nosso-corpo-fala

O Corpo Também Fala

Por: José Roberto Marques | Blog | 13 de março de 2019

“O Corpo Fala” e como fala. Por isso, ao observamos bem, comprovaremos, na prática, como esta máxima faz total sentido. Quando estamos zangados, fechamos nossa face e comprimimos os músculos do rosto; quando felizes, os relaxamos e sorrimos mais. Do mesmo modo, quando temos dificuldade em aceitar uma ideia, cruzamos nossos braços e por aí vai.

Estes são apenas alguns exemplos pontuais de como nosso corpo, sem nenhuma palavra, manifesta nossos sentimentos, emoções, sensações e estados de humor e espírito. Em resumo isso é o que chamamos de linguagem não verbal corporal, tema que iremos abordar neste artigo.

Neste sentido, destaca-se o trabalho pioneiro do armênio Albert Mehrabian, professor de Psicologia, na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. Desde a década de 1950, o estudioso vem pesquisando o funcionamento de nossa linguagem corporal e, graças a sua dedicação ao tema, chegou a poderosas conclusões.

A partir de seus estudos, o conclui que nossa comunicação interpessoal é apenas 7% feita por meio da linguagem verbal; 38% é expresso por meio de nosso tom de voz, ruídos, inflexões e, surpreendentemente, 55% da comunicação é feita de modo não verbal, ou seja, sem palavras.

Isso explica a forma de comunicação do ser humano, que se expressa mais por meio do que não diz do que daquilo que efetivamente fala. Uma forma de entender melhor isso é avaliar o modo como você se comunica com as pessoas mesmo quando não proferiu nenhuma palavra.

Quando você está triste, feliz, confuso, entediado, cansado, desmotivado ou animado; quem mostra isso primeiro é você ou sua expressão corporal? Com certeza são seus gestos, expressões faciais, postura corporal que deixam claro o seu estado de espírito.

Do mesmo modo isso ocorre com as outras pessoas: nossos colegas de trabalho, gestores, familiares, amigos e parceiros. Por isso, quando desenvolvemos a habilidade de ler, ver, ouvir e sentir, além das palavras, nós estamos evoluindo também nosso poder perceptivo, o que pode facilitar nossa comunicação em todos os sentidos.

Se você é líder, por exemplo, entender como funciona a linguagem não verbal corporal vai ajudá-lo a compreender melhor o humor dos seus liderados, as emoções presentes, em cada momento e, caso estas sejam negativas, a também encontrar soluções efetivas para melhorar o ânimo e motivar os seus colaboradores.

Além disso, compreender as diferentes formas de expressão ajuda na melhor comunicação verbal também, pois entendendo o estado emocional do outro, temos mais condições de acessar a pessoa de modo correto.

Um coach entende bem isso, pois em suas sessões de Coaching, estuda atenciosamente a linguagem corporal de seu coachee (cliente) para assim compreendê-lo, na essência, e criar um rapport de alma e um ambiente em que este realmente se sinta seguro.

Há uma ciência que estuda os tipos de linguagem corporal existentes, essa ciência é denominada por Quinésia e tem como objetivo investigar e interpretar o significado real dos gestos corporais, executados por meio dos sentidos e em diferentes situações e contextos.

Em nosso dia a dia, ao nos comunicarmos, utilizamos diferentes tipos de comunicação não verbal, são eles:

Paralinguagem

São os sons que não integram o vocabulário da língua utilizada. A maneira de falar, a entonação de voz utilizada durante a comunicação e eventuais pausas nas falas são as formas mais comuns de paralinguagem.

Proxêmica

Está ligada ao uso que o homem faz do espaço a seu redor para se comunicar. Trata de aspectos como a proximidade relativa aos interlocutores e suas implicações, da influência do ambiente em que ocorre a comunicação e de outros aspectos ligados ao espaço físico. Importante dizer que para cada grupo cultural, existe um padrão de espaço diferente.

Cinésica

Trata-se dos movimentos que realizamos com todas as partes de nosso corpo, também chamada de linguagem corporal. Expressões faciais, postura corporal e gestos fazem parte da comunicação cinésica. Quaisquer outros gestos que acompanhem os atos linguísticos se enquadram nesta categoria.

Características físicas

Neste tipo de comunicação não-verbal entram adereços, vestimentas, aspectos físicos e o impacto provocado por eles no interlocutor. Em suma, a comunicação por características físicas nada mais é do que a primeira impressão que causamos no outro.

Uma das principais funções da comunicação não-verbal é complementar o processo da comunicação verbal. Graças a comunicação não-verbal é possível dar maior ênfase a mensagem, reagir contraditoriamente ao que foi dito pelos interlocutores. Além disso, a comunicação não-verbal possui as seguintes funções:

  • Substituir uma expressão ou frase
  • Atribuir ajustes à fala, pausas e gestos, dando maior compreensão ao que é dito
  • Expor relações de poder e influências interpessoais
  • Contradizer o que está sendo dito
  • Complementar uma mensagem

No ambiente de trabalho, entender a linguagem corporal e usá-la a seu favor, é de grande importância. O corpo denuncia o que está por detrás das palavras. A postura entrega o que a pessoa está sentindo, medo, tensão, insegurança, alegria. O corpo mostra a emoção.

As relações interpessoais têm influência direta na comunicação não verbal de um determinado grupo. O relacionamento interpessoal é a conexão feita por duas ou mais pessoas de um mesmo círculo. Nos diz respeito de como lidamos e nos relacionamos com nossos colegas de trabalho, clientes e fornecedores.

Uma linguagem corporal positiva e assertiva, fará com que sua equipe acredite no que você está transmitindo através de também de palavras, como válido, ou seja, a forma, o jeito como você fala é tão importante quanto o que você fala. Se você for um líder ou gestor é preciso prestar ainda mais atenção nas suas atitudes, pois seus colaboradores irão aprender a partir dos exemplos. Por isso, fique atento aos gestos para que eles passem, na maioria das vezes, o comprometimento com a dedicação, a disposição e o esforço.

Copyright:  146971178 – https://www.shutterstock.com/pt/g/vitaminka

Deixe seu Comentário: