depressao-infantil-sintomas

Depressão Infantil

Por: Equipe JRM | Blog | 08 de maio de 2019

Muitos podem pensar que a depressão é uma doença exclusiva dos adultos, mas pessoas de todas as idades podem sofrer deste mal. A depressão infantil tem sintomas específicos para essa fase da vida, muitas vezes passando despercebidos ou confundidos com algumas outras atitudes típicas desta etapa do desenvolvimento.

Os sinais da depressão em crianças podem variar muito de acordo com a sua faixa etária. Este processo pode ser ainda mais dificultado, pois na infância há maior dificuldade de se comunicar, compreender e exprimir aquilo que sente. Alguns dos sintomas psicológicos podem se manifestar por dores físicas, como dores de cabeça, enjoos, dores de barriga e exaustão.

Por isso é muito importante que pais e cuidadores fiquem atentos aos comportamentos dos pequenos, especialmente se eles mudarem drasticamente. Se seu filho começar a ficar mais quieto, mais tímido, calado, não tiver vontade de brincar e desejar permanecer isolado, esses podem ser alguns dos indícios da depressão infantil.

Outros indicativos podem ser observados nas expressões, como, por exemplo, um rosto mais abatido e tristonho. O sono em excesso ou a falta dele, muito choro, irritação e atitudes que podem ser consideradas como falta de educação, além da falta de controle para conter o xixi, podem ser outros sinais de depressão.

Problemas na escola como a queda de notas e rendimento, brigas com os colegas ou problemas de disciplina com professores também são comuns. Aliás a escola é um local muito importante na formação dos pequenos e situações de bullying podem interferir fortemente em sua autoestima e aprendizado. Dependendo do caso, o bullying pode ser um dos fatores que levam ou agravam a depressão na infância.

Você é feliz?

Se a criança tem problemas de separação, ou seja, não quer ou não consegue sair de perto dos pais ou cuidadores e fica ansiosa por isso, é preciso ficar alerta. Nos primeiros dias da escola, especialmente nas primeiras séries, este sentimento pode ser mais comum; entretanto, passado algum tempo é necessário, até mesmo para o desenvolvimento da criança, que ela se acostume com a ausência. Se este apego for demasiado, isso pode lesar seu crescimento natural e, juntamente com outras características, pode significar um quadro depressivo.

Essa necessidade de ter alguém sempre por perto também pode se aplicar na hora de dormir. A hora do descanso pode ser acompanhada por pesadelos e reclamações. Ficar irritado, agitado e agressivo, são outras maneiras de expressar sua tristeza.

Diferente de outras fases da vida na infância, a depressão atinge ambos os gêneros em proporções parecidas. Ao longo do tempo, a partir da adolescência, quando os hormônios têm grande papel na biologia feminina, essa diferenciação se intensifica para as mulheres.

Os motivos que levam à depressão infantil são variados. Mudanças bruscas de vida como perdas significativas, problemas escolares e na família podem levar a um estado depressivo. Além disso, assim como a depressão em adultos, algumas pessoas têm maiores chances e disposições de desenvolver a depressão devido a fatores genéticos. Entretanto, fatores ambientais e sociais nunca podem ser descartados, dependendo de cada caso.

O tratamento da depressão infantil pode ser realizado com psicólogo, pediatra e ainda com psiquiatras dependendo das circunstâncias e indicações. Os pais, outros adultos da família e professores também podem ajudar na percepção de sintomas, no tratamento e na melhora, incentivando a prática de atividades agradáveis e acompanhando seu estado emocional.

As crianças também ficam abaladas e percebem tudo o que as rodeia. Brigas e outros problemas familiares podem prejudicar seu desenvolvimento emocional. Crescer em um ambiente mais amoroso onde ela se sinta respeitada e livre para se expressar é essencial para que ela se desenvolva mais confiante. Proteção dos cuidadores, ausência de estressores além de atividades e relacionamentos que propiciem seu desenvolvimento social, emocional e intelectual ajudam a prevenir possíveis alavancas que levam a depressão.

 

Copyright: 309868478 – https://www.shutterstock.com/pt/g/altanaka

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: