Voltar

O Que é Cleptomania?

Publicado em | 0 comentários
Cleptomania

Cunaplus/Shutterstock Cleptomania é uma doença que leva a pessoa a cometer pequenos roubos

A Cleptomania é um distúrbio psicológico que afeta tanto homens como mulheres, e que leva a pessoa a, repetidamente, cometer pequenos roubos para satisfazer desejos e impulsos que fogem ao seu controle. A palavra tem origem no grego, do termo Kléptein, que por sua vez representa subtrair, afanar ou roubar alguma coisa.

Assim como quem come compulsivamente, o cleptomaníaco, também faz do ato de roubar uma forma de ter certo conforto emocional e aliviar suas dores.  Por isso, diferente de um ladrão comum, este indivíduo não faz isso de forma premeditada ou para levar vantagens (obter dinheiro, status), ele gosta de experimentar sensações, como a tensão antes de cometer o roubo, o medo de ser pego e, especialmente, a satisfação de conseguir levar embora o que quer.

Depois, a pessoa pode tanto acumular e colecionar estes objetos, dar os mesmos de presente para seus amigos e familiares ou até mesmo descartar estas coisas, jogá-las fora. Portanto, não é o objeto em si o seu alvo principal, mas as emoções que experimenta ao roubar o que mais lhe atraí.

Cleptomania Não é Falta de Caráter. É uma Doença!

Cleptomania

Cunaplus/Shutterstock O cleptomaníaco faz do ato de roubar uma forma de aliviar seus desconfortos emocionais

De acordo com o psiquiatra francês, Jean- Étienne Dominique Esquirol (1772- 1840), um dos primeiros a abordar o tema e a utilizar o termo, em se tratando da cleptomania – “o controle voluntário é profundamente comprometido: o paciente é constrangido a executar atos que não são ditados nem por sua razão, nem por suas emoções. – atos que sua consciência desaprova, mas que ele não tem intenção.”.

Na prática isso quer dizer que a pessoa cleptomaníaca não rouba simplesmente porque quer, gosta ou não tem caráter, mas sim porque sofre de um problema mental que a impende de controlar este impulso imoral. Diferente de uma pessoa normal, não há bom senso e nem repressões morais que a impeçam de cometer seus delitos.

Segundo estudos realizados com pacientes cleptomaníacos, na maioria dos casos a doença está associada a outros distúrbios psicológicos como: depressão, transtornos de humor, bipolaridade e problemas de ordem emocional e afetiva. Nestes casos, algumas pessoas inclusive relataram que roubavam para sentir-se melhor quando, por exemplo, estavam sentindo-se deprimidas.

O Caso Winona Ryder

Cleptomania

Andrea Raffin/Shutterstock A atriz Winona Ryder foi diagnosticada como cleptomaníaca após ter sido pega roubando artigos de uma loja em Los Angeles

Neste sentido, um dos casos que mais chamou a atenção e repercutiu no mundo todo, foi o da atriz americana, Winona Ryder, que foi pega roubando uma loja de roupas, na cidade de Los Angeles. Rica e famosa, logicamente ela não precisaria levar as coisas sem pagar, ainda assim persistiu.

Entretanto, não é assim que a mente de um cleptomaníaco funciona, uma vez que a falta de discernimento provocada pelo distúrbio fez com que mesmo correndo risco, ela tentasse levar embora aqueles objetos. Foi presa, condenada, virou notícia mundial, mas olhando pelo lado positivo, isso trouxe esta importante discussão sobre a doença à tona e Winona também pode tratar seu problema.

Por fim, se você também tem o mesmo problema e comete pequenos roubos como forma de aliviar suas dores e estados emocionais, está na hora de parar e começar a tratar seu problema antes que ele coloque você em situações delicadas como a vivida pela Winona Ryder, que foi presa e constrangida publicamente.

Fale com um especialista, procure um médico psiquiatra e obtenha ajuda especializada para tratar seu transtorno e descobrir as demais fontes da sua cleptomania, pois você não precisa de nada material para sentir-se melhor por fora e por dentro. Pense nisso, procure ajuda e boa sorte!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!