gestao-pessoas-organizacoes

A Importância da Gestão de Pessoas nas Organizações

Por: José Roberto Marques | Blog | 10 de janeiro de 2019

As máquinas são muito importantes em uma empresa, pois é com a ajuda delas que os produtos e serviços são gerados. Entretanto, existe algo que deve ser visto com ainda mais atenção, que é o fator humano, pois é ele quem dá vida ao negócio e o torna único em meio a todos os outros. Por esse motivo, falar sobre a importância da gestão de pessoas nas organizações é extremamente necessário, porque é através dela que se torna possível realizar recrutamentos mais eficazes, investir no desenvolvimento dos colaboradores e, assim, manter um diferencial competitivo no mercado.

Procurando formas de melhorar a gestão de pessoas em sua empresa?
Baixe nosso manual de gestão! Clique aqui!

A Importância da Gestão de Pessoas nas Organizações Como Diferencial Competitivo

Pense comigo, as máquinas, por mais modernas que sejam, estão ao alcance de toda empresa que puder pagar por elas, e o mesmo vale para as matérias-primas. Desse modo, do ponto de vista de produção, o mesmo item que a companhia A fabrica, a companhia B também pode fabricar. Então, eu te pergunto: de onde vem a criatividade e a inovação, que são elementos fundamentais para que uma marca se destaque? A resposta para esse questionamento é: das pessoas, pois é através delas que uma organização se diferencia da outra.

A gestão de pessoas é extremamente importante porque através dela uma empresa pode identificar exatamente quais são as suas necessidades para realizar processos seletivos mais assertivos e focados. Além disso, pode também investir no desenvolvimento de colaboradores e líderes, através de cursos, participação em eventos, Coaching e mais uma série de opções capazes de trazer retornos bastante positivos.

Benefícios da Gestão de Pessoas

Um empresa tem muito a ganhar ao investir em uma gestão de pessoas eficaz, afinal, ter uma equipe forte e preparada é fundamental para que ela consiga enfrentar todos os desafios de um mercado que tem se tornado cada vez mais competitivo. Veja quais são os principais benefícios desse investimento.

  • Recrutamento mais eficaz, considerando exatamente o perfil de profissional que a organização precisa;
  • Retenção de talentos;
  • Desenvolvimento dos colaboradores;
  • Criação de planos de carreira;
  • Melhora na produtividade e motivação;
  • Ambiente de trabalho mais positivo;
  • Alinhamento entre a visão dos funcionários e os objetivos da companhia.

5 Habilidades Fundamentais na Gestão de Pessoas

Gerir pessoas requer certas habilidades especiais, afinal, é preciso saber respeitar as diferenças entre cada indivíduo e, assim, extrair deles o seu melhor. Confira, a seguir, cinco atitudes essenciais para uma gestão de pessoal eficaz.

1 – Comunicação

A comunicação é uma das habilidades de gerenciamento de pessoas mais importantes, afinal é através dela que os líderes conseguem passar para os colaboradores a visão da empresa e os objetivos a serem alcançados. Além disso, mais do que apenas saber se expressar com clareza, é fundamental ouvir os funcionários com atenção, pois eles vivem o dia a dia da empresa de perto e podem ter muito a agregar. Alguns dos benefícios da boa comunicação incluem:

  • Funcionários sabendo exatamente o que esperam deles;
  • Toda a equipe ciente das decisões gerenciais;
  • Redução de mal entendidos;
  • Receber sugestões dos colaboradores para tornar processos mais eficientes;
  • Abordagem humanizada que motiva os profissionais.

2 – Treinamento

A capacidade de treinar novos colaboradores é outra habilidade bastante importante para uma gestão de pessoas verdadeiramente eficaz. Como bem disse Peter Schutz, o melhor caminho que um empreendedor pode seguir em relação à sua equipe é contratar colaboradores considerando o caráter e, então, treinar as habilidades. Afinal, a essência de cada indivíduo jamais será mudada, já o conhecimento técnico em relação à empresa pode ser adquirido através de treinamentos.

3 – Delegação

Dentro de uma empresa que se preocupa com a gestão de pessoas, os líderes são preparados para delegar tarefas e confiá-las aos seus liderados. Afinal, a centralização de poder não é positiva para ninguém, pois compromete todo o tempo dos gestores e os impede de se concentrar em questões mais importantes. Além do mais, são desperdiçadas grandes chances de desenvolver o potencial dos funcionários, desafiando-os com novas atividades.

Outro detalhe importante em relação à delegação, é que os líderes precisam conhecer muito bem cada membro de suas equipes, para confiar a eles tarefas que estejam de acordo com suas principais habilidades e pontos fortes. Dessa forma, os gerentes podem ter mais confiança de que o trabalho será concluído corretamente e os profissionais se sentirão mais motivados, pois estarão realizando coisas com as quais sentem afinidade.

4 – Motivação

Por falar em motivação, a habilidade de estimular os funcionários é mais um ponto de grande importância para uma gestão de pessoas eficaz. Afinal, para que os objetivos e metas da organização sejam alcançados é essencial que todos os envolvidos estejam engajados. Para isso, é também necessário conhecer o perfil de cada um, para identificar aqueles que se sentem melhor quando acompanhados de perto pelo supervisor, dos que gostam de se sentirem desafiados. Assim, a equipe irá funcionar de forma alinhada, mas sem deixar de considerar as individualidades de cada membro.

5 – Feedback

Além de se comunicar bem, oferecer treinamento de qualidade, delegar e motivar, os líderes devem estar preparados para oferecer feedbacks de desempenho. É por meio deles que os ponteiros entre as expectativas da gestão e o trabalho dos funcionários poderão ser acertados. Além dos feedbacks diários, é interessante, também, realizar reuniões individuais com cada um, em um período que pode ser de seis meses a um ano, assim é possível pontuar tudo aquilo que foi satisfatório e o que pode melhorar ainda mais.

Vale lembrar que dar feedbacks é muito mais do que enumerar uma série de erros e acertos. É preciso passar o recado de maneira positiva, para estimular o colaborador e não fazê-lo se sentir um fracasso, simplesmente porque ele não é, já que foi escolhido a dedo para fazer parte da equipe. Então, mais do que apenas avaliar o desempenho no ano ou semestre que passou, é preciso um plano para que melhore ainda mais no próximo período.

Como bem disse Steve Jobs, não é o dinheiro que importa e sim as pessoas que você tem a seu lado e como as lidera, pois os lucros são uma consequência de um trabalho realizado com dedicação e excelência.

Créditos da Imagem: Por Jirsak – ID da foto stock livre de direitos: 148575200

Deixe seu Comentário: