sentir-pena

Sentimento de Pena – Evite Sentir Pelos Outros e Por si Mesmo!

Por: José Roberto Marques | Blog

O sentimento de pena é algo comum na vida da maioria das pessoas, que se sentem tristes ao verem alguém em uma situação delicada e de sofrimento. Por mais que pareça ser motivado pela bondade, é algo que deve ser evitado e irei explicar o motivo no decorrer deste artigo. Ter pena dos outros e de você mesmo pode ser um sentimento bastante nocivo, uma vez que pode te levar a criar padrões negativos em relação às pessoas e a si mesmo.

O Que é o Sentimento de Pena?

A pena é um sentimento que aparenta ser positivo e movido pela bondade, mas, mesmo que de forma inconsciente, ela carrega outras razões. Quando você demonstra sentir pena de outra pessoa, está julgando que a situação dela é inferior à sua. Isso, além de demonstrar superioridade, pode ser o início de um sentimento de culpa da sua parte, por estar aparentemente melhor do que aquele indivíduo.

Mesmo que não seja intencional, a pena coloca o outro como inferior, alguém que é incapaz de lidar com a dificuldade pela qual está passando e de superá-la. O mesmo vale para aqueles que sentem pena de si mesmos, pois estão se colocando como incapazes, criando uma crença sabotadora que faz deles verdadeiras vítimas das circunstâncias.

Preparamos um teste para VOCÊ descobrir o quanto é FELIZ!
Clique aqui e conheça nosso “Termômetro da Felicidade” !

 

Por Que Não Se Deve Sentir Pena dos Outros?

Imagine que uma pessoa próxima perdeu o emprego e está bastante fragilizada por isso, sentindo-se incapaz de encontrar uma nova oportunidade. Ao sentir pena, você estará endossando o que ela já sente; que é uma pessoa fraca e que, dificilmente, irá conseguir se recolocar no mercado. Entenda que, mesmo que não seja essa a sua intenção, é isso o que a pena faz, coloca os indivíduos como inferiores e incapazes.

Outro exemplo de como esse sentimento pode ser nocivo é o fato de alguém manter um relacionamento por pena de magoar o outro. Será que a pessoa realmente faz isso para não ver o outro sofrer ou é por medo de se sentir culpada e também sofrer por isso? Independente do motivo, manter uma relação quando não há mais amor de uma das partes apenas fará com que a situação gere ainda mais sofrimento.

Além de colocar o outro como inferior, a pena é negativa porque causa sofrimento naquele que a sente. É como se o indivíduo se culpasse por ser feliz, por ter um bom emprego, uma família unida, um relacionamento estável. E todas essas razões devem ser motivos de orgulho, não de culpa. Lembre-se que a sua felicidade não foi a causadora do sofrimento do outro, então não há motivos para se sentir assim.

Por Que Não Se Deve Sentir Pena De Si Mesmo?

Alguma vez na vida você já sentiu pena de si mesmo? Saiba que esse sentimento é tão nocivo quanto sentir pena de outras pessoas, pois tem o mesmo efeito de te colocar como inferior e incapaz de superar aquele sofrimento. Sentir autopiedade leva os indivíduos à total inércia, um estado em que agir não é uma opção. Dessa forma, eles permanecem nessa espécie de casulo, utilizando sempre as limitações que eles próprios criaram como argumento para não seguirem em frente.

Todos nós passamos por situações tristes e que nos fazem sofrer, elas são parte da nossa história. Contudo, se apegar a estes acontecimentos sempre que algo ruim acontecer, colocando-se no papel de vítima, é sentir pena de si mesmo. O melhor antídoto para isso é o autoconhecimento, pois quando voltar-se para si conseguirá descobrir todo o potencial que tem para vencer qualquer obstáculo. Você é um ser incrível e, por isso, não é digno de pena.

Você é feliz?

Diferença Entre o Sentimento de Pena e a Compaixão

Muitas vezes, usa-se a compaixão como um sinônimo de pena, mas a realidade é que são sentimentos diferentes. Enquanto a pena é apenas uma sensação de aflição e tristeza em relação ao estado do outro, a compaixão é acompanhada de um desejo de tornar aquele sofrimento menor. Aqueles que se compadecem estão mais propensos a serem empáticos, colocando-se no lugar das pessoas antes de tomarem atitudes precipitadas.

A compaixão é positiva porque não diminui o outro, apenas gera um desejo de ajudá-lo de alguma maneira, mas sempre respeitando o que ele deseja e precisa. Além disso, evita que se sinta culpado por estar numa posição privilegiada, pois isso não irá te trazer nada de bom. Inclusive, sentir autocompaixão é o mesmo que tratar-se com mais carinho, evitar exigir demais de si mesmo, respeitar seus limites e sentimentos. Cuidar de si é tão importante quando cuidar dos outros, pense nisso.

Quando se deparar com alguma situação em que uma pessoa querida ou mesmo desconhecida esteja passando por um momento delicado, evite sentir pena, pois isso pode fazer com que a autoestima dele fique pior do que já possa estar. Prefira sentir compaixão e oferecer ajuda, mesmo que seja em forma de palavras de incentivo, que já valerão muito e mostrarão para aquele indivíduo que está fragilizado que ele é capaz de superar toda a dor que está sentindo. Empoderar as pessoas é um gesto maravilhoso e que deve ser passado adiante.

Preparamos um teste para VOCÊ descobrir o quanto é FELIZ!
Clique aqui e conheça nosso “Termômetro da Felicidade” !

 

Como Evitar o Sentimento de Pena

O primeiro passo para eliminar o sentimento de pena na sua vida é entender que, por mais que as circunstâncias sejam diferentes para outras pessoas, todos temos condições de vencê-las. Se alguém está passando por alguma dificuldade nesse momento existe alguma razão para isso e, certamente, esse indivíduo sairá fortalecido disso. Prefira sentir compaixão ao invés de vê-lo como inferior e digno de pena.

Você não precisa sentir culpa por estar em uma situação mais favorável do que o outro. Sinta-se merecedor de tudo o que conquistou e entenda que a sua felicidade não é a causadora dos pesares de outras pessoas. Substitua esse sentimento nocivo pelo da gratidão e seja verdadeiramente grato por tudo o que possui.

Em relação ao sentimento de pena por si mesmo, a melhor maneira de evitá-lo é tornando-se consciente a respeito das suas qualidades e de todo o potencial. Evite que a culpa crie crenças limitantes na sua mente e prefira cultivar bons sentimentos, como a gratidão, a compaixão, o amor e a dedicação, pois isso sim potencializará sua motivação e te levará além. Permita-se!

Copyright: 402838351 – https://www.shutterstock.com/pt/g/rosipro

José Roberto Marques

Sobre o autor: José Roberto Marques é referência em Desenvolvimento Humano. Dedicou mais de 30 anos a fim de um propósito, o de fazer com que o ser humano seja capaz de atingir o seu Potencial Infinito! Para isso ele fundou o IBC, Instituto que é reconhecido internacionalmente. Professor convidado pela Universidade de Ohio e Palestrante da Brazil Conference, na Universidade de Harvard, JRM é responsável pela formação de mais de 50 mil Coaches através do PSC - Professional And Self Coaching, cujo os métodos são comprovados cientificamente através de estudo publicado pela UERJ . Além disso, é autor de mais de 50 livros publicados.



*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Deixe seu Comentário: