Bored,Guy,Scrolling,Apps,On,Phone,,Distracted,From,Homework,,Procrastination

5 dicas para evitar o desperdício de tempo

Por: José Roberto Marques | Alta Performance

O tempo é um dos mais valiosos recursos que a humanidade tem à sua disposição. Por mais que o tempo seja essencialmente infinito, o tempo que cada um de nós tem aqui na Terra é limitado. Por este motivo, todos nós precisamos escolher bem com quais atividades vamos preenchê-lo.

Você já chegou ao fim do dia com a sensação de não ter feito nada de útil, nem por si e nem por outras pessoas? Já chegou à segunda-feira com a sensação de que não aproveitou adequadamente o período do fim de semana? Com certeza, você não está sozinho. As queixas de tempo desperdiçado são bastante comuns.

A questão agora é: o que podemos fazer para evitar que o tempo seja desperdiçado? Existem algumas dicas que permitem que as pessoas aproveitem melhor as horas do seu dia. Confira as 5 principais delas a seguir. Boa leitura!

Potencialize suas habilidades e permaneça em constante desenvolvimento!
Clique aqui e descubra como isso é possível! Acesse “Tudo sobre Coaching”!

1. Organize o seu espaço e a sua rotina

Já aconteceu de você ter tantas coisas para fazer num dia e simplesmente não saber por onde começar? Entre decidir o que precisa ser feito e qual será a tarefa que virá em seguida, as pessoas perdem muito tempo e muita energia.

Essa questão pode ser resolvida com um objeto que não tem nada de revolucionário ou tecnológico: uma agenda. Adquira uma e anote as tarefas que você precisa realizar em cada dia. Isso o ajudará a evitar que um dia fique sem nada para fazer e que outro fique cheio de obrigações. Procure também definir os horários de realização dessas atividades, ou ao menos uma sequência, em ordem de prioridade. A dica é deixar as atividades de maior complexidade para os momentos em que você é mais produtivo.

Outro fator que provoca uma grande perda de tempo é interromper uma atividade para pegar algum material necessário à sua realização, que você havia esquecido. Por isso, antes de iniciar qualquer tarefa, verifique se você tem à mão tudo aquilo de que você precisa.

2. Não queira fazer várias coisas ao mesmo tempo

Por muito tempo, a ideia da multitarefa foi vendida como uma solução para as questões de produtividade. No entanto, essa ideia já foi refutada, pois fazer muitas coisas ao mesmo tempo é mentalmente cansativo, o que provoca perda de qualidade em todas as atividades.

O cérebro, por mais que seja um órgão muito poderoso, tem as suas limitações. Toda atividade que realizamos demanda uma determinada quantidade de energia. Por isso, se começarmos a fazer várias delas simultaneamente, o cérebro vai se cansar muito depressa. Sem a energia necessária, o desempenho tende a cair rapidamente. Por isso, ao querer fazer várias tarefas ao mesmo tempo, você vai acabar não se dedicando plenamente a nenhuma delas.

É por isso que trabalhar com redes sociais abertas, rádio tocando, televisão ligada, cachorro latindo e colegas conversando é extremamente cansativo e estressante. Querendo economizar tempo, você acabará perdendo.

3. Tenha propósito em tudo o que for fazer

As atividades que realizamos precisam de um propósito, ou seja, de um motivo que justifique o ato de fazermos aquilo. Por que você estuda? Para ter um bom emprego. Por que você quer um bom emprego? Para ter dinheiro. Para que você quer ter dinheiro? Para comprar uma casa própria. Para que você quer ter uma casa própria? Para ter a minha liberdade.

Você é feliz?

O exemplo acima demonstra que por trás de cada simples atividade existem propósitos profundos, associados aos nossos sonhos e desejos. O problema é que, na correria do dia a dia, acabamos emendando uma tarefa na outra. Quando isso ocorre, deixamos de refletir sobre os reais propósitos daquilo que vamos fazer.

Por isso, procure refletir sobre a finalidade das coisas que você faz. Esse exercício permitirá que você não perca tempo com tarefas que não tenham uma utilidade clara em sua vida. Contudo, não queira também ocupar o seu tempo com tarefas essenciais a todo instante. Descansar e sair com a família ou com os amigos é igualmente importante, tanto quanto o chamado período produtivo.

4. Modere o seu tempo nas redes sociais

As redes sociais são as grandes vilãs contemporâneas da perda de tempo. Hoje em dia, é raro encontrar alguém que não utilize diariamente o Facebook, o Instagram, o Twitter, o LinkedIn ou o YouTube. Nessas redes, as pessoas têm a oportunidade de acessar diferentes tipos de conteúdo, além de saberem o que se passa na vida de seus amigos, familiares e colegas de trabalho.

O problema é que os algoritmos que controlam essas redes são programados para mostrar ao usuário os conteúdos e atualizações referentes aos assuntos de que ele mais gosta. Em outras palavras, esses sites foram feitos para que o usuário os acesse e perca completamente a noção do tempo enquanto navega. Então, quando menos percebemos, já passamos duas horas no Instagram, deixando as obrigações de lado.

Além disso, é importante ressaltar que as redes sociais podem ser viciantes. Isso acontece porque toda notificação que aparece dispara no cérebro do usuário um mecanismo de recompensa, ou seja, uma sensação de prazer. Não é à toa que checar as redes sociais é a primeira coisa que muitas pessoas fazem no dia. Será que isso é saudável? Se você não deseja abrir mão das redes sociais, ao menos determine uma hora específica do dia para acessá-las, deixando-as de lado no restante do tempo.

5. Descanse adequadamente

Algumas pessoas ainda acreditam que descansar é perda de tempo. Elas defendem que quando morrerem terão muito tempo para não fazer nada. Aí é que está o problema desse raciocínio: descansar não é não fazer nada. O descanso e o sono são os períodos em que corpo e mente recuperam as suas energias, o que é muito importante.

Sem que esse processo ocorra, as pessoas ficarão esgotadas diante da mais simples das atividades, rendendo cada vez menos e demorando cada vez mais para realizá-las. Por isso, o descanso jamais deve ser compreendido como um luxo; algo dispensável. Ele é essencial para que as pessoas tirem o melhor proveito possível do seu período produtivo.

Portanto, não descuide da sua saúde nem do seu sono. O mesmo vale para as pequenas pausas que fazemos ao longo do dia. A cada duas horas, em média, levante-se da sua estação de trabalho, espreguice-se, converse brevemente com algum colega, beba água e distraia-se momentaneamente da sua ocupação.

Como é possível perceber, o desperdício de tempo é um problema típico da nossa sociedade. Para evitá-lo, siga as dicas deste artigo, que agora retomamos: organize o seu espaço de trabalho, tenha uma agenda para organizar as suas tarefas, faça uma coisa de cada vez, identifique o propósito de cada uma das suas atividades, descanse adequadamente e modere o seu tempo nas redes sociais.

Será que saber o restaurante em que a pessoa que estudou com você no 5º ano almoçou no último sábado é algo relevante? Questione-se e tome decisões mais sábias com o seu tempo. Que as dicas acima o ajudem nesta missão!

E você, como tem lidado com a questão do desperdício de tempo atualmente? Tem feito escolhas mais inteligentes, ou tem a sensação de que não está aproveitando adequadamente as suas horas e os seus dias? Deixe o seu comentário no espaço abaixo. Por fim, que tal dar uma utilidade real às suas redes sociais e aproveitá-las para compartilhar este artigo?

Imagem: Por Motortion Films

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: