pessoas-irritantes-dicas

3 Dicas de Como Lidar com Pessoas Irritantes no Trabalho

Por: José Roberto Marques | Blog | 18 de março de 2019

É provável que você já tenha lidado com uma ou mais pessoas irritantes no seu dia a dia profissional. Ficou na dúvida? Você pode indicar que alguém é ou está sendo irritante caso as falas ou ações dela sejam incômodas. Confira alguns exemplos de pessoas com essa característica:

  • Fala coisas desagradáveis sem qualquer tipo de timing;
  • Age apenas para contrariar a opinião dos demais
  • Exibe o trabalho dos outros como se fosse o próprio;
  • Coloca mil e uma dificuldades para resolver uma tarefa;
  • Dedura os erros ou problemas dos colegas para o gestor;
  • Não mede esforços para entrar em confrontos com os colegas durante reuniões ou brainstormings;
  • É fã de picuinha ou fofoca interna da empresa.

E aí, reconheceu alguém? Independentemente do ramo que você trabalhe, uma vez ou outra, esse tipo de situação é comum. Mas, o que importa mesmo é como você lida com esse tipo de característica.

É possível que o ser humano considerado como irritante esteja tão acostumado a dissipar esse comportamento tóxico que nem mesmo percebe como isso afasta quem está ao seu redor. E pior: como isso abala a confiança profissional.

Agora você já sabe como identificar esse tipo de indivíduo, que tal começar a aplicar essa habilidade em algo construtivo? Você pode amadurecer o suficiente para chegar ao nível de lidar com esse tipo de pessoa sem ter que lidar com negatividade. Ou ainda: você pode ser que você seja aquele que vai ajudar o outro a se livrar de comportamentos sabotadores!

Para saber mais sobre isso é só continuar lendo o texto!

Como reagir a comportamentos negativos

Reflita sobre a suas atitudes quando você está próximo de indivíduos dissonantes. Você tem jogo de cintura para engolir algumas ações azucrinantes e continuar suas atividades sem se estressar? Se você é líder, tem a habilidade de delegar ou fazer a manutenção de demandas sem perder a paciência?

Bem, longe de fazer qualquer julgamento, sei que se relacionar com pessoas peculiares no trabalho pode ser um desafio em e até um teste emocional. Porém, a reação sentimental em relação a um comportamento irritante é resultado da sua falta de inteligência emocional na situação.

A situação não é simples de resolver, mas não é impossível. Para lhe ajudar com essa tarefa e aumentar o seu bem-estar em ambiente profissional, separei recomendações bem especiais.

3 dicas de como lidar com pessoas irritantes

O primeiro passo é a autorreflexão. Antes de culpar o outro, é preciso avaliar se a sua irritação tem outras causas que apenas estão sendo desencadeadas pelas atitudes irritantes dessas pessoas. Para isso, vamos ver algumas dicas de como lidar com pessoas irritantes no trabalho e na vida, sem perder a compostura. Vamos lá?

1 – Demonstre maturidade emocional honestamente

Pior do que conviver com uma pessoa irritante é entrar no mesmo ritmo dela sem perceber. Isso acontece quando você não tem inteligência emocional suficiente para lidar com pessoas que agem e pensam diferente de você.

O ideal é ter jogo de cintura e não se deixar levar por esse tipo de cenário chato. Porém, muitas vezes assumimos apenas o papel de julgador e ficamos de longe criticando os comportamentos das pessoas irritantes, sem buscar compreender o que está por trás daquilo ou mesmo tentar ajudar o outro a vencer estas atitudes negativas.

Alguém está te irritando com frequência? Então, é hora de iniciar o diálogo com ela! Converse, dê feedbacks e verifique se ela ou ela está passando por um problema maior e precisa de ajuda.

Mesmo que em um primeiro momento elas estejam mais fechadas aos feedbacks, ouvir um retorno sobre seus comportamentos será importante para um movimento de mudança.

Só lembre-se de que, mesmo tentando ajudar, isso não é um problema seu. É importante saber abstrair e separar as coisas!

2 – Aprimore seus conhecimentos

Com o andamento deste artigo já deve ter dado para perceber que a inteligência emocional é um ponto muito importante para o seu crescimento profissional e pessoal. Mas, antes de discorrer sobre esse importante tópico, preciso mostrar o conceito de autoconhecimento para você.

O autoconhecimento é o exercício mais efetivo para que você se entenda complementarmente. A prática vira você ao avesso para entender como fortalecer suas qualidades, descobrir virtudes escondidas e criar soluções para resolver as características sabotadoras.

Já com a inteligência emocional, você aprende a gerenciar seus sentimentos e administrá-los em diversos tipos de situação com maturidade. Isso é possível, pois você se entende tão bem que sabe qual será seu pensamento e reação em determinados cenários. Essa prevenção é ideal para evitar crises ou demonstrações de desespero em momentos de pressão, por exemplo.

Percebe como ter essa sabedoria de si mesmo em mãos já é meio caminho andado para exercer a inteligência emocional?

O curso de Consultor em Análise Comportamental do Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) ensina tudo isso e muito mais! A formação contribui justamente para que você conheça mais a si mesmo, aprenda a utilizar a inteligência emocional no dia a dia e identifique corretamente quem tem as características de uma pessoa irritante.

Viu como o coaching é importante? Se, na conversa que indiquei acima com a pessoa irritante, você se sentir confortável pode até sugerir que ela faça uma formação em coaching. Vantagem para ela, para você e para todos que convivem com ela!

Só não desista tão rapidamente, pois este é um trabalho contínuo, talvez até de formiguinha. Apesar da dificuldade, todo o grupo deve buscar fazer, pois beneficia o coletivo. Acredite!

3 – Esqueça o “toma lá dá cá”

Já que os funcionários de uma empresa são adultos, espera-se um comportamento maduro deles. As infantilidades devem ficar restritas às crianças.

Por isso, por mais irritante que o colega possa ser não é recomendado ficar trocando farpas com ele. O expediente deve ficar restrito a assuntos e atitudes profissionais. Isso significa: maturidade, respeito e educação.

Ao fazer rebater um comportamento azucrinante, você está se igualando a quem começou a infantilidade e ainda está ajudando a criar um ambiente pesado, o que é ruim para todo mundo.

E agora, o que fazer?

Leve estas reflexões para si mesmo e para os indivíduos irritantes no trabalho. Agindo com educação, respeito, clareza e assertividade, você será capaz de transformar modelos mentais e realmente ajudar.

Agora que você está mais preparado para lidar com pessoas irritantes no trabalho, coloque estas dicas em prática e tenha um dia a dia infinitamente melhor! Imagine você ser o agente de mudanças no local em que trabalha? Isso pode até se tornar uma prática para ser replicada e documentada no Código de Conduta e na cultura organizacional.

Boa sorte na sua jornada pelo autoconhecimento e inteligência emocional.

Até a próxima, pessoa querida!

 

Copyright: 224790124 – https://www.shutterstock.com/pt/g/speedkingz

Deixe seu Comentário: