apple-dicas

Apple – Um Grande Case de Sucesso

Por: José Roberto Marques | Blog | 13 de março de 2019

A Apple é um case de sucesso por diferentes pontos de vista e em diversos momentos da história da tecnologia. A história da empresa tem protagonistas importantes como a inovação, qualidade, durabilidade e o design de produtos. Estes são apenas alguns dos pontos que se relacionam a empresa desde o seu início, transformando seus clientes de simples compradores a fãs. Para saber mais sobre as lições que são possíveis de aprender com a história da empresa é só continuar lendo o artigo!

Do sonho para a realidade

Steve Jobs (1955-2011) e Steve Wozniak (nascido em 1950) eram apenas universitários quando começaram a sonhar com os tipos de produtos que estavam prestes a criar. Mais do que isso, com a imagem que passariam com o conceito da empresa e até sua imagem profissional como líderes. Com o tempo, a Apple se tornou uma promessa tecnológica que vai além de produtos, criando um tipo estilo de vida para os consumidores.

Se quiser conhecer diferentes pontos de vista a respeito de alguns pontos da história da Apple, há alguns filmes interessantes. Afinal, uma figura controversa e importante ao mesmo tempo como foi Steve Jobs e uma empresa como a Apple é um prato cheio para a sétima arte. Conheça alguns dos filmes:

  • O filme “Piratas do Informática” de 2007 conta os bastidores da história entre Jobs com a Apple e Bill Gates com a Microsoft.
  • Com o título simplesmente de “Jobs”, a película de 2013 é focada na personalidade excêntrica e no estilo de vida diferente que o líder levou.
  • A película “Steve Jobs” de 2016 mostra os bastidores de 3 lançamentos da carreira dele, o do computador Macintosh (1984), da empresa NeXT (1996) e do iPad (2001).

Lição para a equipe de vendas

Aqui já está o primeiro conceito que você pode espelhar na sua organização: sua equipe de vendas não precisa de fortunas em marketing, mas de uma estratégia fortaleça e expanda sua marca aos poucos. Para que você possa vender mais e melhor é importante que você consiga traçar metas e também se planejar para alcançá-las sem tirar os pés da realidade.

Aumentar as vendas é um processo de desenvolvimento contínuo, que aumenta a base de clientes, gerando um relacionamento que pode trazer mais indicações e oportunidades. E é bom enfatizar que não quis dizer que o investimento em marketing deve ser nulo. Muito pelo contrário, ele deve ser bem planejado para que não se gaste dinheiro a toa com ações que fogem do conceito do produto.

Os principais motivos do sucesso da Apple

Agora vou lhe mostrar alguns lançamentos que levaram a Apple a ser o sucesso que é hoje. Veja:

  • A volta de Steve Jobs: em 1985, a Apple demitiu Steve Jobs e perdeu seu outro criador, Steve Wozniak. Com isso, os computadores, que antes estavam em alta no mercado, perderam fortes características, como a interface diferenciada. Então, para chamar Steve para o cargo novamente, a Apple comprou a empresa de tecnologia NeXT, que ele era o dono. Assim que voltou, Steve estabeleceu algumas mudanças cruciais, como cancelamento de projetos e cortes na linha de produção. Desde então, a Apple vem surpreendendo público e concorrência com produtos inovadores e tecnológicos.
  • Música além dos computadores: no ano de 2001 a empresa lançou o iPod, um player portátil de áudio e vídeo que armazename músicas. Outro produto foi o iTunes, um player capaz de organizar músicas e sincronizá-las com o iPod. Somado a tudo isso estava a iTunes Store, uma loja online para a compra de músicas.
  • Computadores de mão: em 2007 a Apple lançou seu primeiro iPhone, um smartphone tecnológico com funções de câmera, áudio, internet e mais. Desde então, este é o produto carro chefe da empresa.
  • Outro tipo de computador: o ano de 2010 foi marcado com o lançamento do iPad, um tablet que integra funcionalidades como, acesso à internet, música, livro digital, vídeos, jogos e muito mais.
  • Informações no pulso: em 2014, o Apple Watch foi anunciado como o mais novo produto da empresa, um relógio capaz de medir treinos, com GPS integrado, sensor de frequência cardíaca, resistente à água e com aplicativos de exercícios.

Agora confira alguns pontos que são ligados aos produtos da empresa:

  • Design: todos os produtos da Apple seguem a linha minimalista. Com interface simples e botões objetivos, eles possuem cores suaves e design simples, tudo para que o cliente não tenha distrações.  
  • Marketing: a estratégia é embasada na ideia de que o consumidor não deve ser bombardeado com excesso de informação. Os anúncios realizados pela empresa são de linguagem simples, sem grandes textos e termos técnicos. A ideia é destacar o quanto seus produtos podem trazer benefícios e bem-estar ao cliente.  
  • Experiência do usuário: o intuito é tornar a experiência do usuário uma vivência única, desde o primeiro contato com um produto até a abertura da embalagem. As lojas físicas têm cores monocromáticas, iluminação quente e layout cuidadosamente distribuído. Nelas, as pessoas podem testar iPhones, computadores, iPads e fazer perguntas aos vendedores, que fazem um atendimento personalizado. O mesmo conceito pode ser aplicado para o site da empresa, que tem uma usabilidade fácil e elegante ao mesmo tempo, além de oferecer um atendimento online diferente e de qualidade.

Como uma liderança pode fazer a diferença

A liderança do Steve Jobs envolve diversas polêmicas, tais como a não valorização do trabalho dos funcionários e a grosseria. Jamais saberemos se o estilo dele foi a melhor escolha. Nem está em nossas mãos julgar isso, afinal é preciso considerar diversos fatores que não sabemos a verdade completa. Por isso, vou focar em características importantes para uma boa liderança.

Para começar nesse campo, nada mais justo do que falar de coaching. Esse poderoso método é capaz de transformar a vida de uma pessoa de forma positiva com técnicas e práticas efetivas. A formação Professional & Self Coaching (PSC) do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) pode ser muito interessante para quem está buscando por educação contínua para se tornar um profissional de alto desempenho. As 180 horas de aulas teóricas e práticas ensinam sobre o exercício do autoconhecimento, inteligência emocional e autoestima; a base, história e principais conceitos do coaching; quais são as crenças limitadoras que podem atrapalhar no dia a dia; o que é processo evolutivo; os principais conceitos da programação neurolinguística e da psicologia positiva; o que são os processos de identidade; e as melhores e mais atuais práticas de liderança.

Para passar essa sabedoria de forma efetiva para o coachee, o coach usa métodos como a Tríade do Tempo, Teste de Sistemas Representacionais, Roda das Competências, Roda da Inteligência Emocional, Roda Viva e muito mais. E tem mais! O coach também usa ferramentas importantes, como o Coaching Assessment, que foi validado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e que tem a função de mapear as tendências comportamentais.

Com a sua formação bem-sucedida no curso, você terá 6 certificações: Life Coach, Professional, Extensão Universitária (reconhecimento acadêmico das Faculdades Monteiro Lobato, do Rio Grande do Sul), Analista Comportamental, Leader e Self Coach. Além disso, terá certificação e reconhecimento internacional de renomados institutos de coaching: International Association of Coaching, Global Coaching Community, European Coaching Association, International Coaching Council e Behavioral Coaching Institute.

Reflita sobre todas as informações que trouxe neste artigo e se inspire nelas para trazer resoluções para a sua empresa e para investir na sua educação contínua. Comece espalhando o conhecimento que aprendeu aqui com os seus colegas de trabalho nas redes sociais.

 

Copyright: https://www.shutterstock.com/

Deixe seu Comentário: