investir-em-marketing

Investir em marketing: o segredo do sucesso no empreendedorismo

Por: José Roberto Marques | Blog

O marketing é uma área do conhecimento e é também um departamento presente na maioria das empresas, independentemente de seu porte ou do segmento em que atuam. Não é à toa que essa área é quase sempre uma das mais lembradas e importantes, sendo até mesmo definida como a alma da empresa.

No universo empreendedor, todo empresário precisa ter noções básicas de marketing, já que os conceitos da área impactam diretamente a vida de qualquer negócio. Por este motivo, é muito importante compreender melhor a necessidade de investir em marketing para que os negócios sejam cada vez mais bem-sucedidos.

O que é empreendedorismo?

Segundo o dicionário Priberam, empreendedorismo é definido como a “atitude de quem, por iniciativa própria, realiza ações ou idealiza novos métodos com o objetivo de desenvolver e dinamizar serviços, produtos ou quaisquer atividades de organização e administração”.

Com base na definição acima, entende-se que o empreendedorismo não consiste apenas em construir uma empresa para comercializar produtos e serviços que atendam a determinados desejos e necessidades das pessoas, mas também otimizar as ações dentro de empresas que já existem.

O marketing é uma grande área do conhecimento para viabilizar, facilitar e acelerar a ação empreendedora.

O que é marketing?

Segundo Philip Kotler, considerado o “pai” do marketing, a definição de marketing consiste no: “processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas obtêm aquilo de que necessitam e o que desejam com a oferta e livre negociação de produtos e serviços”.

Pela proximidade das definições, fica mais fácil entender por que o marketing é tido como a alma do empreendedorismo, não é mesmo? O marketing é a área profissional destinada ao estudo das relações comerciais, tendo como objetivo permitir que produtos e serviços de qualidade sejam oferecidos as pessoas que necessitem de suas funções, por meio de canais práticos e preços justos.

Essa complexa área do conhecimento engloba noções de comunicação, administração, economia, sociologia, psicologia e comportamento do consumidor.

Os 4 Ps de marketing

Os 4 Ps de marketing são um conceito criado pelo professor Jerome McCarthy e difundido por Philip Kotler que resumem as atividades do marketing em quatro itens: produto, preço, praça e promoção. É a partir desses quatro itens que o marketing se relaciona com o empreendedorismo, permitindo que as empresas ofereçam soluções adequadas a seus públicos e obtenham lucros cada vez mais significativos.

Produto

O ponto de partida de qualquer empreendimento é: identificar um desejo ou uma necessidade de um determinado grupo de pessoas. A partir desse problema ou dessa “dor” identificada em sociedade, é desenvolvido um produto ou um serviço que resolva ou amenize essa dor.

Assim, todo empreendimento tem um ou mais produtos, e é essencial que todos eles tenham características e funcionalidades compatíveis com as expectativas do público. Assim, o marketing precisa desenvolver o nome do produto, a marca, o design, os benefícios, o modo de utilização, a variedade de estilos, entre outros atributos. Com algumas adaptações, o mesmo vale para a oferta de serviços.

Também é importante estabelecer diferenciais competitivos – aquilo que só o seu produto tem, ou que é nitidamente melhor do que a concorrência. O marketing também identifica em qual fase do ciclo de vida o produto está (introdução, crescimento, maturidade ou declínio) e, consequentemente, quais estratégias são mais indicadas para a sua promoção.

Preço

Se o marketing estuda as relações de troca, é claro que o cliente deverá pagar pelos produtos e serviços que você oferta para ele. Assim, também é função desta área determinar o quanto será cobrado por cada produto e serviço, estudando os preços praticados pelos concorrentes e a situação financeira de seu público-alvo.

Você é feliz?

Avaliando esses itens, chega-se a um preço justo ao consumidor, mas que também permita que a empresa pague suas contas e obtenha lucros. O preço também inclui as formas de pagamento que poderão ser ofertadas aos clientes. Além disso, esse item influencia diretamente a percepção que o público pode ter da marca: marca popular, marca mediana, marca premium etc.

Praça

O item praça é possivelmente o que mais causa estranhamento em que ainda não tem muito conhecimento da área. Por “praça”, entende-se a rede de distribuição do produto e os canais por meio dos quais o cliente poderá chegar até a empresa.

Alguns dos questionamentos deste item que precisam ser respondidos pelos profissionais de marketing em qualquer empreendimento são:

  • Em quais bairros, municípios, estados ou países os produtos/serviços serão comercializados?
  • Haverá lojas físicas?
  • Haverá lojas virtuais? Como? E-commerces? Marketplaces? Redes sociais?
  • Haverá entrega em domicílio? Aplicativos? De que maneira isso será feito?

Resumindo, o item praça define como a empresa estará acessível ao público, levando em consideração as características dos produtos/serviços e o perfil do consumidor.

Promoção

Por fim, o item da promoção se refere às maneiras pelas quais o empreendimento será promovido, ou seja, divulgado. Esse trabalho é bastante complexo, já que exige criatividade e seleção de uma infinidade de meios possíveis para estabelecer a comunicação com o público-alvo.

Algumas das possibilidades de promoção são: publicidade tradicional (em rádio, televisão, jornais, revistas, cartazes, outdoors), marketing digital (SEO, website, redes sociais, blogs, e-mail marketing), ações promocionais, ações de merchandising, patrocínios, eventos, relações públicas, assessoria de imprensa, ações sazonais (dia dos pais, férias, Natal, Páscoa), entre outras estratégias.

Neste item, é preciso escolher, além dos canais de comunicação, a identidade visual da marca, o tom de linguagem e o conteúdo da mensagem das campanhas. Tudo isso deve ser feito com criatividade, diferenciando-se da concorrência, e segmentando bem as estratégias para que o público de interesse seja alcançado.

Bônus – o 5ºP: Pesquisa

Como você já deve ter percebido o marketing orienta a vida do empreendedor, mas todos os itens têm em comum um fator: as escolhas. Nada no marketing tem receita pronta. Tudo varia de acordo com o contexto: os objetivos da empresa, o setor de atuação, a natureza dos produtos/serviços, o perfil do consumidor e também as ações da concorrência.

Para que todas as escolhas de marketing tragam sempre os melhores resultados possíveis, é preciso pesquisar. As pesquisas dirão se é melhor comercializar chocolate ao leite ou meio amargo, se ele vai valer 5 ou 6 reais, se ele vai ser comercializado em supermercados ou em loja própria e se ele vai ser promovido pela televisão ou pelo Instagram. Estudar o mercado e as preferências do consumidor é a chave para encontrar as respostas.

Todas essas decisões são importantes para o sucesso do negócio e, quanto mais a empresa souber avaliar seu contexto, mais bem-sucedida será.

Conclusão

O acesso à informação, a pesquisa e a tomada estratégica de decisões são elementos do marketing que transformam a vida de qualquer empreendedor. Por isso, essa área é muito importante para toda empresa, não importando o seu nicho ou porte.

Além disso, também é importante monitorar os resultados obtidos para saber se e como as estratégias adotadas estão alcançando os resultados esperados. Caso o desempenho esteja abaixo das expectativas, a saída é recalcular a rota e pensar em novas estratégias que permitam que um caminho mais frutífero seja seguido.

Por isso, os profissionais do marketing, sempre analíticos e criativos, têm muito a contribuir com o empreendedorismo, do mesmo modo que todo empreendedor precisa desenvolver constantemente os seus conhecimentos em marketing. São duas áreas que interagem entre si e se complementam em busca de desenvolvimento e lucro.

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: