Independência-emocional

9 Passos para Conquistar a Tão Sonhada Independência Emocional dos Pais

Por: Pollyana Ribeiro | Blog | 07 de agosto de 2019

Conquistar a independência emocional é um dos grandes desafios dos filhos muito apegados aos seus pais. Naturalmente, nós temos uma relação muito íntima com os nossos genitores, entretanto, dependendo da forma como fomos criados, podemos inclusive desenvolver uma dependência emocional mais negativa do que positiva para nosso crescimento enquanto adultos.

Neste sentido, o estudioso americano, Bob Hoffman, acabou descobrindo, nos anos 60, a Síndrome da Dependência do Amor Negativo, que explica como os comportamentos negativos herdados dos nossos pais influenciam diretamente em nossa forma ser, pensar, sentir e agir. Assim, desde a mais tenra infância somos influenciados pelas crenças e atitudes dos nossos progenitores e, inconscientemente, muitas vezes, acabamos repetindo as suas mesmas ações.

Entre os muitos reflexos deste tipo de relação está à dependência emocional dos pais. Quando os filhos são levados a acreditar desde sempre que não são capazes de realizar seus objetivos sem a ajuda da família, que são fracos e que apenas com este auxílio podem avançar, é sinal de que o molde da relação familiar foi e é nocivo ao seu desenvolvimento em todos os sentidos.

Descubra, através do autoconhecimento, como se desenvolver continuamente!
Clique aqui e baixe gratuitamente meu livro “O Poder do Autoconhecimento”!

9 Passos Para Conquistar a Independência Emocional dos Pais

É preciso, portanto, buscar identificar como a mentalidade dos pais afeta a vida dos seus descendentes e, caso se identifique estas influências negativas, é importante buscar auxílio para conquistar a independência emocional que todo ser humano precisa para construir sua própria história.  Vamos ver então alguns passos que podem ser dados nesta direção. Confira:

Permita Libertar-se!

Muitas vezes a relação com a família é tão profundamente dependente que qualquer movimento de mudança acaba sendo bastante conflitante para os filhos. Mas entenda, não é porque você pensa, sente ou age diferente que é menos merecedor do amor e do respeito do seu pai ou mãe. Para conquistar sua independência emocional é essencial se reconhecer como um indivíduo e caminhar seu caminho no sentido de encontrar sua própria identidade.

Construa sua Própria História!

Muitas vezes herdamos dos nossos pais as mesmas dores e sentimentos negativos em relação à vida, sem nem mesmo termos passado pelas mesmas experiências que eles. Isso é o que, em muitos sentidos, acaba nos limitando enquanto pessoas e nos fazendo repetir os mesmos erros que eles.

Permita-se libertar-se de ideias e emoções sabotadoras e que em nada representam quem você é ou que pensa e sente. Permita-se viver suas próprias experiências e tirar suas próprias conclusões sobre as pessoas e o mundo ao seu redor. Construa a sua própria história!

Você é feliz?

Acredite em Si Mesmo!

Você é um ser autônomo e capaz, que caminha com suas próprias pernas, por que, então, não pode pensar com sua própria cabeça? Para se libertar da dependência emocional dos seus pais, antes de tudo, você precisa aprender contar consigo mesmo, descobrir quais são os seus talentos, capacidades e habilidades; reconhecer seu potencial e passar a enxergar-se.

Não, não é porque seu pai ou mãe disseram que você não ia conseguir que você deve continuar a acreditar nisso e posicionar-se como alguém derrotista todas às vezes. Assuma a postura de merecedor, ressignifique seus maus momentos e vá buscar o que é seu nesta vida.

Descentralize sua felicidade em seus pais

Tente se sentir feliz com outras pessoas que não sejam somente com seus pais. Procure fazer amizades e quebrar um pouco o vínculo parental. Se você é jovem, está na hora de pensar nessa independência emocional. Se já é um adulto, procure sua independência emocional e se for o caso, a financeira também. 

Aprenda a viver com sua solitude

Se viver sozinho for uma opção sua, aprenda a viver com sua solitude. As vezes podem surgir momentos de solidão e uma sensação de vazio. Aprenda a conviver e ser feliz consigo mesmo. Cuidado para não confundir esse estado com a sensação de que ninguém se importa com você. Pratique exercícios como mindfulness, yoga, para se equilibrar emocionalmente. Viver sozinho é o primeiro passo para sua independência emocional. 

Se livre da culpa

Não se sinta responsável pela felicidade ou infelicidade dos outros. No ambiente familiar costuma surgir esses episódios de culpa, indiretamente pelos pais. É sintomático esse sentimento. Cuidado para não abraçar, principalmente problema relativo aos pais, para você. Você não deve interferir e nem tomar como seu as diferenças do casal. 

Tenha coragem

Ser você mesmo e fazer valer suas opiniões é um grande passo para se tornar independente emocionalmente. Se posicionar diante de atitudes que você acredita serem importantes e verdadeiras é fundamental para o crescimento e evolução do relacionamento familiar. Procure sempre manter uma relação 

Descubra, através do autoconhecimento, como se desenvolver continuamente!
Clique aqui e baixe gratuitamente meu livro “O Poder do Autoconhecimento”!

Aumente sua autoestima

Trabalhe para que sua autoestima cresça. Uma pessoa dependente emocionalmente é portadora de uma grande carência. A dependência emocional é sempre acompanhada de carência excessiva. Isso pode atrapalhar você em suas relações tanto parentais quanto no trabalho e com outras pessoas. Acredite em você!

Cuidado com a relação simbiótica

Isso acontece muito entre filho e mãe. Trabalhe sua individualidade. Você nasceu com um grande vínculo com a mãe, mas não necessariamente e pouco saudável você tem que viver atado ao “cordão umbilical”. Procure se equilibrar e encontrar seu ambiente para viver com mais sua própria vida. Trilhar seu própria caminho não caracteriza falta de amor, pelo contrário, isso é gratidão e perspectiva de crescimento individual. 

Isso quer dizer que você pode realizar seus projetos, suas metas e sonhos sem depender emocionalmente de seus pais para tudo. Isso é louvável e mostra que você está crescendo e construindo seus resultados e que é capaz de fazer isso sozinho. Para isso o Coaching Familiar é um excelente apoio ao alcance de melhoria nas relações familiares e de maior equilíbrio, respeito e amor positivo entre seus membros. Faça isso pode você e construa finalmente uma relação mais positiva com seus pais. Liberte-se!

 

Copyright: https://www.shutterstock.com

Deixe seu Comentário: