dinamica-autoconhecimento

Conhecendo a Si Mesmo na Dinâmica de Autoconhecimento Feita em Grupo

Por: Pollyana Ribeiro | Blog | 29 de maio de 2019

Muitas áreas como os recursos humanos (RH) e o departamento pessoal (DP) passam hora se horas buscando por soluções práticas que ajudem a aumentar a produtividade dos funcionários. Isso é importante, pois influencia diretamente nos resultados individuais e nos gerais. Uma das saídas para chegar nesse nível de amadurecimento é com a prática de dinâmicas de autoconhecimento.

Ao longo desse artigo, vou explicar por que a dinâmica de autoconhecimento é relevante e como ela e outras ações impactam em um ambiente corporativo. É continuar lendo para saber mais!

2 dinâmicas em grupo para que cada um conheça mais a si mesmo

O autoconhecimento é a descoberta de onde se deseja chegar e qual o caminho que precisará ser percorrido até lá. Neste sentido, o coaching é um poderoso aliado dos profissionais no que tange seu aprimoramento na carreira e vida pessoal.

Uma das atividades das soluções corporativas do coaching é justamente trabalhar com dinâmicas que despertem o melhor de cada colaborador. Listei abaixo duas dinâmicas de autoconhecimento para serem realizadas com a sua equipe e que são instrumentos poderosos para autorreflexão. Confira:

Dinâmica de autoconhecimento para refletir sobre o passado, presente e futuro

Para que esta ação funcione, é preciso aceitar a ideia de que um indivíduo realmente conhece a si mesmo quando sabe como se sente em relação ao passado, presente e futuro.

Para essa dinâmica é recomendado reunir um grupo entre 5 a 15 pessoas em uma sala de tamanho médio. Antes de levar as pessoas para o ambiente é necessário dividir a mesma em 3 espaços distintos que representam o passado, o presente e o futuro, usando uma fita adesiva colorida no chão. Sem complicação, é só criar uma linha divisória deixando um espaço em que elas possam ficar.

Após isso, peça para que os participantes entrem na sala e se posicionem no espaço do passado. Então, eles têm 5 minutos para fazer desenhos ou escrever algo sobre como se sentem em relação ao passado ou sobre o que aspiravam nesse tempo. Depois, repita a dinâmica no espaço do presente e do futuro. É importante que você não explique a dinâmica antes de iniciá-la para pegar a todos de surpresa e extrair deles o máximo de sinceridade.

Por fim, peça que comparem as mensagens dos 3 espaços, avaliando como podem fazer com que os sonhos do passado se tornem ações no presente e que irão se refletir em resultados positivos no futuro. Profundo e poderoso, não é mesmo?

Dinâmica de autoconhecimento com figuras

Reúna um grupo de 5 a 15 pessoas em uma sala de tamanho médio. Primeiro, peça que cada um escreva um breve relato sobre a sua família, algo em torno de 15 linhas.

Na sequência, espalhe pela sala figuras diversas de pessoas, animais, cidades, silhuetas e mais. Podem ser imagens cortadas de revistas, jornais ou impressas da internet. Então, cada participante deve escolher a imagem que melhor reflete o seu relato.

Após todos terem feito a escolha, dê um tempo de 5 minutos para que cada indivíduo fale para todos sobre o relato escrito e porque escolheu aquela imagem. É importante que a pessoa deixe claro porque aquela figura tem relação com a sua vida. A exposição de parte de sua história pessoal e a representação figurativa tem grande poder de promover o autoconhecimento e de aproximar as pessoas.

Além de conhecer mais a si mesmo, a pessoa também pode vencer o medo de falar em público, por exemplo. Isso sim é empoderamento!

Após ler o artigo completo, escreva nos comentários o que achou dessas dinâmicas e se já participou de alguma delas. Caso conheça outras também pode escrever. É sempre bom compartilhar e aprender.

Quais são os benefícios da ação

Além de contribuir com a saúde financeira corporativa, as dinâmicas de autoconhecimento cooperam em outros pontos para a própria empresa e para os funcionários.

Os colaboradores que são atingidos por essas ações se sentem valorizados, portanto vão se esforçar mais. Além disso, há grandes possibilidades de eles se dedicarem mais a sua evolução intelectual, trazendo mais inteligência, agilidade e criatividade para suas entregas. É bom destacar também que esse tipo de ação pode despertar os talentos que estavam escondidos e aumentar a empatia no ambiente profissional com o compartilhamento de informações.

Já a empresa contará com trabalhadores mais motivados, bons índices de clima organizacional, boa aderência à cultura organizacional e uma boa imagem no mercado. Afinal, o trabalhador que gosta de onde exerce sua função vai falar para todos os colegas que trabalham em outros locais. Além, é claro, do alcance das metas e de maior poder competitivo.

Sentir que está conhecendo a si mesmo é uma das formas de se tornar mais efetivo no seu dia a dia profissional e pessoal. Por isso, criar uma dinâmica de autoconhecimento é um ato positivo para as empresas. Trata-se de uma forma de unir a equipe e fazer com que cada pessoa identifique seus pontos fortes e os pontos que ainda precisam ser trabalhados e melhorados.

Agora que você já entende mais sobre a importância do autoconhecimento para o ambiente profissional, é hora de aplicar o seu aprendizado. Caso a sua empresa não promova dinâmicas de autoconhecimento, compartilhe esse artigo com o seu gestor com o RH. Quem sabe eles não ficam animados com a ideia? E você ainda irá demonstrar proatividade  e preocupação com os seus resultados, do time e da empresa.

Porém, se você não obtiver sucesso no seu local de trabalho, corra atrás do seu progresso! Não deixe que um “não” acabe com a sua possibilidade de despertar toda a sua capacidade a partir do autoconhecimento. Pratique o exercício por meio do coaching individual com a ajuda de um coach, que irá te guiar da forma correta. Com certeza, essa é uma forma de exercitar o seu autoconhecimento e já dar um grande passo em direção ao autodesenvolvimento e a inteligência emocional.

Até a próxima!

 

Copyright:  81309157 – https://www.shutterstock.com/pt/g/auremar

Deixe seu Comentário: