mudança organizacional adotadas pelas empresas e exemplos práticos de como elas funcionam no dia a dia.

1 – Mudança Incremental

Como o próprio nome sugere, a mudança incremental está relacionada a acrescentar, somar ou agregar algo, normalmente alguma melhoria nos processos ou na estrutura organizacional. Um exemplo disso é a implementação de novos sistemas, controle de ponto, implantação de novas rotinas, novos projetos, entre outras coisas.

2 – Mudança Transformacional

mudança transformacional está focada na transformação. Não acrescenta nada, mas modifica e transforma o ambiente, os processos, a estrutura e até mesmo as pessoas ou profissionais. Um exemplo bem comum deste tipo de mudança na prática é a mudança ou organização de profissionais e departamentos onde alguns colaboradores são desligados da empresa, outros transferidos de cargo ou posição e mesmo nas novas contratações.

3 – Mudança Evolucionária

Já a mudança revolucionária é adotada a partir de um objetivo específico bem determinado, seja para resolver algum conflito ou dificuldade, seja para atender alguma deficiência da empresa ou mesmo pelas dificuldades do mercado.

Exemplo disso são a definição de novos objetivos ou metas para um novo ano ou para a realização de um novo projeto, por exemplo.

4 – Mudança Revolucionária

E, por fim, como o próprio nome sugere, a mudança revolucionária surge a partir de um objetivo geral que visa promover uma grande revolução e transformação na empresa que pode impactar não só os colaboradores como também o mercado, concorrentes e clientes.

Um exemplo da mudança revolucionária pode ser a recolocação de uma empresa no mercado. Uma empresa que declara falência como a famosa Parmalat, que ficou afastada por muitos anos do mercado, por exemplo, voltou a ativa com uma nova proposta e se recolocando de forma diferente e com uma estratégia diferente no mercado.

10 Benefícios em promover mudança organizacional na empresa

Se a sua organização planeja algumas mudanças significativas em sua estratégia e sistemas de gerenciamento, você precisará de um plano bem definido que considere os desejos e as necessidades das principais partes interessadas em sua organização.

Mudar a forma como você gerencia as informações inevitavelmente mudará a forma como as pessoas fazem as coisas e, sem comunicação e apoio suficientes, será difícil atrair pessoas para a mudança. Um plano de gerenciamento de mudança organizacional considera todas as pessoas e equipes envolvidas em uma transição futura, como a mudança irá afetá-los, qual a responsabilidade de cada um e o que eles precisam saber para ter sucesso tanto durante quanto após a transição.

Segue abaixo 10 benefícios em resposta ao tempo dedicado com o desenvolvimento do plano de gestão de mudança organizacional:

  1. Avaliação e Motivação

Com um plano estratégico de gerenciamento de mudanças, sua organização terá uma visão de como será o processo de mudança e quais metas precisam ser alcançadas para atingir a meta final. Isso permite que os encarregados da transição avaliem o sucesso do projeto durante cada etapa crítica e também ofereça uma oportunidade para motivar indivíduos e equipes a alcançar os objetivos desejados com reconhecimento para aqueles que obtêm sucesso.

  1. Alinhamento de recursos existentes

Só porque você está fazendo alterações em sua estratégia e sistemas de gerenciamento, isso não significa necessariamente que você precisa substituir todos os recursos existentes. A chave é integrar seus recursos atuais em sua visão de futuro, a fim de aproveitar ao máximo o que você tem e o que está investindo. Com um plano eficaz de gerenciamento de mudanças, sua organização estará mais bem preparada para alinhar seus recursos existentes com o novas ferramentas e estratégias implementadas.

  1. Manutenção das Operações do Dia-a-Dia

Embora alguns sacrifícios possam ser necessários para alcançar o futuro desejado, você deve implementar mudanças sem prejudicar suas operações atuais. Um plano efetivo de gerenciamento de mudanças considerará o que os indivíduos e as equipes precisam para continuar desempenhando seus trabalhos e manter as operações do dia-a-dia sem efeitos negativos perceptíveis.

  1. Considerando as preocupações dos funcionários

Abordar as preocupações dos funcionários permite que as organizações sejam mais eficientes e eficazes. O desenvolvimento de um plano de gerenciamento de mudanças permitirá que sua organização resolva essas preocupações e mantenha as linhas de comunicação abertas com todos os indivíduos e equipes envolvidos na transição.

  1. Reduzindo Risco e Ineficiência

Reservar um tempo para criar um plano de gerenciamento de mudança organizacional permitirá economizar tempo e reduzir riscos no final. Criando um plano que considere todos os indivíduos e equipes envolvidos na transição, você pode reduzir a possibilidade de uma tentativa frustrada de alteração e reduzir o tempo necessário para implementar a alteração.

  1. Aumento da auto-estima

Quando os funcionários percebem que os líderes de suas organizações dedicam tempo para desenvolver um plano de gerenciamento de mudanças que considere seus desejos e necessidades, eles conseguem ter um desempenho melhor e se envolver mais na transição. Portanto, certifique-se de que sua equipe se sinta apoiada e de que ela tenha as informações necessárias para o sucesso.

  1. Antecipação de Desafios

Seu plano deve definitivamente considerar a possibilidade de bloqueios que impeça sua organização de atingir suas metas. Quando você tem um plano efetivo de gerenciamento de mudanças, você estará mais bem preparado para prever e responder aos desafios que possam surgir durante e após a transição.

  1. Custos Reduzidos

Desenvolver um plano de gerenciamento de mudanças com antecedência também permitirá que sua organização reduza o custo da transição, permitindo que você gerencie melhor seu orçamento. Com as pessoas certas envolvidas, você pode reduzir ineficiências e desperdícios e evitar projetos caros que não contribuem para as metas finais.

  1. Maior ROI

Além de reduzir custos com um bom plano de gerenciamento de mudanças organizacionais, você também pode aumentar o retorno do seu investimento. Quando você tem a equipe conceitual correta para seus funcionários e processos, é mais provável que você veja retornos positivos dos investimentos feitos nas alterações que está implementando.

  1. Oportunidades para desenvolver mais

Em síntese, um plano de gerenciamento de mudança organizacional permite que as empresas desenvolvam mais durante a transição. Você pode desenvolver um conjunto de práticas recomendadas para manter o crescimento e a inovação no futuro, desenvolver líderes para levá-lo até lá e desenvolver equipes que estejam mais bem preparadas para que isso aconteça.

 

E você, já viu algumas dessas mudanças acontecerem em seu ambiente de trabalho? Como foi esta experiência? Contribua com o conhecimento e lembre-se de sempre curtir e compartilhar em suas redes sociais.

Copyright: Syda Produtcions/Shutterstock

Deixe seu Comentário: