Voltar

O que é neurociência?

Publicado em | 0 comentários
cabeça humana com engrenagens

© Depositphotos.com / lightsource A neurociência é uma disciplina que estuda e analisa o sistema nervoso humano e sua relação com a mente e com o comportamento individual.

A neurociência é uma disciplina que estuda e analisa o sistema nervoso humano desde sua formação, estrutura, funcionamento, desenvolvimento, modificações e ligação com a mente e o comportamento individual.

Esta disciplina busca a compreensão sobre como as experiências, aprendizados, atitudes e vivências impactam no desenvolvimento mental. A capacidade de refletir, pensar, imaginar, raciocinar, viver, experimentar, perceber, reconhecer, constatar e controlar são alguns dos aspectos e comportamentos que a neurociência tenta entender.

O termo “neurociência” surgiu no final do ano de 1970, dado pelos cientistas Michael S. Gazzaniga e George A. Miller. Os dois estavam a caminho de um jantar oferecido pelas Faculdades de Rockfeller e Cornell, que tinha como objetivo explanar e estudar como o cérebro dá origem à mente, e precisavam de um nome que representasse o estudo.

Contribuições da neurociência

Confira algumas contribuições que foram fundamentais para o surgimento da neurociência:

Alcmaeon de Crotoma, no ano de 500 a.C, foi um dos primeiros filósofos a estudar sobre a neurociência. Ele descobriu a função cerebral e as funções sensitivas.

O médico alemão Franz Joseph Gall afirmava que a personalidade ou o caráter de uma pessoa podia ser constatado por meio de toques no cérebro. Essa teoria, feita no século XIX, apesar de considerada absurda na época, acabou se tornando verdade. Esse estudo foi se aprimorando e é conhecido como frenologia moderna.

O neurocirurgião canadense Wilder Penfield foi um dos primeiros médicos a mapear detalhadamente a função cerebral humana. Com a realização de estudos e testes em pacientes com epilepsia, ele conseguiu mapear as áreas do cérebro que controlam as sensações e os movimentos.

Aplicação da neurociência

Ao contrário do que muitos pensam, a neurociência não é uma ciência aplicada apenas na medicina. Ela pode oferecer grandes benefícios quando aplicada em áreas diferentes, como Psicologia, Biologia, Fisiologia, Física, Engenharia, Educação, Tecnologia, Administração, Gestão de Pessoas, entre outras.

O estudo do funcionamento do cérebro pode ser um grande aliado a diferentes profissões e atividades. Isso porque, ao compreender os mecanismos que regem nossas atitudes e comportamentos, o aprendizado e a compreensão de diferentes áreas e situações se tornam mais fáceis.

Entre as diferentes áreas que a neurociência pode contribuir está o Coaching — a melhor metodologia de desenvolvimento e capacitação humana existente na atualidade. Em conjunto, as duas metodologias visam aprimorar talentos, desenvolver habilidades e comportamentos que proporcionem a conquista de objetivos, metas e sonhos em qualquer contexto.

Os conhecimentos e ferramentas do Coaching, aliados aos ensinamentos da neurociência, objetivam compreender como nossos sentimentos, percepções, emoções e aprendizagens influenciam no comportamento. A partir daí, são trabalhadas diversas técnicas para alterar atitudes, pensamentos, e eliminar comportamentos limitantes e sabotares.

Se você deseja conhecer e aplicar esta importante disciplina em sua vida ou profissão, convido você a conhecer a única formação no Brasil que direciona os conhecimentos da neuroanatomia e da neurociência para o Coaching. Trata-se da formação Neurocoaching, que alia o melhoramento e a aplicação da capacidade mental dos indivíduos no desenvolvimento de novas competências e habilidades neurológicas através do coaching.

Este artigo foi útil para você? Então lembre-se de curtir e compartilhar o conhecimento em suas redes sociais!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!