Neurotransmissor-tipos

Conheça os Principais Neurotransmissores e Suas Funções

Por: José Roberto Marques | Blog | 24 de março de 2019

Imagino que você já tenha ouvido falar a respeito dos neurotransmissores, mas será que sabe exatamente o que são eles e que papéis desempenham? Entender melhor o funcionamento do seu corpo e do seu cérebro também faz parte do processo de autoconhecimento, afinal, através desse tipo de informação, poderá identificar as razões por estar se sentindo dessa ou daquela maneira e procurar ajuda especializada. Continue acompanhando e descubra quais são os principais neurotransmissores, o que exatamente eles são e como agem no organismo.

Clareie seus pensamentos com ajuda do “Detox da Mente”!
Um desafio que irá te ajudar a ter uma vida mais leve e feliz!

O Que São Neurotransmissores?

Os neurotransmissores são mensageiros neuroquímicos, é deles a responsabilidade de transmitir impulsos através das sinapses do sistema nervoso. Os diferentes tipos de neurotransmissores existentes formam sistemas que produzem reações únicas dentro do cérebro quando liberados, levando-nos a experimentar diversas sensações diferentes. Cada indivíduo tem seus próprios níveis de cada um deles, que podem ser alterados por estímulos internos e externos, como hormônios, meio ambiente, drogas, álcool e certos medicamentos.

Cada neurotransmissor faz parte de um de um sistema, que é formado por ele, seus receptores e os neurônios. Existem pessoas que nascem com seus sistemas desequilibrados, o que pode levar a problemas como, transtorno bipolar, ansiedade, depressão e, até mesmo, dependência química. No entanto, esses danos podem ser reversíveis através do acompanhamento médico e da realização do tratamento adequado para ajustar o funcionamento dos sistemas de neurotransmissores.

Eles podem ter efeito excitatório ou inibitório, porém, alguns podem desempenhar ambas funções, dependendo do receptor ao qual se ligam. Os neurotransmissores excitatórios são aqueles que geram algum tipo de ação, enquanto os inibitórios, como o próprio nome sugere, as inibem. A adrenalina é um exemplo de neurotransmissor excitatório, pois leva o indivíduo a tomar uma atitude em situações de estresse ou emoção, enquanto a serotonina inibe a excitação, regulando o humor.

Você acredita que é verdadeiramente feliz em sua essência?
Clique aqui e descubra! Acesse o “Termômetro da Felicidade”!

Principais Neurotransmissores e Suas Funções

Existe uma grande quantidade de tipos de neurotransmissores, não há um número exato, pois existem diversos estudos em andamento, visto que a mente humana é tão rica que será um objeto eterno para pesquisas. Contudo, cientistas já conseguiram identificar mais de 100 deles. A seguir, você irá saber mais a respeito dos dez principais, suas funções e alimentos que estimulam ou controlam sua produção.

1 – Acetilcolina

Primeiro neurotransmissor a ser descoberto, está relacionado com o pensamento, a aprendizagem e a memória. Ativa a contração muscular no corpo e também está associado à atenção e ao despertar.

Você é feliz?

Alimentos associados: queijo, gema de ovo, feijão, salmão, amendoim, aveia, soja, semente de girassol, soro de leite e cogumelos.

2 – Adrenalina

É, principalmente, um hormônio liberado pela glândula adrenal, porém, alguns neurônios podem secretá-lo como um neurotransmissor. Atua aumentando a frequência cardíaca e o fluxo sanguíneo, levando a um aumento da força física e da consciência. É produzido durante situações estressantes ou emocionantes.

Alimentos associados: ovos, aves, peixes, carnes, legumes e leite.

3 – Dopamina

É principalmente relacionada ao sentimento de prazer, mas também está envolvida com o movimento e a motivação. As pessoas tendem a repetir comportamentos que levam à liberação de dopamina, levando a vícios. Sua secreção anormal é comum em distúrbios específicos do movimento, como a doença de Parkinson.

Alimentos associados: amêndoas, carne, peixe, banana, laticínios, aveia, melancia, vegetais em folhas e beterraba.

4 – Endorfina

A liberação está associada a sentimentos de euforia e redução da dor, o que faz com que a endorfina seja um neurotransmissor conhecido como um analgésico natural do corpo. É liberada durante a prática de exercícios físicos, situações de excitação e a prática sexual.

Alimentos associados: alface, aveia, sementes de abóbora e girassol, pimenta e chocolate (ingerido com moderação).

5 – GABA

Seu nome é um sigla para Gamma-AminoButyric Acid, que, em português, significa Ácido Gama-Aminobutírico. Inibe o disparo de neurônios no sistema nervoso central. Quando em altos níveis melhora o foco, já quando está em baixa causa ansiedade. Também contribui para o controle motor e a visão.

Alimentos associados: farelo de arroz, laranja, lentilha, frutas cítricas, nozes, fígado e amêndoas.

6 – Glutamato

É o neurotransmissor cerebral mais comum, atua regulando o desenvolvimento e a criação de novos caminhos nervosos e, portanto, está relacionado com o aprendizado e a memória.

Alimentos associados: agrião, abóbora, ovos, iogurte, carne, feijão, ervilha, amêndoas e amendoim.

7 – Histamina

É responsável por regular as funções térmicas do corpo que estão ligadas ao ato de despertar. Além disso, atua regulando a fisiologia do intestino, o fluxo sanguíneo e respondendo a quadros de inflamação.

Alimentos associados: grande parte das bebidas e alimentos possui histamina, que aumenta conforme o tempo de fabricação se passa e ocorre o envelhecimento ou a fermentação. Alguns exemplos incluem enlatados, cerveja, alimentos em conserva, iogurte e defumados.

8 – Melatonina

É produzida pela glândula pineal e influencia principalmente o sono. Sua produção tende a reduzir com a idade, o que faz com que quadros de insônia sejam bastante comuns entre idosos.

Alimentos associados: cereja, banana, aspargos, aveia, arroz integral, nozes, cebola e gengibre.

9 – Noradrenalina

Diferente da adrenalina, a noradrenalina é predominantemente um neurotransmissor que ocasionalmente é liberado como um hormônio. Atua contraindo os vasos sanguíneos e aumentando o fluxo de sangue, melhorando a atenção e a velocidade com que as ações responsivas ocorrem.

Alimentos associados: lentilha, grão-de-bico, salmão e atum.

10 – Serotonina

Neurotransmissor que contribui para a sensação de bem-estar e de felicidade. É estimulado através da prática de exercícios físicos e da exposição à luz solar, além disso, desempenha um papel importante no ciclo do sono e na regulação do sistema digestivo.

Alimentos associados: mel, banana, nozes, canela, lentilha e gérmen de trigo.

Vale lembrar que os alimentos associados foram citados a título de informação, além do mais, sozinhos, eles não são capazes de alterar a produção e funcionamento dos neurotransmissores, pois é necessário uma combinação de fatores. Portanto, para uma alimentação saudável que estimule a produção e a regulação de neurotransmissores, é importante se consultar com um endocrinologista e um nutricionista.

Cuide da sua saúde para manter o seu corpo funcionando em equilíbrio, assim estará zelando pela sua qualidade de vida e felicidade. Gostou de saber mais a respeito dos principais neurotransmissores e suas funções? Deixe o seu comentário abaixo e aproveite para compartilhar o artigo em suas redes sociais, levando a informação e o conhecimento adiante!

 

Copyright: 1139403794 – https://www.shutterstock.com/pt/g/yurchanka+siarhey

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: