Voltar

O rancor faz mal

Publicado em | 0 comentários

Auremar/Shutterstock O rancor é um veneno nos mata aos poucos.. Liberte-se!

“Guardar rancor é o mesmo que tomar um veneno e esperar que o outro morra”. Este provérbio, de autor desconhecido, descreve bem nosso estado emocional, quando deixamos que sentimentos ruins e rancores guiem nossa vida.

É certo que ao longo de nossa existência passamos por diversas situações que nos trazem grandes decepções e frustrações em âmbito pessoal e de trabalho. Entretanto, a forma como vamos lidar com estas questões é o que faz toda a diferença para, sofrermos ou não, com estes eventos.

Os rancores nascem do excesso de expectativas que alimentamos em relação às outras pessoas. Porém, como cada indivíduo tem um jeito diferente de pensar e agir, nós não podemos esperar que as coisas sempre aconteçam do modo como desejamos.

Muitos acontecimentos estão simplesmente fora do nosso controle e outros do nosso entendimento humano. Então, por que guardar rancor? Por que reviver sofrimentos? Isso te faz bem? Quantas vezes você deseja sofrer pelo mesmo erro? Permita-se libertar-se de mágoas e dores antigas e siga em frente.

 Exercite o Perdão Verdadeiro

 Muita gente costuma dizer que: “perdoa, mas não esquece”, porém se você ainda guarda, em sua memória e coração, a lembrança das coisas ruins que lhe fizeram, é possível que ainda esteja alimentando rancores, que a qualquer momento, podem ressurgir novamente.

Só o perdão verdadeiro é capaz de nos libertar de dores e das pessoas que nos magoaram um dia. Por isso, em nome do nosso bem-estar e de nossa paz interior, precisamos nos esforçar, continuamente, para evoluir como seres humanos.

Exercitar o perdão e desenvolver a capacidade de avaliar as situações, sem que nossas crenças limitantes e emoções negativas, guiem nossas conclusões. Reflita: Será mesmo que a pessoa fez isto ou aquilo de propósito? Será que ela teve a intenção? O que eu faria em seu lugar? Reavalie o contexto, antes de tomar a decisão de odiar alguém, pois é você quem sofrerá mais por isto.

A partir disso, procure então, rever seus posicionamentos, e busque perdoar, de verdade, quem possa ter lhe ofendido. Procure ainda, tirar das situações ruins, aprendizados que lhe permitam não mais reviver os mesmos erros.

Quando perdoamos, estamos também curando nosso coração e a nossa alma e dando, a nós mesmos, a chance real de seguir à diante, sem tanto sofrimento. Remoer, reclamar, apontar e chorar só nos impede de seguir em frente e de conquistar maior maturidade emocional e paz interior. Esqueça o rancor, viva o amor e exercite o perdoar!

E você, costuma guardar rancor? Comente e compartilhe!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!