Voltar

Você é um Ativo ou um Investidor de sua empresa?

Publicado em | 0 comentários

Jisrak/ Shutterstock Um Ativo é algo que tem valor. Investidor é aquele que enxerga o valor!

Segundo Jack Welch, um dos grandes nomes da gestão de empresas, que teve uma performance excepcional à frente da multinacional General Eletric, por aproximadamente 20 anos, o resultado de uma empresa está ligado à três realidades vitais:

  1. O engajamento dos colaboradores dentro das corporações;
  2. A satisfação do cliente;
  3. O fluxo do caixa.

Neste sentido, podemos concluir que uma empresa que não estiver conseguindo o engajamento e a participação dos seus colaboradores, não vai conseguir a satisfação dos seus clientes e muito menos o fluxo de caixa ideal.

Algumas perguntas poderosas de Coaching para entendermos onde está o poder das empresas – Quem atende o seu cliente? Quem controla os custos? Quem está ou não preocupado com a qualidade? Quem gera os excelentes resultados ou péssimos resultados? Quem cria os processos internos e externos?

Todas as respostas são – “SEU COLABORADOR”. Nas empresas os funcionários são os ativos principais. Todo mundo fala isso, mas talvez fosse melhor dizer… O NOSSO FUNCIONÁRIO É O NOSSO MAIS IMPORTANTE INVESTIDOR!

Se o colaborador acredita na empresa, ele investe na empresa. Qual a diferença entre investimento e ativo? Um ativo é algo que tem valor. Investidor é aquele que enxerga o valor!

Se continuarmos pensando que as pessoas que trabalham na empresa são ativos,  estaremos com a mentalidade de 20 anos atrás. Eles eram ativos e estavam na folha de pagamento. As empresas investiam nos funcionários, hoje os funcionários investem nas empresas… Os colaboradores vão dar seu tempo… Seu desempenho… Sua missão, sua crença, sua energia…

Você quer que seus colaboradores te digam para deixá-los se tornarem parte da equipe e não do inventário? Compartilhe e aprofunde o conceito e aprenda mais sobre as diferenças entre: ATIVO e INVESTIDOR.

Ativo X Investidor

Ative sua parte do inventário – Investidores. Para fazer as pessoas investirem para comprar ações da empresa, eu tenho que prometer para elas um retorno. Quanto mais eu percebo que tenho o retorno, maior possibilidade eu tenho de investimento. Não é só vender mais, esses dias acabaram… Câmbio monetário não existe mais. A troca é coisa do passado. As pessoas buscam um propósito de valor.

O que tem na empresa que estimula o colaborador, que lhe dá uma visão de longo prazo? A proposição de valor nos dá sentido para entender como coaches e líderes… As trocas que temos com as pessoas das quais interagimos são desenhadas para atender as necessidades individuais delas e as circunstâncias! Quem sabe fazer isso melhor? COACHES. Gestores precisam ser coaches.

Não posso falar a mesma coisa para todo mundo. As pessoas não querem as mesmas coisas. A pessoa não tem as mesmas metas finais. Qual a importância das habilidades de Coaching? Vocês estão no topo?

O jogo é diferente agora, os colaboradores não são mais parte dos ativos, nós precisamos dar VALOR. No Coaching acontece neste nível individual, no nível mais baixo, e como qualquer pirâmide, sem a base o topo desmorona, não tem apoio.

Hoje a relação é uma parceria, não é uma troca econômica mais. Em qualquer nível de desempenho as pessoas querem o resultado que elas desejam.

Para a gente conseguir sucesso precisamos superar e quebrar o tipo de atitude do funcionário que chega, dentro da tolerância dos 10-15 minutos, e vai embora 15 minutos antes… Quantos de nós checamos nosso e-mail e nosso Whatsapp pessoal durante a jornada de trabalho? Quantos minutos ou horas será que nos desconcentramos e produzimos muito menos?

Deveríamos ser todos investidores em nossas empresas. Quando você é um exemplo de um funcionário engajado, não podem te despedir, você será chamado para ficar o tempo todo…

Pesquisa sobre engajamento de colaboradores descreve que é importante entender como as pessoas funcionam… O engajamento descreve o quê o colaborador pensa e sente sobre sua experiência.

Segundo o Instituto Gallup é o envolvimento com o entusiasmo no trabalho, já a Caterpillar – Engajamento é o nível do comprometimento, o esforço e o desejo de ficar em uma organização. Para a Dell – Para competir hoje, as empresas precisam superar e vencer as mentes, o comprometimento racional e os corações, comprometimento emocional das pessoas.

Conheça os 3 Tipos de Engajamento

Existem três tipos de engajamento: Engajamento Cognitivo; Engajamento Emocional; Engajamento Comportamental. Segundo Edward B. Yost, PhD (Universidade de Ohio-EUA), nas empresas temos em média 28% dos colaboradores que são tidos como engajados, ou seja, qualificados como investidores; já 53% não são tidos como engajados, ou seja, qualificados como ativos e 19% são considerados ativamente desconectados e desengajados, ou seja, estes não tem qualificação, estão no lugar errado e certamente estão trazendo desiquilíbrio ao sistema. Os coaches tem a missão de se libertar dessa faixa de risco dos colaboradores, com este perfil, dentro das corporações.

Compartilho minha conclusão dizendo que é muito fácil sabermos se somos Ativos ou Investidores, em nossas empresas. Quando você QUER ir para o trabalho, você é INVESTIDOR. Quando você TEM que ir ou é OBRIGADO, a ir ao trabalho, você é Ativo. Lembrando que você nunca estará ou continuará, em nível de: Diretoria, Presidência e Alta Gestão sendo simplesmente um ATIVO para sua empresa. Decida ser um INVESTIDOR!

Gostou deste artigo extraordinário? Compartilhe sua opinião e o link em suas redes sociais!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!