Business,Visionary,Vector,Concept,With,Businessman,Visionary,Looking,Through,Telescope

Pare de viver apenas no futuro!

Por: José Roberto Marques | Blog

Você passa o dia esperando o fim do expediente para voltar para casa e relaxar. Passa a semana ansioso para que o fim de semana chegue. Mas também passa o domingo de churrasco preocupado com a reunião de segunda-feira de manhã.

Você já percebeu que nós vivemos sempre colocando a ideia de felicidade como algo futuro? E quando esse momento feliz de fato chega, logo aprecem preocupações em nossa mente, de modo que deixamos de aproveitá-lo com intensidade? Em outras palavras, por que nós vivemos no futuro e deixamos o presente de lado?

A ansiedade excessiva é uma verdadeira pandemia, tornando-se praticamente uma característica essencial das pessoas de nossa era. No entanto, precisamos entender que tudo em excesso nos faz mal. O excesso de futuro também! Para entender por que esse problema ocorre e como lidar com ele, com vistas a uma vida mais saudável e feliz, continue a leitura deste artigo!

Conquiste resultados extraordinários através do Coaching!
Clique aqui e conheça mais sobre essa poderosa metodologia!

A ansiedade: o mal necessário

A ansiedade em si não é um problema. Na verdade, ela é um recurso de nossas mentes sem o qual a humanidade provavelmente não teria chegado até aqui. A ansiedade é a capacidade que as pessoas têm de deduzir como será o futuro, de modo que possam se preparar adequadamente para ele já no momento presente.

Se você acha que a vida seria melhor sem ansiedade, saiba que é ela que faz com que você olhe para os dois lados da rua antes de atravessá-la. A ansiedade era o que fazia com que o homem das cavernas pudesse lutar ou fugir de um animal que pudesse atacá-lo. Por isso, esse mecanismo das nossas mentes é muito valioso, quando ativado na hora certa.

A ansiedade liga o “modo de alerta” em nosso organismo sempre que uma ameaça é detectada. É por isso que somos capazes de planejar o futuro. É por isso que conseguimos sobreviver até aqui. No entanto, há limites!

O excesso de futuro em nossas mentes: a ansiedade patológica

Como podemos perceber, a ansiedade e a preocupação com o futuro não são vilãs, mas recursos necessários para uma vida saudável. O problema ocorre quando esse estado de alerta começa a aparecer excessivamente e de maneira desproporcional aos fatos da vida.

Se você está num churrasco em família numa tarde de domingo, há alguma utilidade em se preocupar com a reunião de segunda-feira no trabalho? Se você está deitado na cama pronto para dormir, há alguma utilidade em pensar nas contas a pagar? É nesse ponto que o pensamento sobre o futuro torna-se excessivo, e é aí que deixamos de viver no momento presente.

Há casos mais graves, em que a mente do indivíduo ativa o “modo de alerta” com tanta frequência que ele começa a experimentar terríveis sintomas físicos e psicológicos, conhecidos como “crise de ansiedade”. Dor de cabeça, dor de barriga, tensão muscular, cansaço, palpitação, suor intenso, boca seca e um medo terrível do futuro são os sinais mais característicos das mentes ansiosas. Nesses casos, pode ser necessário o tratamento medicamentoso, com acompanhamento psicoterápico.

Prepare-se para o futuro, mas viva o presente

Diante desse quadro terrível, com o qual muita gente pode se identificar, fica o questionamento: como viver no presente, e não no futuro?

Retomando o exemplo acima, da pessoa que está no churrasco em família preocupando-se com a reunião de trabalho do dia seguinte, ficam algumas reflexões. Será que essa pessoa se preparou adequadamente para essa reunião? Ela estudou o que tinha que estudar? Sabe o que vai falar? Conhece as pessoas que participarão da reunião?

A preparação é a melhor maneira de amenizar a ansiedade. Por isso, é essencial que essa pessoa estude, prepare o material e faça tudo o que for possível para sentir-se confiante para essa reunião. No entanto, o ideal é que isso tivesse sido feito antes, de modo que, no domingo à tarde, a pessoa possa aproveitar o churrasco em família com tranquilidade.

Você é feliz?

