desamor-como-lidar

O Que é o Desamor e Como Nos Curamos Dele?

Por: José Roberto Marques | Blog

Como o próprio nome sugere, o desamor é a ausência de amor, que pode acontecer após o fim de um relacionamento ou de uma expectativa que não foi preenchida. Basicamente, um indivíduo pode sofrer com o desamor quando o seu sentimento por alguém não é correspondido. Também é um caso de desamor quando deixamos de amar a nós mesmos, por baixa autoestima ou por comportamentos nocivos.

Se você está passando por isso, saiba que é possível superar esse momento delicado e voltar a ser feliz. O melhor remédio para curar a ausência de amor de determinada pessoa é ampliando o seu olhar para enxergar novas fontes de bons sentimentos, incluindo as fontes que estão dentro de você.

A importância do amor-próprio para curar o desamor

O principal responsável pela sua felicidade é você, e o primeiro amor que deve ter é por si próprio! Quando conhecer a si mesmo e assumir a responsabilidade pelo que sente, você entenderá que, ao depositar expectativas em terceiros, poderá se frustrar.

É claro que todo mundo precisa de outras pessoas para somar em suas vidas. Contudo, cada um deve ter consciência de suas qualidades, dons e talentos e valorizar isso, ou seja, cultivar o autoamor.

Viver um amor que não é correspondido é realmente algo delicado, entretanto, aqueles que se amam e reconhecem o seu valor conseguem superar esse desafio com maior facilidade, sem prolongar o sofrimento mais do que o necessário. Quem tem amor próprio se sente mais forte e consegue assumir suas vontades sem se deixar limitar por crenças bloqueadoras e pensamentos negativos seus ou de terceiros.

Essa história de amar mais ao outro do que a si mesmo pode ser muito bonita nos livros e nos filmes, mas na vida real é um comportamento bastante prejudicial. Viver com alguém pode ser mais interessante do que sozinho, mas nós não precisamos de alguém.

Se você se sente inseguro e inferior em relação às outras pessoas, muito provavelmente é um sinal de que precisa desenvolver o seu amor-próprio. Para isso, é necessário se conhecer, a fim de adquirir a consciência sobre suas qualidades e pontos de melhoria reais. Quando se der conta do quanto é especial e importante, passará a enxergar as diversas oportunidades de felicidade que a vida lhe oferece, em vez de focar no desamor e na ausência.

7 dicas para superar o desamor

Além de desenvolver o seu amor-próprio, existem outras atitudes que podem te ajudar a superar o sentimento de desamor. Abra o seu coração e se permita colocar em prática as dicas a seguir, pois você merece ser feliz novamente.

  1. Veja o amor ao seu redor

Certamente, você já ouviu falar a respeito da analogia do copo meio cheio e meio vazio. Então, que tal levá-la para a sua vida? Ao invés de focar na ausência de amor de uma determinada pessoa, procure enxergar e ter gratidão por todas as outras que te amam e estão ao seu redor.

Se o desamor vem de alguém com quem se relacionou ou de um familiar, por exemplo, volte-se para aqueles que permanecem ao seu lado, te dando carinho e apoiando. No início, pode parecer desafiador mudar isso em sua mente e coração, mas, com o tempo, esse olhar positivo irá se tornar um hábito em sua rotina.

  1. Evite pensamentos negativos

Se uma pessoa não correspondeu o amor que você sente, a culpa não é sua. Evite pegar para si a responsabilidade sobre o que os outros sentem. Cada um deve se responsabilizar apenas pelos seus próprios sentimentos.

Lembre-se que ser correspondido é muito bom, porém, quando as coisas acontecem de forma diferente, não significa que seja o fim do mundo ou que você não seja alguém interessante, apenas não deu certo com aquela pessoa.  Procure se cercar de pensamentos positivos e você verá como tudo parecerá mais leve e descomplicado.

  1. Não prolongue o sofrimento

Ao término de um relacionamento, ou nos casos em que ele nem chegou de fato a acontecer, é normal que nos sintamos tristes e frustrados. A primeira semana ou o primeiro mês são mais difíceis, já que é difícil esconder o choro e as inseguranças. No entanto, não dê a esse fato mais valor do que ele merece. Uma decepção pontual não é o atestado de uma vida de sofrimento e autopiedade.

Você é feliz?

Assim, não desperdice oportunidades de recomeçar e de ser feliz. Saia com seus amigos e familiares e dê a si mesmo a chance de conhecer novas pessoas e reencontrar outras. Realize atividades de que gosta, cuide de si mesmo e tenha a consciência de que a sua vida precisa continuar. Veja cada novo dia como um presente que recebeu, com alegria e gratidão.

Se você perceber que suas tristezas estão durando mais do que o habitual ou tomando proporções muito grandes em sua vida, não hesite em procurar auxílio profissional. Não perca sua qualidade de vida por um desamor.

  1. Pense que tudo tem um lado positivo

Você consegue imaginar a si mesmo conduzindo sua vida ao lado de alguém que não te ama de verdade? Dedicando amor e afeto a alguém incapaz de retribuir da mesma forma?

Por mais complicada que uma situação pareça, ela tem o seu lado positivo, assim como tudo na vida. Mesmo que você demore em enxergar, algum dia se dará conta do ensinamento que aprendeu ao viver aquilo. Por isso, ao invés de esperar esse momento chegar, adquira essa consciência desde já. A forma com a qual você se vê e sente o universo tem total influência sobre quem você é e como alcançar a felicidade.

  1. Não deseje o mal a ninguém

Por mais frustrado ou decepcionado que você esteja, não retribua o mal com mais mal ainda. Isso só servirá para construir um círculo de negatividade, lembrando que tudo aquilo que desejamos a alguém sempre se volta contra nós mesmos.

Cada um oferece ao outro aquilo que tem dentro de si. Então, ao desejar o mal para alguém ou querer se vingar, você estará se enchendo desse sentimento, que apenas servirá para te puxar para baixo e te impedir de ser feliz. Cada indivíduo tem a sua verdade e as suas razões para amar ou não amar outra pessoa, não cabe a você julgá-lo por isso.

Mesmo nos casos em que o desamor veio acompanhado de outras atitudes negativas que te prejudicaram, evite alimentar o rancor. Prefira ver as coisas ruins que te fizeram como ensinamentos que serviram para te deixar mais forte. São exemplos do que não fazer. Assim, preencha o seu coração de sentimentos positivos e perdoe pelo seu próprio bem.

  1. Fale sobre o que você sente

Uma ótima maneira de eliminar um sentimento negativo é falando sobre ele. Então, converse com um amigo em quem confia e conte sobre o que está sentindo. Apenas o fato de ter alguém ouvindo já te ajudará a lidar melhor com a situação. Enquanto fala, você terá a oportunidade de organizar suas ideias com mais clareza e, quem sabe, de ganhar um bom conselho. Reprimir seus sentimentos só te fará mal.

Vale lembrar que esses desabafos não devem se tornar o seu principal assunto. No início, é natural que queira falar várias vezes sobre o ocorrido, mas tome cuidado para que não se exceda. Da mesma forma que não é positivo guardar o sentimento para você, também não é legal que fale sobre isso a todo o momento. Mantenha o equilíbrio sempre!

  1. Tente outra vez

Por fim, algo que você precisa ter em mente é que não é porque você teve uma experiência amorosa negativa que todas serão assim. Você deve permitir-se amar novamente, até que encontre uma pessoa que realmente te admire e te valorize, como você merece.

Não desista do amor, não pense que as pessoas são todas iguais e muito menos que você não nasceu para ser feliz ao lado de alguém. Apenas tenha paciência. Quando menos esperar, aparecerá alguém para te fazer ainda mais feliz – só não se esqueça de que você também deve ser feliz sozinho(a), ok?

Por mais desafiador que pareça, é possível vencer todo o sofrimento causado pelo desamor. Ao adotar uma postura positiva, você conseguirá eliminar todos os bloqueios que estão impedindo a sua felicidade. Lembre-se sempre de que, antes de ter amor por outra pessoa, é necessário se amar em primeiro lugar. Você é uma pessoa única e merece ser feliz. Ame-se!

Copyright: 519161206 – https://www.shutterstock.com/pt/g/antonioguillem

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: