Eustress-e-distress-diferencas

Saiba as Diferenças entre Eustress e Distress e como administrá-los!

Por: José Roberto Marques | Ativadores Mentais | 08 de novembro de 2019

Você conhece ou já ouviu falar em eustress e distress? Sabe o que estas nomenclaturas representam? Pois bem, se você responder que elas têm a ver com o estresse você está certo. Vamos ver então o que cada uma quer dizer e como ambas afetam os nossos comportamentos e pensamentos no dia a dia.

Conheça as Diferenças entre Eustress e Distress

Eustress

Eustress consiste no lado bom do estresse. Sim ele existe, e se manifesta, por exemplo, quando estamos apaixonados, quando a pessoa vive a eminência de ser aprovada num processo seletivo importante, de ganhar um excelente bônus ou promoção no trabalho ou quando, de modo geral, nos sentimos muitos felizes ou eufóricos com determinada situação.

Quando sentimos o eustress estamos num estado mental extremamente positivo, o que é muito bom, pois nos faz pensar coisas positivas e agir deste modo também. Entretanto quando, além disso, a ansiedade vem para lhe acompanhar; esta energia boa pode acabar sendo substituída por sentimentos não tão bons assim e passando a deixar a pessoa nervosa, agitada, com dificuldades para se concentrar ou dormir, por exemplo.

Como tal, até mesmo as situações que trazem estresse positivo, em decorrência desta ansiedade generalizada, acabam sendo foco de certo sofrimento mental para a pessoa, uma vez que enquanto o acontecimento não se concretiza, o indivíduo não consegue pensar em outra coisa, além disso.

 Distress

Diferente do eustress, o distress não tem nada de positivo, pois é proporcionado por situações e acontecimentos ruins, infelizes e tristes, o que causa grande sofrimento mental, físico e espiritual à pessoa. A origem deste tipo de estresse são os sentimentos de: tristeza, abandono, desamparo, perda, tensão, medo, cansaço, desrespeito, ansiedade e desvalorização, por exemplo.

Normalmente sentimos o distress quando algo nos contraria muito e, especialmente, quando isso vai de encontro às nossas crenças e valores pessoais. Como exemplos de situações que causam este estresse negativo, podemos citar: o final conturbado de um relacionamento amoroso, fraterno ou profissional, a morte de entes queridos, um momento de doença na família, casos de violência ou de uma crise financeira inesperada.

Lidando com os dois lados do estresse

Como podemos perceber se de um lado o eustress pode ser positivo e nos fazer sentir diversas emoções maravilhosas e reconfortantes, o distress é aquele intruso inconveniente, que sempre nos traz sentimentos e sensações nada prazerosos e sempre desgostosos.

E se existem situações que fogem ao nosso controle, por que sofrer além da conta? Trago esta pergunta para que você entenda como é importante assumir as rédeas das suas emoções e não deixar que os acontecimentos negativos controlem seus pensamentos e comportamentos, em resumo, a sua vida.

Para lidar com estes dois lados da mesma moeda, minha dica é que – busque criar momentos positivamente significativos e que lhe deixem mais pleno, em paz; feliz e satisfeito com quem você é; com suas escolhas; resultados e com a sua existência. Se não for possível controlar totalmente sua ansiedade, aprenda então a conviver com ela, sem deixar que ela domine você.

Dicas de Exercícios Para Lidar Melhor Com o Estresse

  1. Deite de bruços no chão e respire profundamente e devagar, com as mãos sob o rosto. Faça isso por cinco minutos.
  2. Sente-se em uma cadeira reclinável. Coloque uma mão no seu abdômen e a outra mão no seu peito. Ao respirar, certifique-se de que a mão do abdômen esteja subindo e descendo em vez de uma no peito. Se a mão em seu abdômen estiver se movendo, você está respirando profunda e lentamente.
  3. Relaxe os músculos progressivo e profundamente. Aumente progressivamente e relaxe cada parte dos músculos do seu corpo. Aprenda a diferença entre tensão muscular e relaxamento.
  4. Faça meditações. Tente visualizar imagens que te dê sensação de paz e tranquilidade. Vá guiando seus pensamentos. Acomode-se em uma poltrona ou cadeira e feche os olhos. Visualize as imagens, sons, cheiros do seu lugar favorito, como o mar, uma paisagem. 
  5. Faça exercícios de Yoga frequente e regularmente. 
  6. Converse com seu terapeuta ou psicólogo sempre que puder. Terapia faz bem para identificar o estresse. 
  7. Ouvir músicas também ajuda muito a relaxar. Procure também algo que você goste de fazer, um hobbie, uma academia, caminhada, ou mesmo conversar com um amigo em um café ou barzinho. 
  8. Aprenda a identificar e monitorar os fatores de estresse. Planeje uma situação onde você irá vivenciar o estresse. Preste atenção em suas reações. Muito cuidado com as reações negativas nessa hora. 
  9. Faça uma lista das coisas mais importantes que você lida diariamente. Tente seguir a lista para se sentir organizado e dono do seu dia. Organize e planeje seu dia, siga passo a passo sua agenda.
  10. Fique de olho nas tarefas do dia a dia que estão te deixando estressado. Tente mudar isso. 
  11. Reserve um tempo todos os dias para relaxar. Mentalizar e relaxar ajuda a minimizar o estresse. 
  12. Evite o uso de cafés em excesso, álcool, cigarros, comer demais e drogas diversas. Não lide com o estresse fazendo uso de tudo isso. Embora possam te ajudar em algum momento, mas o efeito rebote disso pode ser pior e te deixar ainda mais estressado e prejudicado emocionalmente. 
  13. Aprenda a dizer não. Isso não vai deixar as outras pessoas magoadas o quanto você imagina. Atenda suas necessidades em primeiro lugar. Cuide de você!
  14. Durma o suficiente. Descubra o tempo que é suficiente para você. Pode ser 10 horas ou 7 horas. O importante é o tempo que você acorde bem e pronto para o próximo dia. 
  15. Seja humorado. Cultive a alegria, busque a felicidade e estar bem com você mesmo. Sorria!

Do mesmo modo, se o estresse negativo quiser invadir sua vida por conta de problemas no trabalho ou em âmbito afetivo, financeiro ou familiar, mantenha o foco no positivo e guie-se por emoções positivas também.

Isso vai te ajudar a ter mais clareza e inteligência emocional para resolver suas adversidades antes que elas provoquem em você sentimentos negativos como: tristeza, raiva, rancor ou melancolia. Em suma, aprenda a lidar com o eustress e distress e tenha uma vida mais equilibrada, feliz e maravilhosa!

Copyright: Artfamily/Shutterstock

Deixe seu Comentário: