Businessman,In,A,Fromal,Suit,In,A,Business,Center,Using

A importância de adaptar negócios físicos para o meio digital

Por: José Roberto Marques | Blog

Professores criando canais no YouTube, restaurantes aderindo ao delivery, consultores profissionais atendendo clientes por videochamada. O que todas essas iniciativas têm em comum? Elas revelam a importância de integrar os negócios físicos ao meio digital.

A internet não é apenas uma nova forma de consumir conteúdo, mas um canal de comunicação e de consumo que tem transformado o comportamento das pessoas. Hoje em dia, quando alguém precisa comprar algo, certamente recorre à internet para comparar os produtos, pesquisar os preços, verificar qual empresa está mais perto de sua casa, enfim, descobrir absolutamente tudo aquilo que deseja pelo simples ato de ligar o computador.

Por isso, qualquer negócio que não tenha um site ou ao menos uma página nas redes sociais certamente está perdendo valiosas oportunidades de negócios. É como alguém que compra uma loja em um shopping, mas a mantém sempre com as portas fechadas.

Para evitar que esse erro ocorra, é primordial que as empresas adaptem os seus negócios físicos ao meio digital. Isso não quer dizer que as lojas físicas e o atendimento presencial vão acabar. Contudo, é importante encontrar meios de oferecê-los também digitalmente. Na sequência, você vai conferir 4 meios de realizar isso!

1. Faça-se presente nas casas das pessoas

Um negócio tradicional é aquele em que as pessoas vão até o seu negócio, ou seja, ao seu escritório, à sua loja física, e assim por diante. No entanto, é uma característica dos nossos tempos também fazer o processo inverso, isto é, levar o seu negócio às residências das pessoas.

Um professor que oferece videoaulas não precisa que o aluno se desloque até a sua casa, e vice-versa. Um consultor financeiro que tira as dúvidas do cliente por videochamada evita até mesmo a necessidade de um encontro presencial no escritório.

A ideia é que os empreendedores sejam capazes de compreender de que maneira podem levar as suas atividades profissionais ao meio digital. Como citamos, eles podem continuar a prestar os seus serviços de forma presencial, mas é importante oferecer a possibilidade de atendimento a distância como um recurso extra.

Esse processo leva mais comodidade ao consumidor e ao próprio empreendedor. Além disso, o processo demonstra inovação, criatividade e o reconhecimento da importância da internet para alcançar mais pessoas e satisfazer os clientes de forma cada vez melhor. Verifique as características básicas do seu negócio, compreendendo como a versão digital dele pode reproduzir a mesma qualidade da versão física.

2. Quebre as barreiras geográficas

O atendimento online tem uma vantagem geográfica enorme. Digamos que você seja um psicólogo, por exemplo. Naturalmente, o atendimento em seu consultório só será interessante e cômodo para as pessoas que estejam interessadas em seu serviço e que residam na mesma cidade em que você atende, não é mesmo?

Mas será que você precisa estar no mesmo ambiente físico que o seu paciente para orientá-lo? O atendimento online permite que um paciente do Rio Grande do Sul seja atendido por um psicólogo de Goiás, por exemplo, sem que qualquer um dos dois precise sair de casa para que isso ocorra.

Por isso, os atendimentos desse tipo aumentam o público-alvo dos empreendedores, quebrando as barreiras geográficas. É claro que há negócios que de fato precisam da presença física das pessoas. Contudo, vale a pena fazer o questionamento: será que há ao menos um dos seus serviços que possa ser prestado a distância?

Consultores, professores e até mesmo advogados têm atendido clientes por videoconferências. Com os avanços das telecomunicações, conversas e trocas de documentos ficaram muito mais práticas, de modo que problemas complexos podem ser resolvidos em poucos minutos, mesmo sem a presença física dos envolvidos.

Você é feliz?

3. Não tenha medo de ensinar os seus clientes

Muitos empreendedores defendem a ideia de que se eles ensinarem os seus clientes a fazer as coisas por conta própria, os seus serviços não serão mais necessários futuramente. Isso não é verdade.

Um professor pode produzir conteúdos em seu canal no YouTube abordando temáticas específicas a fim de demonstrar o seu conhecimento e de atrair um público interessado. No entanto, isso não quer dizer que ele vai perder o emprego ou deixar de ser remunerado quando as suas aulas forem de fato compradas. Aliás, muitos modelos de negócios operam dessa forma. Eles oferecem “degustações” gratuitas, mas cobram quando o cliente quiser o conteúdo completo.

O mesmo vale para os restaurantes, por exemplo. Muitos chefs renomados conquistaram a sua fama porque compartilharam as suas receitas em seus canais pela internet. Isso os fez perder a clientela? Muito pelo contrário! Não é porque alguém fez a receita em casa que vai perder o interesse em conhecer o restaurante, não é mesmo?

O segredo do sucesso está na experiência que você oferece ao consumidor em seu atendimento presencial, o que não o impede de mostrar os seus talentos no ambiente digital. São dois universos complementares!

4. Produza conteúdo de qualidade

Por fim, a última dica é possivelmente a mais importante. Como você já deve ter percebido, milhões de empreendedores estão disponibilizando os seus produtos e serviços na internet. Sendo assim, você precisa ganhar autoridade, ou seja, mostrar que você tem mais conhecimento e mais experiência do que os seus concorrentes.

Para que isso seja possível, não tem jeito: você vai ter que produzir conteúdos de qualidade para a internet. Isso pode ser feito por meio de blogs, websites, vídeos, infográficos, e-books e posts em redes sociais. A ideia é que você explore todos esses canais para divulgar dicas, notícias relevantes, perguntas e respostas, tutoriais, enfim, conteúdos que revelem o quanto você é um profundo conhecedor da área em que atua.

O conteúdo é o que faz aquele potencial cliente perceber que a sua empresa é confiável e que pode ajudá-lo com eficácia. É por meio dele que as pessoas perceberão não apenas a sua experiência, mas também a sua empatia e a sua capacidade de oferecer a elas as soluções de que tanto necessitam.

Resumidamente, podemos afirmar que as vendas são uma consequência de um conteúdo bem produzido. Por isso, entenda que essa atividade não é um “acessório”, mas um elemento-chave em seu planejamento estratégico de marketing e de vendas pela internet.

As dicas acima são essenciais para que você consiga levar o seu negócio físico ao meio digital com sucesso. Faça-se presente nas casas das pessoas, quebre as barreiras geográficas, não tenha medo de ensinar os seus clientes e produza conteúdos de qualidade!

Gostou deste conteúdo? Então, deixe o seu comentário no espaço a seguir. Por fim, que tal levar estas informações a todos os seus amigos, colegas de trabalho, familiares e a quem mais possa se beneficiar delas? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: