ansiedade-depressiva-saiba-o-que-e

Ansiedade Depressiva

Por: Equipe JRM | Ansiedade | 15 de abril de 2019

Com um ritmo de trabalho cada vez maior, seguido de estresse, cobranças e expectativas da sociedade, cada vez mais pessoas têm sido diagnosticadas com distúrbios como a Ansiedade e a Depressão. Apesar disso, pessoas com Ansiedade e/ou Depressão sofrem todos os dias, a todo instante, com julgamentos e críticas.

Depressão é uma doença física e psicológica que tem forte ligação com o desequilíbrio neurotransmissor e o sentimento de tristeza. Fisicamente ela também pode causar fadiga e cansaço extremo, baixa autoestima, distúrbios do sono, dor de cabeça, mudança no apetite e no peso, tensão e baixa imunidade.

Ansiedade é um estado emocional ao qual todos estamos sujeitos. O que varia é a intensidade desse estado emocional e seus reflexos em nosso dia a dia.  Seja como for, cabe a um especialista avaliar se o nível de intensidade revela a presença de uma doença psíquica ou não.

Um quadro de Ansiedade intensa traz prejuízos na vida em geral da pessoa. Como todo problema não resolvido que gera sofrimento, um quadro assim pode desencadear sintomas como tristeza, desânimo, dificuldades para dormir, perda de esperança, falta de interesse em trabalhar, namorar e até viver.

Esses sintomas, entre outros, quando duram mais do que duas semanas geralmente já configuram um quadro de Depressão. Portanto, se você se sente ansioso, nervoso, agitado, não espere a situação se agravar, busque ajuda.

Até pouco tempo atrás quase não se ouvia falar sobre Ansiedade e Depressão. E apesar de serem diferentes, é possível sofrer de Ansiedade e Depressão ao mesmo tempo, é o que alguns cientistas têm chamado de Transtorno Misto Ansioso Depressivo.

O termo ainda não foi reconhecido e adotado oficialmente, mas isso não quer dizer que sua existência não tenha disso reconhecida. A polêmica está no fato de que algumas pessoas consideram que se trata de um Transtorno Depressivo com características ansiosas secundárias, e não um Transtorno único.

Seja como for, de acordo com alguns estudiosos, no Transtorno Misto Ansioso Depressivo, apresentam-se sintomas de ambos os distúrbios, entretanto, nenhum deles predomina claramente a ponto de ser possível realizar um diagnóstico único. Esse Transtorno se manifesta por meio de uma mistura de sintomas relativamente leves.

As manifestações clínicas desse Transtorno combinam sintomas de Ansiedade e sintomas de Depressão. Além disso, fazem-se presentes sintomas de hiperatividade do sistema nervoso autônomo e perturbações gastrointestinais.

Pelos critérios do DSM-IV, a sensação de mal-estar, desconforto, ansiedade e desânimo recorrente, pode ser considerada uma das principais características do Transtorno Misto Ansioso Depressivo, se estas se fizerem presentes na vida do indivíduo por pelo menos 1 mês. Além disso, existem outros sintomas complementares a essa característica que auxiliam no processo de seu diagnóstico:

  • Dificuldade de concentração ou memorização;
  • Transtornos do sono;
  • Fadiga ou falta de energia;
  • Irritabilidade acentuada;
  • Preocupação recorrente e intensa;
  • Choro fácil;
  • Falta de esperança ou pessimismo em relação ao futuro;
  • Baixa autoestima ou sentimentos de inutilidade;
  • Hipervigilância e antecipação do perigo.

A coexistência dos sintomas de Depressão e Ansiedade tem sido cada vez mais comuns na sociedade. Estima-se que dois terços das pessoas diagnosticadas com Depressão, apresentam também sintomas claros de Ansiedade.

Como ainda não existem estudos adequados, específicos e mais profundos sobre o Transtorno Misto Ansioso Depressivo, médicos especialistas tendem a oferecer os tratamentos, fundamentados nos sintomas e na gravidade dos mesmos apresentados em cada pessoa.  

O tratamento farmacológico desse Transtorno fundamenta-se no uso de ansiolíticos, antidepressivos ou ambos, dependendo da forma e intensidade que os sintomas se apresentam no indivíduo.

Já o tratamento psicológico envolve a psicoterapia cognitivo-comportamental. A princípio, o objetivo desse tratamento é fazer com que a pessoa respire e relaxe, afim de diminuir seu ritmo de atividade fisiológica. Em segundo lugar, o indivíduo precisa recuperar seu humor, por isso lhe é recomendado realizar atividades que o agradem. Em terceiro lugar, o indivíduo é estimulado a aprender claramente sobre as características básicas da Ansiedade e da Depressão. E por último, é necessário mudar algumas crenças e pensamentos do indivíduo, o que é feito por meio da técnica de Reestruturação Cognitiva.

Uma dieta saudável e a prática de atividades físicas também são indicadas a pessoas com Ansiedade Depressiva, pois a saúde corporal pode contribuir para o restabelecimento da saúde mental e também a autoestima.

Transtorno Misto Ansioso Depressivo pode levar à morte se não tratado adequadamente, por isso lembre-se que o tratamento existe e deve ser levado a sério. Se você sente que precisa de ajuda, ou conhece alguém que esteja precisando de auxílio nesse sentido, não hesite, busque orientação médica. Você tem em você o Poder de salvar vidas, inclusive a sua!

 

Copyright: 255590680 – https://www.shutterstock.com/pt/g/lculig

Deixe seu Comentário: