Businessman,Pressing,Modern,Social,Buttons,On,A,Virtual,Background

Conceito e definição de RH

Por: José Roberto Marques | Blog

A sigla RH é associada majoritariamente ao departamento responsável pela gestão das pessoas dentro de uma organização. Entretanto, ela também faz referência às pessoas da empresa, ou seja, aos recursos humanos dela. A relação com o departamento surgiu pela ligação à atividade que, tradicionalmente, desempenha: a de gerir o capital humano da empresa, ou seja, as pessoas.

A função clássica do departamento de pessoal se limitava à contratação e à manutenção de pessoas nas empresas, sem se importar com questões externas ao departamento — que também têm grande importância para as organizações.

Diante da necessidade de um setor que atuasse conjuntamente aos demais departamentos, surgiu a necessidade de um novo formato de atuação. Para saber mais sobre a área de recursos humanos e sobre a sua importância nas organizações, continue a leitura do artigo a seguir!

Quer revolucionar o Departamento pessoal da sua Empresa?
Clique aqui! Preparei um conteúdo excepcional para te ajudar!

A definição de “Recursos Humanos”: uma perspectiva histórica

As novas demandas das empresas no que diz respeito à gestão de pessoas surgiram pela necessidade de alinhar estrategicamente as práticas dos departamentos aos objetivos da organização. À definição de recursos humanos, foi adicionada a noção de integração estratégica com o todo da empresa.

Assim, ações como captar, manter, treinar, desenvolver e motivar pessoas, fornecer suporte à criação e à continuidade de planos de carreira, desenvolver métodos para controlar e avaliar sistematicamente funcionários, desenvolver ações motivadoras, gerir as mudanças organizacionais e trabalhar para manutenção de um bom clima e cultura organizacional são as principais atribuições de uma definição atualizada de gestão de recursos humanos.

A conceituação construída acerca do termo “recursos humanos” vem dos primórdios da organização industrial mundial. Foi no início do século XX que as principais empresas começaram a pensar em ações que provessem melhores condições de trabalho. Nos Estados Unidos, as práticas de recursos humanos surgiram de maneira empírica, antes mesmo de uma construção teórica.

Foi somente no meio do século que surgiu, no Reino Unido, uma instituição ligada exclusivamente à gestão de pessoas. A partir da década de 1960, a gestão de recursos humanos ganhou espaço definitivo nas organizações e nas construções acadêmicas da administração cientifica.

A gestão de recursos humanos tem função essencial no bom andamento das atividades da empresa. Sua atenção especial às necessidades dos colaboradores, ao desempenho de funções estratégicas diversas, à manutenção de um clima organizacional e de ações motivadoras para os funcionários propicia o suporte necessário para as pessoas se desenvolverem profissionalmente e apresentarem melhores resultados.

Principais funções da área de RH

Hoje em dia, a área de recursos humanos é extremamente complexa e importante para a vida das empresas. Ela une as funções da gestão de pessoas com as rotinas típicas do departamento de pessoal. A seguir, você conhecerá as 6 funções básicas desse setor nas organizações.

1. Recrutamento e seleção

A primeira função do RH é definir quais são os recursos humanos, isto é, as pessoas que deverão compor o quadro de funcionários da organização, afinal de contas, são elas que fazem a empresa “acontecer”. Por isso, é importante que os membros da área atuem em parceria com os gestores dos outros departamentos, fazendo levantamentos dos profissionais que precisam ser contratados.

A seguir, é necessário criar os anúncios das vagas, com todas as exigências e dados técnicos (cargo, salário, regime de contratação etc.). A condução do processo seletivo geralmente é feita em diversas etapas, como a análise de currículo (comumente feita em plataformas online), entrevistas, testes teóricos e práticos, fit cultural, dinâmicas de grupo, entre outros. Assim, a área será capaz de selecionar profissionais adequados e capacitados ao exercício das funções em questão.

Você é feliz?

2. Integração de funcionários

Além do recrutamento e da seleção, a área de RH também deve integrar os funcionários recém-contratados à empresa. É preciso que eles conheçam a estrutura da empresa, os diferentes departamentos que a compõem, as suas regras de funcionamento, os elementos da cultura organizacional, bem como os seus futuros colegas.

Nesse processo de ambientação, cabe aos profissionais de RH fazer com que os colaboradores novos tenham um processo de adaptação tranquilo. Eles devem apresentar a empresa a esses funcionários, fazendo com que se sintam à vontade e saibam a quem recorrer quando precisarem de algo.

3. Treinamento e desenvolvimento

A área de T&D, como é conhecido o Treinamento e Desenvolvimento de Recursos Humanos, é uma subdivisão da gestão de pessoas que tem o objetivo de promover cursos e treinamentos de reciclagem e de aprimoramento de competências profissionais ou comportamentais.

Por meio de aulas e palestras, que podem ser presenciais ou à distância, o departamento deve construir programas de capacitação de funcionários, estimulando-os ao desenvolvimento contínuo dos seus conhecimentos e competências. Isso garante um bom desempenho e mais produtividade à instituição.

4. Avaliação de desempenho

Outra importante função da área de RH, geralmente executada em parceria com os gestores de outras áreas, é a avaliação de desempenho. Cabe ao setor definir os critérios de avaliação de todos os colaboradores da empresa, identificando se estão acima ou abaixo das expectativas.

Assim, esse departamento poderá auxiliar o supervisor do funcionário no seu feedback. Esse momento deve ser utilizado para que o líder aponte os pontos positivos e os pontos que precisam de melhorias ao seu liderado, apontando também algumas sugestões e dicas para alcançar resultados ainda melhores. É um processo importante para o progresso do profissional, especialmente em termos de progressão e promoção, conforme os planos de carreira da empresa.

5. Tarefas de departamento de pessoal

Também não podemos nos esquecer das rotinas de departamento de pessoal. São tarefas mais metódicas e burocráticas, mas que são de extrema importância para toda e qualquer organização.

Estamos falando do controle de pontualidade e assiduidade, folhas de pagamentos, 13º salário, férias, licenças, administração de horas-extras, gerenciamento de contratos, atualização de documentos (de contratação, promoção e desligamentos) relacionamentos com sindicatos e obediência aos direitos trabalhistas, especialmente os garantidos pela CLT.

Trata-se de uma série de obrigações que a empresa deve cumprir para com os seus colaboradores, sob penas prescritas em lei, caso não sejam adequadamente executadas.

6. Ações de endomarketing

Por fim, também cabe à área de RH promover ações de endomarketing, ou seja, de marketing interno. A ideia dessas ações é fazer com que os seus colaboradores sintam-se acolhidos pela empresa, enxergando nela um ambiente estruturado e harmônico para crescer em suas carreiras. Em outras palavras, endomarketing significa fazer com que o funcionário goste do local em que trabalha, sem pensar em sair dele.

Atrair e reter talentos são funções do RH, o que pode ser feito por meio de: definição de regras e diretrizes internas, criação de planos de carreira, ações de integração, promoção de eventos internos (reuniões, confraternizações, premiações dos colaboradores com melhores desempenhos), desenvolvimento de uma rede sólida de comunicação interna, entre outras medidas que motivem os funcionários e também as pessoas que desejem, um dia, trabalhar na organização.

RH é muito mais do que uma breve sigla. Trata-se de um departamento muito importante e com atividades complexas, que precisam ser desenvolvidas por profissionais essencialmente interessados no desenvolvimento do principal recurso da empresa: o humano.

O que você pensa sobre a área de RH nas empresas? Deixe o seu comentário no espaço abaixo. Por fim, lembre-se de compartilhar este artigo com todos os seus amigos, colegas, familiares e com quem mais possa se beneficiar destas informações, por meio das suas redes sociais!

Imagem: Por ra2 studio

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: