oportunidades-empreendedorismo

Diferenças entre Empreendedorismo por necessidade e oportunidade e como se sair bem nas duas situações

Por: José Roberto Marques | Blog | 04 de julho de 2020

O empreendedorismo por necessidade representa cerca de 30% do mercado empreendedor brasileiro e tende a aumentar durante crises de empregos. Nem todo mundo se arrisca a abrir uma empresa motivado pelo sonho de ter um negócio, em alguns casos, trata-se de uma necessidade de encontrar uma alternativa de geração de renda.

Em contrapartida, 70% dos empreendedores brasileiros apostam em ter um negócio próprio por ter visualizado uma oportunidade de impulsionar seus ganhos financeiros através de seu trabalho. Independentemente de ser um empreendedor por necessidade ou oportunidade, o objetivo é sempre chegar ao sucesso. Continue lendo para conhecer a diferença entre os conceitos e como se sair bem em ambas as situações.

Entenda melhor o empreendedorismo por necessidade

Alguns profissionais se tornam empresários pela falta de oportunidades no mercado de trabalho. A partir do momento em que não encontram vagas de emprego ou uma remuneração dentro das suas expectativas, eles resolvem partir para a abertura de um negócio. Essa decisão pode ser solo ou em grupo, nesse segundo caso, são formadas sociedades.

É possível perceber que quanto maior o desemprego, mais empreendedores por necessidade surgem. Em teoria, quem empreende por ter identificado uma oportunidade e/ou por ter o sonho de ser dono da própria empresa, tem mais chances de ser bem-sucedido, mas, com dedicação e persistência, é possível transformar a necessidade em uma grande oportunidade.

E o empreendedorismo por oportunidade?

Diferentemente de quem empreende por necessidade, o empreendedor por oportunidade é aquele que detecta uma possibilidade de aumentar a sua renda e conquistar a independência de um trabalho para uma empresa que não seja sua. Isso significa, na prática, que esse empreendedor não tem uma necessidade urgente de obter lucros com o negócio (conduzindo-o com mais assertividade) e que possui expertise gerencial e técnica.

Somado a esses fatores, é bastante comum que esse empreendedor tenha paixão pela ideia de conduzir seu próprio negócio e queira construir um legado. A motivação para que ele se dedique a tornar seu empreendimento uma realidade é bem diferente daquela de alguém que está precisando ter uma fonte de renda para se sustentar por não ter encontrado um emprego.

Empreendedorismo por necessidade x Empreendedorismo por oportunidade

Os pontos mais relevantes de citar são a motivação, preparação para entrar no mercado e recursos. O empreendedor por necessidade geralmente é pego de surpresa e não tem um plano de ação estruturado e nem recursos para financiar uma entrada segura no mercado. Em muitos casos, trata-se de profissionais que passam a atuar como autônomos e, aos poucos, vão percebendo o quanto é importante a formalização da empresa.

Já no caso de quem empreende por oportunidade, existe um tempo de preparação e amadurecimento da ideia. O indivíduo percebe que pode ter sucesso com um negócio próprio e se prepara financeira e tecnicamente para isso. Normalmente, essas pessoas possuem um perfil empreendedor e estão familiarizados com questões administrativas e gerenciais.

Você é feliz?

E, claro, que a motivação de começar uma empresa para satisfazer seu desejo de construir uma história de sucesso é bem mais empolgante do que estar tentando ter recursos para o sustento da família na semana seguinte. Contudo, mesmo com essas diferenças, é possível que o empreendedor por necessidade obtenha tantas conquistas quanto o empreendedor por oportunidade.

Dicas para o empreendedor por necessidade ser bem sucedido em sua empreitada

A seguir, reuni algumas dicas relevantes para que os empreendedores por necessidade conquistem êxito em sua jornada.

Capacitação

De um dia para o outro você precisou se tornar seu próprio chefe? Saiba que para ter as mesmas chances que alguém que se preparou por meses ou até anos, você precisará impulsionar a sua capacitação. Uma boa dica é buscar por cursos, palestras e conteúdos fornecidos gratuitamente pelo SEBRAE para micro e pequenos empreendedores.

Ser muito bom na sua atividade profissional não é o bastante para ter sucesso como empresário, você precisará saber como gerenciar os processos, atender os clientes com excelência, organizar as finanças, manter as obrigações legais em dia, negociar com fornecedores, entre outros pontos. No começo, a sua jornada terá que ser dupla, incluindo trabalho e preparação.

Capital de giro

Todo e qualquer negócio para ser bem-sucedido precisa ter uma reserva financeira que permita manter a sua operacionalidade, ainda que não tenha um bom fluxo de vendas. Faça as contas para saber quanto você precisa para operar durante um mês e tente criar essa reserva. O ideal é ter capital de giro para pelo menos seis meses de operação, uma alternativa pode ser uma linha de crédito com juros baixos.

Projete seu futuro

Talvez, um empreendedor por necessidade não tenha a mesma paixão inicial de um empreendedor por oportunidade, mas, com o tempo, poderá começar a gostar da ideia de ser o dono da sua força de trabalho. Aprenda a olhar para o lado bom de ser empreendedor e imagine onde você quer estar daqui dois, três, cinco ou dez anos. Sonhar alto não precisa ser, necessariamente, um problema.

Dicas para o empreendedor por oportunidade ser bem sucedido

Mesmo quem está mais preparado para empreender, pode contar com boas dicas para alcançar o sucesso.

Analise a oportunidade

Um erro que empreendedores movidos à paixão podem cometer é o de investir em ideias em que acreditam, mas que não analisaram profundamente. Independentemente do quanto algo pareça brilhante para você, faça uma análise de cenário e busque opiniões de pessoas confiáveis e capacitadas.

Faça um investimento consciente

Geralmente, quem tem uma ideia de empreendimento costuma guardar recursos financeiros para poder concretizar seus planos. Uma dica é não investir todo o seu capital na empresa, mantenha uma parte desses recursos disponível para fazer novos aportes para o crescimento ou mesmo para recomeçar se enfrentar dificuldades inesperadas, como uma crise financeira, por exemplo.

Mensure resultados

Para ter certeza de que os seus planos iniciais estão correndo como o esperado, adote métricas para fazer a verificação dos resultados com o passar do tempo. Isso permitirá corrigir a trajetória caso não esteja indo bem.

Gostou de conhecer a diferença entre empreender por necessidade e oportunidade? Já teve alguma dessas experiências? Comente a respeito abaixo!

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: