Sad,Businessman,Sitting,At,Table,And,Thinking,About,Debts,,Bankruptcy,

Quer montar uma nova empresa? Quais são os principais erros nesse processo?

Por: José Roberto Marques | Blog

Você tem o sonho de ser o dono do seu próprio negócio, mas se preocupa com os percalços no caminho? Então, está fazendo a leitura certa, a seguir vamos explicar quais são os principais erros nesse processo. Evitar esses erros comumente cometidos pelos empreendedores te ajudará a consolidar seu empreendimento no mercado com mais facilidade. Vamos conhecer quais são esses erros?

Conheça os passos que vão te tornar um Líder Extraordinário!
Clique aqui e baixe meu ebook “Leader Coach”! É um presente!

Montar uma nova empresa: quais são os principais erros nesse processo?

Empreender demanda dedicação e mente aberta para novos conhecimentos. A cada dia desafios nascem para os empreendedores e estar preparado para resolvê-los é primordial. A seguir vamos apresentar com mais detalhes os principais erros que podem ser cometidos no processo de consolidação de um empreendimento. A partir dessa leitura você estará apto para evitar essas dificuldades.

1. Ter pouco conhecimento de gestão

A administração do negócio, independentemente do seu tamanho, deve ser feita de maneira profissional. Isso significa que o empreendedor precisa dedicar parte do seu tempo a se preparar para ser o gestor do negócio.

Conhecer as técnicas de gestão para manter a operacionalidade da empresa é crucial para obter sucesso. Se possível, é interessante contar com a atuação de profissionais da área de gestão para te ajudar a organizar a empresa.

2. Falta de um plano de negócios

A falta de um plano de negócios é um dos problemas que pode levar a empresa a fechar prematuramente. O plano de negócios funciona como um guia para a inserção e atuação da empresa no mercado. Nesse planejamento, há uma descrição de como o negócio deve funcionar e quais são os passos que o levarão ao futuro.

Apenas com um plano de negócios consistente será possível tentar captar investimentos e atrair sócios. Além de ser a base para uma atuação segura no mercado, funciona como uma apresentação do seu empreendimento para interessados.

3. Atuação informal

A informalidade pode parecer tentadora para empreendedores no início de suas jornadas. Porém, é essencial dizer que “fugir” dos impostos em algum momento se torna um grande empecilho para o crescimento.

Com um CNPJ e uma conta bancária jurídica, é mais fácil conseguir empréstimos corporativos para investir no empreendimento, por exemplo. Além disso, o funcionamento formalizado é imprescindível para que a empresa possa atuar no mercado.  

4. Não se atentar para a organização fiscal, contábil e financeira

A organização fiscal, contábil e financeira da empresa é essencial para que ela tenha condições de se manter no mercado. A contabilidade do empreendimento deve ser uma prioridade da gestão. Somente assim cumprirá suas obrigações permitindo o controle financeiro.

Quando essas questões não estão dentre as prioridades podem gerar multas e problemas judiciais. Há também que se dizer que não ter uma organização contábil pode comprometer a capacidade do empreendimento de receber investimentos. Como captar investimentos se não há algo concreto para mostrar aos investidores?

5. Misturar as finanças da empresa com as finanças pessoais

Um dos principais erros cometidos por empreendedores que estão abrindo um negócio é não separar suas finanças pessoais das finanças corporativas. Quando não há essa separação, pode acontecer dos sócios utilizarem o capital da empresa para cobrir despesas pessoais.

Você é feliz?

A empresa precisa de capital de giro para manter a sua operacionalidade, se não há um planejamento, dificilmente se chegará ao sucesso. Quando não existe uma separação clara entre finanças pessoais e empresariais há descontrole financeiro. Essa situação leva a erros que podem comprometer a capacidade da empresa de se manter em funcionamento.

6. Não fazer os cálculos essenciais

Alguns empreendedores cometem o erro de não fazer os cálculos essenciais para conhecer a saúde financeira da empresa. Antes de realizar retiradas ou reinvestimentos é necessário saber quais são as projeções de lucros da companhia. Será que o uso desse capital é sustentável para o empreendimento em médio e longo prazo?

O cálculo da margem de lucro é fundamental para que o empresário entenda a situação atual e futura da empresa. Entender a capacidade de crescimento da companhia através dos números é necessário para conseguir direcioná-la para o sucesso.

7. Não ter o controle do fluxo de caixa

O fluxo de caixa nada mais é do que o controle do que entra (receitas) e do que sai (despesas) da empresa. Empresários que não têm controle sobre esse fluxo podem acabar se surpreendendo negativamente com as respostas do mercado. Se não há o acompanhamento do que está sendo gasto e ganho fica difícil saber como agir em diferentes situações.

8. Não investir em marketing

Qualquer empreendimento, independentemente do seu tamanho, deve contar com investimento em marketing. Ações de divulgação podem ir desde a distribuição de flyers pelo o entorno do negócio até ou outdoor ou um comercial. Mesmo que não haja muito capital para dar início ao planejamento de marketing é importante pensar em estratégias.

Com a internet ficou mais simples divulgar e consolidar um empreendimento na mente do público. Redes sociais e divulgação através de influenciadores digitais de nichos podem ser boas estratégias para alcançar o sucesso.

 

9. Não fazer avaliações do empreendimento

De tempos em tempos, é importante analisar como o empreendimento tem se saído. Sua empresa tem sido bem-sucedida? Os planos elaborados estão repercutindo como se esperava? Essas avaliações são imprescindíveis para saber o que está dando certo e o que precisa ser rearticulado.

Não fazer essas avaliações pode ser um grande empecilho para alcançar o sucesso. Saber como direcionar a empresa para o caminho da consolidação é o que permitirá que ela seja longeva.

10. Não levar a sério seu empreendimento

Um grande erro que pode ser cometido por muitos empreendedores é o de não levar a sério a sua empresa. A partir do momento em que você se comprometeu com a ideia de gerir um negócio, precisa se dedicar a essa atividade. Saiba que ser dono do próprio negócio gera mais trabalho do que ser funcionário.

Dessa forma, você deve estar pronto para assumir mais responsabilidades e dispor de mais do seu tempo para o trabalho. Embora pareça pesado, saiba que ver sua empresa alcançar o sucesso no mercado é bastante reconfortante.

Agora que você conhece os principais erros cometidos ao abrir uma empresa tem mais chances de sucesso! Aproveite para deixar seu comentário abaixo e compartilhar o conteúdo com os seus amigos que também sonham em empreender!

Imagem: Por Iryna Rahalskaya

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: