analise-weibull

Análise Weibull — O que é e qual a sua importância?

Por: José Roberto Marques | Blog

A maior parte dos produtos que consumimos hoje em dia tem um prazo de validade ou de vida útil. Aqui, não estamos falando apenas dos alimentos, mas de qualquer produto, como computadores, celulares, baterias etc. Todos esses itens têm uma vida útil, ou seja, um prazo em que funcionam adequadamente, até que começam a exibir falhas. Quando isso ocorre, o consumidor precisa trocar o produto.

É muito importante que as empresas conheçam o ciclo de vida do produto que fabricam e/ou comercializam. Por meio desse conhecimento, elas conseguem estabelecer o prazo de garantia que podem oferecer aos seus clientes. A melhor maneira de conhecer a vida de um produto é a chamada “Análise Weibull”. Para saber mais sobre ela, continue a leitura deste artigo!

Conheça a metodologia capaz de potencializar seus resultados!
Clique aqui e acesse meu ebook “Leader Coach”, é um presente!

O que é a Análise Weibull?

A Análise Weibull é um método de experiências práticas que tem o objetivo de estimar o funcionamento e a vida útil de um produto. Essa metodologia é considerada bastante eficaz, pois os dados coletados são confiáveis, mesmo com uma amostra relativamente reduzida de produtos.

A forma como a vida útil dos produtos é calculada varia dependendo do tipo de indústria em questão. Os dados podem ser calculados em horas de utilização, quilômetros rodados, número de rotações, número de ciclos, entre outras unidades de medida.

Quando compramos um pneu, por exemplo, recebemos a informação de que, em média, os pneus originais de um carro de passeio têm vida útil de 40 mil a 60 mil quilômetros até a primeira necessidade de troca. É claro que, se houver descuido do proprietário do veículo, essa vida pode ser reduzida. No entanto, a vida média fica entre 40 mil e 60 mil quilômetros, até que surjam falhas mais comprometedoras. Sabe qual é procedimento que chega a essa média numérica? A análise Weibull.

O método é importante para que as empresas determinem as garantias dos produtos e também para que o consumidor conheça uma estimativa da longevidade do item que adquire. A análise Weibull foi criada em 1937 pelo engenheiro sueco Waloddi Weibull. A técnica foi recebida inicialmente com incertezas, mas o seu uso pela indústria automotiva e pela Força Aérea dos Estados Unidos mostrou a confiabilidade da análise, popularizando-a.

Que tipos de dados são utilizados nesta análise?

O objetivo da análise Weibull é identificar em que momento da vida de um produto começam a surgir falhas consideráveis, ou seja, que representem o fim da sua vida útil. Há diferentes tipos de dados que podem ser obtidos com essa análise:

  • Dados completos: os dados completos oferecem ao consumidor uma estimativa mais precisa do tempo que leva, em média, para surgir a primeira falha durante a utilização de um produto. Por exemplo: é um dado completo quando se diz que um pneu falha exatamente após 50 mil quilômetros rodados.
  • Dados censurados à direita: nesse caso, o experimento define um tempo útil e verifica se o produto funcionou sem falhas durante ele. Quando se diz que um produto funcionou adequadamente por 30 mil ciclos, há um dado censurado à direita. Não sabemos se com 40 mil ciclos o produto funcionou adequadamente ou teve falhas. O que se sabe é que, em 30 mil ciclos, ele funcionou sem problemas.
  • Dados de intervalo e dados censurados à esquerda: nesse caso, é encontrado um período (entre dois pontos específicos) em que a primeira falha pode ser detectada. Quando um produto falha, por exemplo, entre 40 e 50 horas de uso, a metodologia utilizada foi a de dados de intervalo. Quando um produto falha entre 0 e 20 horas de uso, diz-se que foram obtidos dados censurados à esquerda.

Qual a importância deste tipo de análise?

Toda empresa precisa conhecer a vida útil dos produtos que comercializa para administrar os custos da garantia oferecida aos clientes e também para manter a reputação da marca em alta. A análise Weibull permite que esses objetivos sejam alcançados, pois ela determina uma previsão sobre a vida útil dos produtos. Isso oferece base para o planejamento da empresa e também para obter a confiança do consumidor de que adquirirá um produto de qualidade.

Você é feliz?

Essa análise pode ser utilizada em indústrias dos mais diferentes tipos. Relativamente fácil de ser empregada, ela possibilita que os analistas e engenheiros de produção determinem diferentes informações valiosas, como: o nível de qualidade do produto, a duração média da sua vida útil, a probabilidade de falha em determinado momento do seu ciclo de vida e estimativas do índice de falhas do produto em geral.

Como a análise Weibull deve ser executada?

A análise Weibull deve ser executada em quatro etapas para que seja corretamente aplicada: identificação do tipo de dados com os quais a análise trabalhará (completos, de intervalo, censurados à direita ou censurados à esquerda), reunião de determinada quantidade de unidades de um produto para a simulação da sua vida útil, definição dos parâmetros a serem utilizados (de tempo, de rotações, de ciclos etc.) e tabulação dos resultados obtidos.

As informações que a análise Weibull permite obter são muito importantes para o planejamento da empresa. Confira algumas delas:

  • Confiabilidade do produto num tempo determinado: determina a probabilidade de um produto funcionar corretamente num tempo específico;
  • Probabilidade de falha num tempo determinado: é o oposto do item anterior, determinando a probabilidade de um produto falhar num momento específico;
  • Vida média: refere-se ao tempo médio de vida útil de um produto, funcionando corretamente, até que a primeira falha seja identificada durante a sua utilização;
  • Taxa de falha: refere-se à quantidade de falhas encontradas num produto durante um determinado período de sua utilização;
  • Vida confiável: refere-se a um valor porcentual de produtos que funcionem adequadamente após um determinado tempo. Por exemplo: 92% dos produtos funcionam com sucesso após 10 anos de uso. É um dado importante para estabelecer o tempo de garantia.

A análise Weibull é, portanto, um método confiável e muito importante para que as empresas avaliem a qualidade dos seus produtos, ofereçam garantias adequadas e construam relações confiáveis com os seus clientes. Esse conjunto de fatores constrói marcas com elevada reputação. A correta interpretação dos dados permite que as alterações necessárias possam ser feitas, sempre no sentido de tornar os produtos mais eficazes e longevos, satisfazendo o consumidor.

E você, já conhecia a análise Weibull? Se este artigo foi útil para você, deixe o seu comentário no espaço abaixo. Além disso, compartilhe-o com quem mais possa se beneficiar destas informações, por meio das suas redes sociais!

Imagem: Por Yuriy K

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: