serotonina-e-dopamina

Serotonina e Dopamina – Os Responsáveis Pela Sensação de Bem-estar

Por: José Roberto Marques | Blog | 05 de dezembro de 2017

As emoções que sentimos, como a alegria e a tristeza, por exemplo, são frutos de uma combinação causada por dois importantes e incríveis neurotransmissores no nosso cérebro. Existem muitas situações que podem fazer com que eles entrem em ação, contudo, é possível estimulá-los de forma intencional e, para isso, é necessário conhecê-los. Neste artigo falarei especificamente a respeito da serotonina e dopamina, que são conhecidos como os hormônios da felicidade e do bem-estar.

Os Conceitos de Serotonina e Dopamina

Saber mais a respeito da serotonina e da dopamina é uma ótima maneira de entender como estes dois neurotransmissores funcionam e, assim, descobrir como estimulá-los da maneira correta. Dessa forma, saberá o que precisa fazer para manter seu bem-estar e combater sentimentos negativos.

Serotonina

É o neurotransmissor que faz com que o indivíduo se sinta bem, positivo e confiante. Ele desempenha um papel fundamental na forma como você se vê em relação ao mundo e às pessoas e, também é um dos responsáveis por proporcionar boas noites de sono. Pessoas que estão com depressão, ou aquelas que se isolam da sociedade, geralmente também estão com deficiência de serotonina.

Uma maneira muito simples de manter níveis satisfatórios de serotonina é se lembrando de momentos felizes, conquistas que tenha realizado e demonstrando gratidão às pessoas ao seu redor.

Dica: para estimular a produção de serotonina consuma alimentos como banana, leite, chocolate, atum e verduras escuras, mas claro, com bom senso e moderação para não sobrecarregar seu peso e causar doenças.

A deficiência de serotonina pode causar:

  • Dificuldade em memorizar informações;
  • Sensação constante de cansaço;
  • Problema para se concentrar;
  • Irritação excessiva.

Dopamina

É conhecido como o hormônio do bem-estar, que mantém a motivação e a sensação de se estar feliz com o que possui. Realizar atividades prazerosas dos mais diversos tipos, como ouvir sua música preferida, praticar um hobby, uma atividade física de que goste ou ganhar um prêmio, por exemplo, estimula a produção de dopamina. Outra informação interessante é que falar sobre si mesmo (histórias e memórias de vida e conquistas pessoais e profissionais) também estimula esse neurotransmissor, por isso existem muitas pessoas que têm esse costume.

Para estimular a produção de dopamina, adquira o hábito de traçar metas. Ao atingi-las, terá uma grande sensação de bem-estar e autorrealização. Então, a dica é definir objetivos de curto prazo ou dividir as metas mais audaciosas em etapas, assim se manterá cada vez mais motivado para conquistar seus resultados extraordinários.

A falta de dopamina pode causar:

  • Crises existenciais;
  • Falta de ânimo com coisas pelas quais normalmente se interessa;
  • Demora em realizar tarefas;
  • Desmotivação para agir.

Hábitos Que Ajudam a Promover o Bem-estar

Depois de conhecer mais a respeito dos neurotransmissores serotonina e dopamina, veja que hábitos você pode adotar para que o corpo os produza com mais eficiência, recorrência e qualidade. São atitudes simples que podem te ajudar a levar uma vida mais plena e feliz.

Praticar Exercícios Físicos

A prática regular de exercícios físicos ajuda na produção de dopamina e serotonina. As atividades atuam promovendo o crescimento de novos receptores celulares no cérebro, produzindo dopamina e proporcionando o aumento do tripofano, que é uma substância que antecede a serotonina.

Vale ressaltar que é preciso se exercitar com equilíbrio e num ritmo que esteja de acordo com as possibilidades do seu corpo. Realizar exercícios com uma intensidade muito acima do que tem costume, além de oferecer o risco de lesões, não produz serotonina na mesma quantidade. Então, o ideal é aumentar a intensidade aos poucos, conforme for se sentindo confortável.

Ter Contato Com a Luz Solar

Ao comparar os humor e ânimo das pessoas no inverno e no verão, costuma-se ter a sensação de que em dias mais quentes e ensolarados elas se mostram mais animadas. Saiba que isso já foi comprovado por pesquisas científicas e tem relação com o fato de que no verão se toma mais sol, o que estimula a produção de serotonina e dopamina.

Procure aproveitar ao máximo a luz solar, mesmo que esteja em um ambiente interno. Abrir as cortinas da sua casa e do escritório irá permitir que a energia emanada pelo sol entre, promovendo uma sensação de maior bem-estar. Além disso, sempre que possível, tome sol durante alguns minutos, preferencialmente antes das 10 da manhã, quando ele ainda não está tão intenso.

Meditar

A prática da meditação é bastante indicada por neurologistas porque ajuda a melhorar a concentração e promove a criatividade, o que beneficia o processo de aprendizagem e ajuda a manter o foco para alcançar metas. Outro benefício está ligado à produção de dopamina, que tem seus níveis elevados quando se medita. Além disso, o fato de realizar uma atividade que inibe o estresse, irá permitir que o corpo continue produzindo e sintetizando a serotonina.

Para iniciar, sugiro que comece realizando a chamada meditação guiada, em que uma gravação de áudio sugere o que você deve fazer. Há, também, uma técnica bastante simples que consiste na observação da respiração durante alguns minutos, o que ajuda a oxigenar o cérebro e reduzir o estresse e a ansiedade. Encontre a modalidade que mais lhe agradar a desfrute de momentos de relaxamento.

Pensar em Coisas Positivas

O seu mindset, ou seja, a sua mentalidade e a forma como enxerga e sente o mundo ao seu redor, tem grande influência sobre os níveis de serotonina e dopamina do seu corpo. Pensar em memórias felizes ajuda na produção desses neurotransmissores, pois evita que seus pensamentos sejam tomados por negatividade, que é algo que os inibem. Além disso, faz com que você tenha uma atitude mais otimista perante a vida.

Invista em atividades que façam com que se sinta feliz, como ouvir uma música que goste, encontrar os amigos e passar momentos agradáveis com as pessoas que ama. Evite se deixar levar por sentimentos de desânimo e desmotivação e combata-os com pequenas atitudes que promovam o bem-estar. Valorizar as pequenas alegrias da vida ajuda a manter os níveis de dopamina e serotonina sempre elevados.

Se, mesmo mudando de hábitos, perceber que está se sentindo sem ânimo, o ideal é que procure ajuda médica. Dessa forma, poderão ser realizados os exames necessários para verificar como está a produção dos neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar e, caso necessário, definir o tratamento mais indicado. Todos têm o direito de se sentirem felizes, incluindo você, então busque se conhecer na essência, entender os seus sentimentos e estimular aquilo que te faz bem. Cuide-se!

Copyright: 369528446 – https://www.shutterstock.com/pt/g/lculig