Voltar

Viva e Ame sua Própria Realidade!

Publicado em | 0 comentários
Realidade

GaudiLab/Shutterstock Aprender a amar a realidade e honrar e respeitar a nossa história

Para a autora do livro “Ame a Realidade” e da teoria “O Trabalho”, Byron Katie; existem três tipos de realidades distintas – a minha, a sua e a que está “Acima de nós”; que é aquela que está fora do nosso controle. Por isso, quando vivemos a realidade dos outros e não a nossa, acabamos perdendo o nosso foco e sofrendo por fatos externos.

Vivemos o contexto do outro quando, por exemplo, projetamos as nossas vontades nele (Eu quero que você seja feliz. Quero que arranje um bom emprego. Quero que você faça isso e não aquilo…) e também vivo a realidade  Acima de mim, quando me preocupo demasiadamente com acontecimentos que independem do meu poder, a exemplo dos fatores climáticos (tornados, enchentes, alagamentos) e também com o fim da minha vida, ou seja, minha morte.

Portanto, se estamos conectados à realidade dos outros e dos fatos, não conseguimos encontrar tempo ou sentido para nos conectarmos com nós mesmos. Compreender isso é essencial, pois não temos como mudar a forma de ser, pensar e agir do outro para que a nossa realidade seja diferente.

Foque na sua Realidade e Viva Melhor

O grande erro está em querer que os outros atendam as nossas necessidades  humanas e, em transferir, para estas pessoas, a responsabilidade de conduzir nossa própria história. Então, se sua mãe, pai, irmãos, cônjuge ou filhos não lhe tratam exatamente como você gostaria; os sentimentos que experimenta a partir disso são suas projeções mentais, pois você está vivendo a vida do outro, enquanto que na verdade deveria estar focado em sua própria existência, aqui e agora.

O que Katie quis dizer, ao trazer esta ideia, é que quando vivemos as emoções, reações e sentimentos alheios, não damos espaço para experimentarmos as nossas sensações, e ser independente da realidade do outro e que está acima de nós.

A intenção desta reflexão é que a pessoa possa trabalhar a sua realidade e fazer o que é melhor para ela, e não ficar tentando resolver os problemas do outro, pela pessoa. Entender quais são os três tipos de realidades é essencial para evitarmos desequilíbrios, exaustão, tensão e cansaços decorrentes de situações que não precisam ser experimentadas.

Deste modo, como Byron Kate sugere, da próxima vez que você se sentir estressado, descontente, antes de explodir, questione-se – Nos assuntos de quem eu estou? Esta resposta pode trazer você de volta para a sua própria realidade e vai ter ajudar a eliminar perturbações, fadigas e uma nova frustração para sua lista.

Por isso mesmo, em toda situação de conflito, antes de reagir, sempre se pergunte em qual realidade você está naquele momento (na sua ou na do outro?) e permita-se desconectar-se do que não é seu. E lembre-se, isso de forma alguma deve ser encarado como egoísmo, mas sim como uma poderosa forma de autopreservação. Cuide de si mesmo!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!