O Lado Positivo dos Conflitos  

Por: José Roberto Marques | Blog | 04 de janeiro de 2017
Profissionais jogando damas; uma metáfora que mostra como conflitos podem ser resolvidos de forma inteligente

Eastfenceimage’s/Shutterstock Os conflitos precisam ser entendidos para ser resolvidos assertivamente

Quando se é um bom gestor de conflitos,  sempre é possível aprender algo de positivo com essas situações conflituosas. Crises são sempre oportunidades de reflexão e aprendizado desde que sejam tratadas com seriedade, pois o “deixa pra lá” nunca foi uma boa estratégia de gestão. Nas situações de conflitos interpessoais, coloque-se à disposição para ouvir os envolvidos. Ouvir nos dá não só uma dimensão do problema, mas pode gerar insights sobre ações a serem trabalhadas com nossos liderados e também com nossos gestores e colegas de trabalho.

O Lado Positivo dos Conflitos

Os conflitos têm o seu lado positivo. Em uma sociedade, ao questionar um direito ainda não recebido, por exemplo, o conflito entre a população e o governo pode resultar no ganho desse direito e de outros. O mesmo acontece no contexto de uma empresa ou família.

Por isso, é importante perceber que não é uma situação de perde-ganha, mas uma situação de ajuste, todos têm razão a partir da sua ótica, logo, portanto, todos os lados devem ser ponderados. Por isso, seja inteligente e não passional e atue de forma profunda e assertiva durante os conflitos.

Negá-los ou minimizá-los não ajuda a resolvê-los. Seja de que ordem for ou quais sejam as pessoas envolvidas, a melhor atitude é sempre ter alguém preparado para investigar a situação, identificar as causas, origens e razões destes embates e se debruçar sobre eles até encontrar o melhor caminho.

A Importância de Gerir os Conflitos

Na verdade, todo gestor/líder deve desenvolver a habilidade de lidar com crises e conflitos. É importante con­siderar que todos os casos merecem atenção e são oportuni­dades de melhoria, tanto para as pessoas, no melhoramento da sua inteligência emocional, quanto das empresas, na observação de suas políticas de gestão de pessoas e formação de lideranças.

Quociente emocional (QE) é algo importante neste contexto. Equilibrar-se também é uma forma de autoconhecimento e de cura. A nossa evolução está, cada dia, mais ligada à forma como lidamos com nossas relações humanas, pois se há algo que nessa vida não podemos ‘‘escapar” é de nos relacionarmos com os outros.

Portanto, mesmo que estes relacionamentos tenham suas diferenças e atritos, que sempre também haja espaço para o entendimento e a resolução assertiva de todo e qualquer tipo de conflito entre as pessoas.

Pense nisso e seja no trabalho, em sociedade ou mesmo em seu ambiente familiar procure sempre tirar algo de positivo de qualquer conflito, aprender com as questões e opiniões levantadas. Isso é, aprenda a lidar discussões e cresça com os conflitos!

Deixe seu Comentário: