Voltar

Sensibilidade e Liderança

Publicado em | 0 comentários

Wakebreakmedia/Shutterstock Mostrar sensibilidade na forma de gerir pessoas e seus resultados é essencial ao líder moderno

Ao longo da história, a liderança foi sempre associada a pulso firme, rigidez, disciplina e respeito total a hierarquia. Como tal, os líderes deveriam ser durões, incisivos, distantes, agressivos e, na maioria das vezes, implacáveis com os erros de seus liderados. E por muitos e muitos anos foi assim!

Entretanto, atualmente, com as mudanças no ambiente organizacional, as empresas têm mudado a forma de enxergar o papel das lideranças. Esta reconfiguração na gestão de pessoas trouxe muitas melhorias para os colaboradores, que agora podem contar com mais sensibilidade por parte dos líderes.

Porém, engana-se que acredita que sensibilidade e liderança não combinem e que enfraquece a gestão. Muito pelo contrário, pois um líder deve ser sensível para compreender que seus profissionais são seres humanos e, como tal, possuem diversas facetas que precisam ser compreendidas e respeitadas.

Agora, o foco não é mais nos resultados pelos resultados, mas nas pessoas que trazem os resultados. Essa mudança de percepção abriu novos caminhos e possibilitou aos gestores estarem mais próximos de suas equipes.

Isso é essencial para criar um ambiente seguro, onde haja confiança, comprometimento, produtividade, engajamento e dedicação ao alcance efetivo dos objetivos almejados. Em outras palavras, isso é o chamamos de liderança moderna.

O Poder de Unir Sensibilidade e Liderança

Grandes líderes não têm medo de demonstrar à equipe que também são seres humanos; que erram, acertam e que estão sempre dispostos a aprender. E se, são seus exemplos que desejam passar aos seus colaboradores, nada mais sensato do que ser alguém real e, esta identificação é muito saudável.

Todos nós temos dias ruins e problemas, por que o líder não os teria também? O que deve diferenciá-lo é a forma como resolve seus dilemas, o modo como usa suas experiências e habilidades para lidar com situações de conflito, seu jeito de tratar as pessoas, identificar oportunidades e empreender, direcionar as ações e repassar seus conhecimentos para a equipe.

Se o líder é uma pessoa aberta a compartilhar o que sabe, ele demonstra seu compromisso com o crescimento de seus profissionais. Esta sensibilidade é fundamental para desenvolver colaboradores comprometidos e torná-los mais preparados para enfrentar e superar os novos desafios.

A sensibilidade do líder é também o que lhe permite se comunicar de forma efetiva, ouvir além das palavras, construir relacionamentos interpessoais mais positivos e perceber quando algo está em desequilíbrio.  Além disso, com essa nova percepção de mundo, das pessoas e da liderança, o gestor ampliou seu papel e aumentou sua importância.

Deste modo, o líder com sensibilidade desenvolvida tem mais ferramentas para reverter situações de crise e a oportunidade real de trabalhar, assertivamente, para que seus profissionais possam crescer, em todos os sentidos e, assim, conquistar os resultados extraordinários que todos desejam.

Gostou do texto? Curta, comente e compartilhe!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!