divergencia-relacionamento

Divergências no Relacionamento

Por: José Roberto Marques | Alta Performance | 28 de outubro de 2020

Olá Ser de luz,

Espero encontra-lo em paz, harmonia e com saúde.

Querida pessoa, os relacionamentos são uma parte muito importante das nossas vidas e, por isso, devem ser cuidados e cultivados. Considerando o fato de que cada indivíduo é único, devemos reconhecer que se relacionar tem os seus desafios e é comum que surjam divergências entre amigos, familiares, cônjuges.

A boa notícia é que existem formas de evitar que divergências se transformem em brigas e é sobre isso que falaremos no vídeo de hoje.

Pense bem, cada pessoa é única, tem suas próprias convicções, valores, prioridades e objetivos. Assim, quando duas ou mais delas precisam tomar uma decisão em conjunto, que irá impactar todas, é totalmente natural que divergências ocorram, isso é comum até mesmo entre irmãos que foram criados pela mesma família, que dirá com indivíduos que tiveram criações diferentes.

Um casal, por exemplo, pode ter que lidar com divergências que vão desde as mais simples, como escolher o restaurante em que irão jantar, até as mais decisivas, como a forma que irão educar os filhos e os investimentos que irão fazer. O segredo para resolver esses impasses é investir no diálogo, ouvir o ponto de vista do outro, explicar o seu, fazer concessões e, assim, chegar em uma decisão que fique boa para todos.

É claro que falando parece mais simples e que pode ser mesmo desafiador entrar em um acordo com alguém quando as opiniões se divergem.

Dicas para luidar com as divergências

Ser de luz, eu quero te convidar para refletir comigo sobre as 7 dicas que preparei para este artigo, com o objetivo de te ajudar a lidar com as divergências nos relacionamentos.

1 – Ouvir o outro lado na essência

A comunicação é a nossa principal ferramenta para o entendimento, através dela conseguimos ouvir o outro, entender o que ele está pensando e, também, expressar o que nós estamos pensando e sentindo.

Quando uma divergência surgir, peça para que a outra pessoa explique o seu ponto e ouça com toda a atenção, deixando de lado o ego e a vontade de replicar e dizer sua opinião. Se permita escutar, mesmo que não mude de ideia conseguirá compreender melhor o outro lado e isso é fundamental para resolver a questão.

Você é feliz?

2 – Fale sobre como se sente

Em vez de se expressar de forma acusadora e usando frases que começam com “você me causa isso”, substitua por falas que mostram como está se sentindo, como: “eu me sinto triste quando…”, isso faz toda a diferença e evita que a outra pessoa se sinta acuada e acabe revidando, entrando em um ciclo de discussão.

3 – Escolha as suas batalhas

Nem sempre vale a pena lutar por cada divergência que surge, muitas vezes, são coisas pequenas que não compensam o desgaste. Por isso, sempre se pergunte se é algo que deve ser debatido ou se o melhor é deixar passar.

4 – Veja a situação sob outras perspectivas

O padrão do ser humano é enxergar as coisas sempre sob a sua própria perspectiva, ou seja, do seu ego. Em determinadas situações, é importante fazer um exercício de distanciamento, colocando-se no lugar do outro para tentar imaginar como ele está se sentindo e, também, olhando para a questão através de outros prismas.

5 – Saiba ceder

Se quando uma divergência acontece nenhum dos lados cede, a questão fica estagnada, não vai para frente e nem para trás. Por mais que cada parte tenha os seus motivos para ter sua opinião, é válido que cada lado ceda um pouco para que cheguem a um ponto comum.

É importante destacar que estamos falando de relacionamentos próximos, o que inclui familiares, amigos, o cônjuge, ou seja, pessoas que muito provavelmente você ama e que te amam também. Pensar no sentimento que os une é interessante para que o ato de ceder se torne mais leve.

6 – Comunique-se de forma calma e respeitosa

A comunicação com as pessoas em geral, especialmente com quem amamos, deve ser sempre feita de forma calma e respeitosa, mesmo quando não há uma divergência e mais ainda quando há. Levantar a voz e acusar apenas piora a situação e dificulta o entendimento.

7 – Encontre um meio-termo

No fim das contas, a melhor maneira de resolver uma divergência em um relacionamento é encontrando um meio-termo, uma decisão que pegue um pouco de cada ponto de vista. É claro que nem sempre isso é possível, porque existem decisões que cabem apenas um “sim” ou “não”, entretanto, na maior parte das situações dá para fazer dessa forma.

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: