Voltar

Quais são os Subsistemas de RH?

Publicado em | 0 comentários

Ramcreativ/Shutterstock Os Subsistemas de RH ajudam a área de Recursos Humanos a organizar todos os processos que compõem sua gestão

Em meio à crise e com o mercado cada vez mais competitivo, o setor de Recursos Humanos se torna ainda mais essencial para as empresas. Digo isso porque hoje este assumiu uma posição mais estratégica e todas as suas ações influenciam, diretamente, nos resultados das organizações.

Como tal, é necessário investir continuamente em melhorias nesta área para que todos os subsistemas de RH consigam funcionar plenamente e gerar ações que colaborem para o desenvolvimento organizacional. Assim, são estas subdivisões que ajudam no gerenciamento de todas as atividades pertinentes a este importante departamento.

Por isso, segundo Chiavenato, a administração de RH é dividida em cinco subsistemas distintos, porém interligados entre si. São eles nesta ordem: Provisão de Recursos Humanos; Aplicação; Manutenção; Desenvolvimento e Monitoração de Pessoas. Vamos conhecer melhor cada um e entender como se aplicam no dia a dia de uma empresa. Confira!

Os Cinco Subsistemas de RH

  1. Provisão de Recursos Humanos – Este subsistema diz respeito ao importante processo de recrutamento, seleção e contratação, interna ou externa, dos colaboradores. Inclui pesquisas de mercado e a definição de quem irá trabalhar na empresa.
  1. Aplicação de Pessoas – Neste sistema é definido onde os profissionais contratados irão trabalhar. Para isso, são feitas análises de cargos e salários de modo que estes estejam adequados às funções desempenhadas. Compreende ainda a integração (apresentação da empresa e das funções ao colaborador) e a realização de análises de desempenho.
  1. Manutenção de Pessoas – Este subsistema, um dos mais importantes, diz respeito às ações que serão aplicadas visando à retenção e motivação dos colaboradores. Aqui entram fatores como: remuneração, pacote de benefícios, salubridade do ambiente, respeito às relações de trabalho (horários e leis previstas na CLT e nos acordos sindicais).
  1. Desenvolvimento de Pessoas – Diz respeito aos planejamentos e investimentos da empresa em Treinamento e Desenvolvimento, ou seja, nos cursos, palestras, workshops e treinamentos de capacitação que serão oferecidos aos seus profissionais visando expandir suas habilidades técnicas, emocionais e comportamentais e investir em educação corporativa.
  1. Monitoração de Pessoas – Consiste no banco de dados do setor de Recursos Humanos, onde ficam armazenadas todas as informações pertinentes relativas aos seus colaboradores (currículos, contratos de trabalho, documentos e cópias de diplomas, por exemplo). Isso ajuda a fazer a gestão do conhecimento, a direcionar melhor os treinamentos e realocar profissionais para áreas mais condizentes com suas habilidades, por exemplo.

Como podemos perceber os cinco subsistemas de Recursos Humanos descritos, por Adalberto Chiavenato, são formas assertivas de organizar todas as funções e demandas deste importante departamento. Assim, podemos concluir que, quanto mais organizado, coeso e efetivo for o RH, melhores também serão os resultados dos profissionais e das empresas.

Interessante este assunto, não é mesmo? Aproveite e compartilhe estes poderosos conhecimentos em suas redes sociais!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!