Voltar

Psicologia Positiva – Forças de Caráter, Felicidade e Bem-estar!

Publicado em | 0 comentários
Psicologia Positiva

KieferPix/Shutterstock A Psicologia Positiva defende que o ser humano possuiu virtudes e forças de caráter que levam ao florescimento

De alguns anos para cá, depois do advento da Psicologia Positiva, passamos a conhecer certas forças humanas que exercem importante papel no bem-estar mental: coragem, foco no futuro, otimismo, competências interpessoais, fé, trabalho ético, esperança, honestidade, perseverança, a capaci­dade de flow e de compreensão (Seligman, 2002).

No entanto, a prevenção precisa de mais que apenas conhecer os danos e as fraquezas pessoais. O que o Coaching Positivo, como ciência do bem-estar orienta, é a necessidade de desenvolver pesquisas sobre competências e as habilidades dos indivíduos sobre as suas forças, e ao fazê-lo estaremos dando um grande passo no sentido da prevenção. Nesse sentido, a Psicologia Positiva chega ao estu­do das forças e virtudes, que descreveremos e tentaremos com­preender neste capítulo.

A Descoberta das Forças Pessoais de Caráter

Psicologia Positiva

Leonid and Anna Dedukh/Shutterstock Alimentar sentimentos e emoções positivas ajuda a sermos mais felizes

Foram os pesquisadores Martin Seligman e Peterson que criaram um manual de classificações das forças de caráter e das virtudes (CSV: character, strengths and virtues), dedicado ao bem-estar psi­cológico, o correspondente positivo do “Diagnostic and Statisti­cal Manual of Mental Disorders (DSM)”, existente para as desor­dens psicológicas.

O termo mais importante para o entendimento desse tema, imprescindível para o trabalho com a felicidade e o bem-estar, é o “florescimento”. Florescer, a partir das Virtudes e das Forças pessoais de caráter, é uma condição de permanente desenvolvimento de características que elevam a condição dos as­pectos psicológicos e sociais dos seres humanos.

O CSV descreve um grupo de pontos fortes em que seis virtudes universais se desdobram em vinte e quatro forças – como forma de subcategorias. Esse sistema de classificação para os aspectos positivos, enfatizando as forças e o caráter denominado Values in Action (VIA) – Classification of Strengths and Virtues Manual (Tradução livre: Valores em ação _ Manual de classificação de forças e virtudes) englobam características emocionais, cognitivas, relacionais e cívicas em seis grupos de virtudes: sabedoria, coragem, humanidade, justiça, temperamento e transcendência.

Alguns dos principais fatores correlacionados com felici­dade e bem-estar subjetivo estudados foram:

  • Amigos íntimos e presentes (Myers, 2000).
  • Fazer atividades voluntárias para desenvolvimento de si e de outros (Larson, 2000).
  • Estabelecer uma relação familiar de apoio e estímulo ao desenvolvimento de habilidades (Winner, 2000).
  • Relações saudáveis no ambiente de trabalho (Turner, Barling & Zacharatos, 2002).

O Lado Bom da Vida.  Conheça Mais Sobre a Psicologia Positiva!

Psicologia Positiva

VGstockstudio/Shutterstock O bem-estar individual , coletivo e familiar ajuda o ser humano a encontrar e viver o seu melhor

A Psicologia da saúde e outras ciências da saúde também têm demonstrado, já faz algumas décadas, o interesse de mudar o foco do processo saúde-doença para o bem-estar e medidas pre­ventivas ao invés de se focar na doença quando ela já está pre­sente e remediar com a medicina tradicional.

Segundo o psicólogo americano Martin Seligman, houve um esquecimento das ciências psicológicas quando a visão positiva das ações do ser humano evidenciou apenas os aspectos que lhe causam sofrimento, ou seja, aquilo que é visto de uma forma negativa (apud Paludo; Koller, 2007).

A Psicologia Positiva, e, por conseguinte, o Coaching Positi­vo, se objetiva fazer florescer e funcionar o que o ser humano tem de positivo, causando um aspecto saudável no meio institucional, grupal e pessoal. Para Sheldon e King (2001), a Psicologia Positiva é “o estudo científico dos aspectos virtuosos usuais presentes nos indivíduos, o que demonstra a preocupação central desse movi­mento, que seria estudar o que é típico, ordinário e usual na maio­ria dos indivíduos”.

Ao contrário da Psicologia tradicional, que foca no estudo e tratamento de distúrbios, como a depressão e ansiedade, a Psi­cologia Positiva busca promover mais as qualidades do viver do que reparar o que vai mal. Não se trata do que conhecemos como pensamento positivo, se trata de uma abordagem científica que torna a vida plena e feliz. Uma característica central é que todas suas aplicações são empiricamente testadas e informadas.

Não trabalhamos sobre os problemas das pessoas e como remediá-los, buscamos compreender a ciência e a anatomia da fe­licidade, das experiências positivas, do otimismo e do altruísmo. Acreditamos na visão de que a saúde psicológica é muito mais do que a ausência de sintomas.

Nesta visão, uma vida plena inclui:

  • Satisfação. Viver com alegria, felicidade e prazer. Ter emoções positivas.
  • Engajamento. Viver o melhor de si. Usar as próprias forças e virtudes do caráter.
  • Sentido. Encontrar um sentido na vida. (Missão, Visão e Valores).
  • Relacionamentos. Ter relacionamentos saudáveis, com vínculo e apoio mútuo.

Neste sentido, imagine como seria sua vida se você se permitisse olhar para a vida também pelo lado positivo e cultivar os elementos acima como uma forma de potencializar a sua felicidade, saúde e bem-estar. Com certeza, infinitamente melhor não é mesmo? Saiba que pode ser, basta se permitir. Permita-se, seja mais feliz e deixe florescer o seu melhor!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!