O mesmo vale para o indivíduo que acorda de madrugada preocupado com as contas a pagar. Há algo que ele possa fazer às 3h da manhã para ganhar dinheiro? Provavelmente não. Portanto, precisamos aprender a organizar a nossa rotina, de modo que os nossos problemas sejam resolvidos no horário determinado para essa finalidade. Assim, conseguiremos aproveitar melhor os momentos de descanso e lazer, sem que as preocupações nos interrompam.

Se você está preocupado com alguma questão do futuro, pergunte-se: o que eu posso fazer agora? É no presente que construímos o futuro. Portanto, faça o que estiver ao seu alcance para amenizar essa preocupação. Se a situação não estiver sob o seu controle, pois depende de vários fatores externos, entenda que a vida é assim mesmo. Nós não podemos controlar tudo o que está ao nosso redor. Aceite essa verdade e dedique-se ao que de fato você pode fazer.

Pare de adiar a sua felicidade

Além de perder o momento presente por conta das preocupações com o futuro, as pessoas também deixam de aproveitar o hoje porque sempre colocam a felicidade como meta futura. “Vou ser feliz quando me casar”. “Vou ser feliz quando tiver filhos”. “Vou ser feliz quando tiver o emprego X”.

Todo mundo tem objetivos de vida a serem alcançados no futuro, e é importante que assim seja. Contudo, é fundamental que nos lembremos de que isso não nos impede de aproveitar também o que temos hoje. Se você ainda não se casou, aproveite a vida de solteiro. Se você ainda não encontrou o emprego dos sonhos, extraia o máximo possível do emprego que você tem hoje.

Como citamos anteriormente, o nosso futuro é consequência do nosso presente. Portanto, é perfeitamente possível planejar o futuro, mas ser feliz com o que temos hoje. Até porque, se sempre colocarmos a felicidade como uma meta que será alcançada quanto tal coisa ocorrer, nós nunca seremos verdadeiramente felizes.

Ao fim da vida, chegamos à conclusão de que a trajetória é tão importante quanto o destino final. Por isso, entenda que ser feliz é um estado de espírito, e não uma meta. Se você ainda não é rico e não tem a casa dos sonhos, seja feliz com o que você tem. Muitas vezes, a felicidade está no sorriso de uma criança, num pôr do sol, no afago no bichinho de estimação, no abraço caloroso nos pais e em tantos outros pequenos momentos a que hoje não damos importância, mas que, lá na frente, perceberemos que eram grandes momentos!

Aprenda a relaxar

Por fim, se você realmente tem encontrado dificuldade em viver o momento presente por conta de pensamentos excessivos no futuro, existem algumas técnicas úteis que podem ajudar você a relaxar.

A prática regular de exercícios físicos, o sono de qualidade e a alimentação balanceada são pilares essenciais para a saúde física e mental. Além desses itens, uma técnica extremamente importante para treinar a mente para focar no presente é a meditação.

Meditar significa concentrar a sua atenção em um único elemento por um determinado período de tempo — que pode ser a sua própria respiração, o seu corpo, uma música, um som, uma frase, uma paisagem etc. A prática regular de meditação tende, em longo prazo, a amenizar os efeitos da ansiedade e a aumentar o foco das pessoas no momento presente. No entanto, para que isso ocorra, é importante fazer da meditação um hábito diário e ter paciência, já que estamos falando de efeitos em longo prazo.

Se, mesmo assim, você sentir que a sua mente passa a maior parte do tempo no futuro e deixa de aproveitar o momento presente, não hesite em procurar ajuda especializada. Psicólogos e psiquiatras certamente poderão diagnosticar adequadamente o seu caso e propor o tratamento mais indicado. Mas lembre-se: é possível viver no presente, sem se descuidar do futuro. A paz e o equilíbrio existem para aqueles que os quiserem!

E você, querida pessoa, sente que tem vivido mais no futuro do que no presente? O que você tem feito para lidar com esse problema? Deixe o seu comentário no espaço abaixo. Além disso, não se esqueça de compartilhar este artigo com as pessoas que possam estar sofrendo com esse mesmo problema, por meio das suas redes sociais!

Imagem: Por SFIO CRACHO

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: