Competências-organizacionais

Competências Organizacionais e seu Papel no Sucesso da Empresa

Por: Pollyana Ribeiro | Blog | 14 de agosto de 2019

É certo que nem todo líder é um gestor e nem todo gestor é um líder, mas também é certo que entretanto os dois profissionais precisam ter competências organizacionais. Ou seja: são características específicas que os colaboradores precisam ter para que a empresa alcance alguns objetivos que envolvem crescimento, eliminação de gaps, evolução e novas conquistas.  

No dia a dia de uma empresa, os objetivos acima estão diretamente relacionados a quatro importantes preceitos, que são: missão, visão, valores e cultura organizacional. Estes são os balizadores da gestão dos processos e de pessoas por isso estes componentes devem ser sempre tidos como referências por todos os seus membros. Conheça um pouco melhor cada um deles:

  • A missão é o que a empresa estabelece como objetivo maior. É com ele em mente que as áreas determinam quais são os objetivos menores que, no fim das contas, servem para cumprir com a grande meta. 
  • A visão é o que a corporação determina como horizonte para si. Basicamente, onde ela pretende chegar.
  • Os valores são as características relacionadas a honestidade, integridade e empatia que a gestão e liderança de uma empresa pregam que os funcionários sigam nas ações profissionais.
  • A cultura organizacional é uma junção da missão, visão e valores da empresa funcionando no dia a dia por meio do cumprimento dos processos e pelo comportamento dos colaboradores. 

Agora que você já conhece mais sobre os preceitos de uma corporação, é hora de nos aprofundarmos no estudos das competências. Acompanhe mais do artigo para entender melhor sobre o assunto! 

5 competências organizacionais de uma boa liderança 

Para assegurar que os preceitos da empresa estejam presentes no dia a dia profissional, as competências técnicas, emocionais e comportamentais do gestor também devem estar sempre alinhadas às necessidades da empresa. Por isso mesmo, este colaborador deve ter algumas habilidades relevantes, tais como: 

  1. Conhecimentos sólidos adquiridos constantemente em cursos e experiências;
  2. Experiências profissionais práticas;
  3. Comunicação assertiva com diversos tipos de público;
  4. Capacidade de criar e sustentar boas relações interpessoais;
  5. Visão sistêmica que permita liderar o negócio e tomar decisões congruentes com o que é preciso para ser bem-sucedido.

 O que você achou das competências acima? Assim que acabar de ler o artigo, compartilhe o que achou nos comentários.  

O que são competências organizacionais básicas e essenciais

Para que você entenda ainda melhor como as estruturas organizacionais se encaixam na organização da própria empresa, vamos conhecer as competências básicas e essenciais, o que Coutinho M. (2003, p.49), definiu como sendo seus dois principais pilares. Continue lendo para saber mais:

Competências organizacionais básicas: estas se referem aos atributos básicos que uma empresa precisa dispor para se manter ativa no mercado e garantir o seu funcionamento e atendimento ao público. Elas estão relacionadas mais aos fatores estruturais e, embora estes sejam importantes, por si só, não garantem a vitalidade e o sucesso do negócio. Conheça quais são elas: 

  • Ponto comercial bem localizado estrategicamente;
  • Profissionais capacitados e treinados para suas funções;
  • Sistema efetivo de atendimento e suporte ao cliente;
  • Preços competitivos e condizentes com os praticados no mercado. 

Competências organizacionais essenciais: como o nome mesmo sugere, são aquelas que não podem faltar, pois trazem diferenciais ao negócio e maior competitividade à empresa em seu segmento, sendo assim suas armas para se destacar frente às demais e crescer. São estas abaixo: 

  • Processos organizacionais bem estruturados; 
  • Gestão de pessoas eficiente que reconhece os funcionários, recompensa pelo bom trabalho e que propõe e implementa melhorias contínuas em todos os setores;
  • Qualidade no ambiente de trabalho e abertura para que os funcionários possam inovar e usar a sua criatividade para fazer a empresa crescer;
  • Foco na formação de lideranças e de profissionais-chave, que sejam capacitados e agreguem valor ao desenvolvimento e crescimento do negócio. 

Agora está mais claro como as competências organizacionais se encaixam nas necessidades das empresas e se aplicam para que elas cresçam e se destaquem no mercado. Tanto as básicas, que dão realmente suporte ao negócio, como as essenciais, que agregam alguns diferenciais importantes para a gestão. Ambos são importantes e, por isso, devem ser congruentes com o que a corporação precisa para crescer e conquistar grandes resultados 

Se você deseja desenvolver ainda mais as suas competências organizacionais, você pode contar com o coaching. O método possui técnicas eficientes que podem ajudar você a trabalhar características importantes que podem compor o seus conjuntos de competências básicas e essenciais. Por meio de exercícios que despertam o seu autoconhecimento, autodesenvolvimento e inteligência emocional, você será capaz de progredir.  

Com o autoconhecimento, você passa a entender e valorizar quais são os seus pontos fortes e ainda aprende a como os deixar ainda mais fortes. Você também descobre algumas características positivas que estavam adormecidas e que precisavam de um empurrãozinho para chegar à superfície. Para completar, você encontra quais sãos os seus pontos fracos e como lidar melhor com eles no dia a dia para que não sabotem suas conquistas. 

A partir do autoconhecimento, você pode exercitar o seu autodesenvolvimento, que é a sua capacidade de continuar evoluindo todos os dias. Afinal, nenhum ser humano fica o mesmo por toda a vida. E, se for para mudar, é bom que seja para ser alguém mais evoluído, não é mesmo? É com o autodesenvolvimento que você supera suas próprias expectativas, estuda para aprender mais, ouve o conselho de outras pessoas e aprende com os próprios erros.  

A inteligência emocional é sua capacidade de gerenciar sentimentos, sejam eles relacionados a uma situação de pressão ou não. Essa característica é essencial para qualquer profissional que esteja preocupado com o seu marketing pessoal e com a sua capacidade de se manter estratégico em qualquer tipo de cenário.  

A partir desses pilares de evolução e muitos outros, o coaching pode trazer uma nova visão para o seu futuro, inclusive relacionado às competências básicas e essenciais. Experiente vocês mesmo para entender como o método pode funcionar de forma positiva na sua vida.  

E em sua empresa, quais são as competências que mais se destacam? Deixe sua resposta abaixo e compartilhe sua opinião.

 

Copyright: https://www.shutterstock.com

Deixe seu Comentário: