sistemas-gestao-conhecimento

Sistemas de Gestão do Conhecimento

Por: Equipe JRM | Blog | 27 de fevereiro de 2020

Além da liderança contemporânea e os processos de humanização de aplicação do Coaching, há uma outra coisa que marca as empresas dessa nossa era e que o coach que atende esse nicho de mercado deve dominar: os sistemas de Gestão do Conhecimento.

Se você atende ou pretende atender empresas ou empresários, é preciso conhecer a relevância e a operacionalidades dos sistemas de Gestão do Conhecimento, até porque o coach, quando atua na modificação da cultura da empresa, está inserido nesse mesmo processo. Coach é uma ferramenta da Gestão de Conhecimento.

Os estudos acerca da gestão do conhecimento utilizam do saber de diversas áreas, como Administração, Marketing, Psicologia, Gestão da Tecnologia e da Informação, dentre outras. O principal motivo para sua adoção é prover o aumento constante do desempenho dos colaboradores e equipes, provendo as condições ideais para o desenvolvimento de suas atividades e fomentando a produção, disseminação e utilização plena do conhecimento nas atividades da empresa.

Conhecimento não é informação. Informação é um dado como “duas pessoas faltaram ao trabalho”. Conhecimento é a informação que foi interpretada e serve a algum contexto, orientando as ações e as tomadas de decisão: “faltaram duas pessoas ao trabalho. Essa assiduidade está dentro da média, não causará impacto nos processos da empresa”. 

Precisamos então entender o que é Gestão do Conhecimento, como ela funciona e por que é tão importante para as organizações.

Conhecimento, então, prescinde a vivência, a experiência, a troca. O conhecimento não está apenas nas apostilas de treinamento ou no diploma de graduação ou MBA. O conhecimento está na vida das pessoas que convivem em uma empresa; em cada olhar diferente para a mesma questão; em cada “perfil” diferente que é agregado no time; o conhecimento está em tudo que envolve o ser humano.

Em uma empresa, muitas vezes, os departamentos funcionam de maneira muito compartimentada, e não compartilham tudo que sabem. Há situações em que dois departamentos estão criando a mesma peça, ou alguém solicita um estudo sobre um determinado tema, mas isso já foi feito por alguém… enfim, o conhecimento em uma empresa precisa circular, porque todo conhecimento de uma empresa pertence à empresa.

Você é feliz?

A Gestão do Conhecimento consiste no aperfeiçoamento de todos os processos de busca, criação, compartilhamento, aproveitamento de conhecimento. A gestão de conhecimento pode estar a cargo de uma pessoa ou área, ou pode se caracterizar como uma plataforma ou um procedimento de disponibilização de informações/conhecimento.

Na gestão do conhecimento faz-se o acompanhamento dos processos e das pessoas, por meio de estudos e pesquisas internas, referentes ao seu desenvolvimento em diversas áreas: Gestão da Informação, Tecnologia, Marketing, Psicologia e Administração. Este mapeamento é realizado com o objetivo de identificar habilidades e competências entre os profissionais que contribuem com a construção do conhecimento de uma empresa. Desde conhecimentos técnicos até conhecimentos alimentares, relacionais, culturais etc. 

Sabendo quais são seus pontos fortes e de melhoria em termos de geração e compartilhamento de conhecimento, a empresa tem mais condições de desenvolver estratégias e ações assertivas que possibilitem melhorar a gestão de processos, fortalecer seus profissionais e ajudá-los a corrigir dificuldades técnicas, bem como aquelas de cunho emocional e comportamental.

Isso cria uma cultura do conhecimento. Isso gera capital intelectual. 

Por isso a gestão do conhecimento é tão importante e vem sendo cada vez mais adotada por organizações. De forma sistemática e planejada, os gestores desenvolvem ações para conceber, interpretar e difundir o conhecimento na empresa, a fim de munir os colaboradores com o conhecimento que vai incrementar o seu desempenho individual e o da organização.

A gestão do conhecimento está também no sujeito e seus conhecimentos específicos. Uma empresa que não conhece o potencial de seus colaboradores está fadada a perder excelentes oportunidades como também seus melhores profissionais. Como profissional você acumula experiências e habilidades que tornam você um colaborador importante para os resultados da empresa. Esta expertise, em conjunto com a dos demais profissionais, gera mais conhecimento, que para ser bem aproveitado e aplicado, de forma assertiva, precisa ser gerido corretamente. 

A Gestão do Conhecimento nos permite: 

  1. Mapear os conhecimentos individuais e departamentais; 
  2. Criar um campo de armazenamento do conhecimento produzido na empresa – individual ou coletivamente. 
  3. Criar trilhas de compartilhamento do conhecimento; 
  4. Identificar as necessidades de geração ou de aproveitamento do conhecimento.

 

Copyright:  1530452666 – https://www.shutterstock.com/pt/g/fizkes

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: