Voltar

Síndrome da Dependência do Amor Negativo- Parte 3

Publicado em | 0 comentários
Síndrome da Dependência do Amor Negativo 3

Lightspring/Shutterstock Padrões negativos podem ser herdados de nossos pais, mas podem, por meio do autoconhecimento, também ser ressignificados

O processo de autoconhecimento, de identidade, de autorreflexão, pode ajudar no movimento de mudanças e ajudar o indivíduo a vencer a Síndrome da Dependência do Amor Negativo. O esforço vale a recompensa de uma vida livre, sem traumas, sem bloqueios, com maior fluência das suas realizações, amor próprio, autoestima elevada e não de eventos mal resolvidos.

No Coaching, quando estamos trabalhamos o nível de identidade, que corresponde ao quinto da Pirâmide do Processo Evolutivo, conseguimos fazer essas identificações para trabalhar: Quem sou eu? Qual meu papel no mundo? Qual minha missão de vida?

O Processo de Autoconhecimento

Investir em seu autoconhecimento é o primeiro passo para identificar os padrões negativos de comportamentos, dos pais e de todo ambiente familiar. Também é essencial para perceber como tudo isso afetou a personalidade e os resultados da pessoa.

Para isso, as perguntas são as respostas. Veja alguns exemplos:

• Como era seu ambiente familiar em sua infância?
• Quais eram os comportamentos dos seus pais?
• Quais ações e reações eles tinham diante de determinadas situações que você se lembra?
• Quais desses comportamentos, ações e reações você identifica em você hoje?
• Em sua infância, quais eram as crenças e valores de seus pais as quais você possui hoje?

A segunda etapa está em identificar as consequências da influência desse ambiente familiar, bem como dos comportamentos maternos e paternos. As perguntas para reflexão podem ser:

• Esse padrão negativo tem influência sobre você?
• Como você acredita que esses comportamentos, crenças e valores, te prejudicam ou bloqueiam?

Vencendo a Síndrome da Dependência do Amor Negativo 

Após a identificação desses pontos e de tudo que o envolve, como os prejuízos e limitações, é preciso entrar um processo de reflexão e compreender todos os benefícios que a mudança desses padrões trarão. É preciso tomar consciência e agir para vencer a Síndrome da Dependência do Amor Negativo e construir uma história diferente daquela herdada de nossos pais.

É muito importante suspender qualquer tipo de julgamento, uma vez que, como já dito anteriormente, nossos pais também adquiriram padrões na infância e, provavelmente, não tiveram conhecimento para trabalhar essas questões, como agora, nós estamos tendo esta oportunidade.Nesse sentido, o perdão, a aceitação e o amor devem prevalecer dentro das relações familiares.

Para compreendermos melhor quais são os comportamentos impostos pela Síndrome da Dependência do Amor Negativo, devemos conhecer quais são os  traços do amor negativo, do amor positivo, as atitudes positivas e negativas e também quais são os padrões de comunicação bons ou ruins que cada modelo mental pode trazer à nossa vida. Continue lendo e confira quais são os traços do amor positivo e negativo:

Traços de Amor Negativo

o Sem carinho/Não dá apoio
o Responsável e zeloso em vez de amoroso
o Frio, sem amor, sem afeto
o Negligente e não confiável
o Abandonador
o Sem compromisso com os outros
o Pouca ou nenhuma demonstração de sentimentos
o Insensível / indiferente nas relações
o Antipático, sem empatia
o Dá mais importância a coisas que a pessoas
o Sem consideração
o Mesquinho
o Desrespeitador do cônjuge / filhos / outros
o Não estimula a autoestima dos outros
o Esquecido dos outros
o Cria favoritismo entre irmãos
o Ressente-se por ser pai
o Evita elogiar
o Provoca rivalidade entre os filhos
o Disciplinador rígido
o Disciplina permissiva
o Ignora o positivo dos outros
o Envergonha e culpa os outros
o Egoísta

Traços de Amor Positivo

o Carinhoso/Dá apoio
o Amorosamente responsável e zeloso
o Caloroso, afetuoso, amoroso
o Atento e confiável
o Sempre presente quando necessário
o Comprometido em ajudar os outros
o Calorosa demonstração dos sentimentos
o Sensível nos relacionamentos
o Simpático e empático
o As pessoas são mais importantes que as coisas
o Considera
o Generoso
o Respeita o cônjuge / filhos / outros
o Estimula a autoestima dos outros
o Consciente dos outros
o Trata todos os filhos com amorosa igualdade
o Aceita e gosta de ser pai
o Elogia e aprova com sinceridade
o Encoraja a interação positiva entre os filhos
o Disciplinador justo
o Disciplina firme e amorosa
o Elogia o positivo dos outros
o Ajuda os outros a obter autoestima
o Generoso

Atitudes Negativas

o Não tenho tempo para você
o Meu amor tem limites
o Não me importo
o Sou mais importante que você
o Não consigo lidar com seus sentimentos
o Não quero ser perturbado
o Eu não quis ter você
o Você é do sexo errado

Atitudes Positivas

o O tempo que passamos juntos é valioso para mim
o Meu amor é mais que o suficiente
o Eu me importo
o Você é tão importante quanto eu
o Quero compreender seus sentimentos
o Estou disponível para você
o Planejei e quis ter você
o Estou feliz com seu sexo

Admonições

o Você não é o bastante
o Seus sentimentos não são importantes
o Não vou defender você
o Não é bom crescer
o Gosto mais dos outros que de você
o Se criar problemas, não vou amar você
o Não me toque
o Não precise de mim
o Não conte comigo
o Não fale comigo
o Não demonstre amor
o Crianças devem ser vistas, não ouvidas
o Cresça (logo!)
o Não me conte seus problemas
o Não espere nada de mim
o Desapareça da minha vista. Fique invisível
o Crianças não são importantes
o Não espere ser notado
o Não espere elogio

Assertivas

o Você merece e é maravilhoso
o Seus sentimentos são importantes
o Sempre apoiarei você
o É maravilhoso crescer
o Gosto de você e dos outros também
o Se você tiver problemas, quero compreender e ajudar
o Gosto quando você me toca
o Quando precisar, estou aqui
o Conte comigo
o Vamos conversar e nos entender
o Gosto de demonstrar meu amor por você
o Valorizo sua presença e quero ouvir suas ideias
o Você vai amadurecer na hora certa
o Por favor, confie em mim
o Pode contar comigo
o Quero ver você
o Crianças são importantes para mim
o Conte comigo para notar você
o Vou lhe elogiar e apoiar

Sabemos que podemos sim, ser influenciados positiva ou negativamente por nossos pais ou pelas pessoas com quem tivemos contato direto em nossa infância. Entretanto, ao compreender quais são as limitações ou empoderamentos que estas relações nos trouxeram, podemos também aprender como lidar com seus impactos, superar as más influências, bem como aprender a utilizar os seus  aspectos bons em prol do nosso crescimento e evolução contínua como seres humanos. Permita-se!

Clique aqui e leia a parte final do texto sobre a Síndrome da Dependência do Amor Negativo – Parte 4.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!