lideranca-situacional

Liderança situacional: conceito e exemplos

Por: José Roberto Marques | Blog | 17 de março de 2018

Uma empresa tem os líderes que foram contratados ou treinados para isso e também tem aqueles que se tornaram por causa da exigência do cenário. Os colaboradores que se encaixam nesse cenário estão passando por uma liderança situacional, que ocorre quando é preciso que alguém se posicione para resolver um problema ou desenvolver uma nova atividade. Ao longo do texto vou explicar isso melhor. Confira!

Quais são as características de um líder

Antes de eu começar a falar sobre aquele funcionário que se apossa do cargo de um líder por conta da situação em que se encontra, vou mostrar quais são as principais características de um colaborador desse tipo. Veja:

  • O discurso é sempre condizente com as ações;

 

  • Faz o recrutamento é feito baseado nas características técnicas e comportamentais das pessoas e não somente em indicações;

 

  • Está sempre buscando por cursos de atualização;

 

  • Não tem medo de aprimorar suas virtudes com o método coaching;

 

  • Está sempre conectado com o que a equipe tem a dizer e debate todas as atividades de forma saudável;

 

  • Faz escuta ativa do time para assuntos profissionais e pessoais, caso seja o caso de eles estarem influenciando o cotidiano no trabalho;

 

  • Ajuda a solucionar conflitos internos da equipe;

 

  • É empático e tem consciência coletiva;

 

  • Incentiva cursos e treinamentos para os colaboradores se desenvolverem;

 

  • Planeja e executa junto com a área de Recursos Humanos o processo de feedback regular, pois isso ajuda a entender os pontos fracos e fortes que ele mesmo e cada pessoa da equipe precisam desenvolver;

 

  • Cobra resultados com base em metas estabelecidas previamente;

 

  • Divulga os méritos como atividades da equipe como um todo;

 

  • Assume a responsabilidade dos erros e discute em grupo possíveis resoluções;

 

  • Faz exercícios diários para ele mesmo e o time praticarem a criatividade;

 

  • Pesquisa por tendências e motiva que seus colaboradores façam o mesmo;

 

  • Planeja as atividades e a delegação de funções com sabedoria;

 

 

  • Busca sempre sustentar a lealdade entre ele e a equipe.

 

Se você acha que tem algum ponto importante que não coloquei na lista é só escrever nos comentários!

O que é liderança situacional

Agora que você já conhece quais são as principais características de um líder fica mais fácil explicar o que é liderança situacional. Como o próprio nome sugere, é uma posição em que o funcionário foi colocado sem procurar por isso. Aconteceu algo imprevisto e este teve que tomar a atitude de guiar um grupo de pessoas para solucionar o acontecimento repentino.

O colaborador precisa ter a capacidade de fazer a análise do que está acontecendo, e com muito jogo de cintura, decidir qual postura será adequada para aquele cenário. Mas como reconhecer a pessoa que está só se aproveitando da situação para ser promovido ou amaciar o ego daquela que realmente está dando o melhor de si por um objetivo comum da empresa?

Adequar-se ao momento de forma rápida e eficaz, empatia e sabedoria ao delegar tarefas ao mesmo tempo em que motiva seus colaboradores a executar suas demandas da melhor maneira possível e alcançar os resultados planejados pela área e pela empresa são algumas das habilidades que esse novo líder terá que demonstrar logo nos primeiros momentos. Essas características adaptativas fazem com que ele seja capaz de contornar todas as adversidades para eliminá-las.

Aproveitar a situação com sabedoria

Muitos problemas ou obstáculos não podem ser previstos. É o caso do inconveniente que surge ao mesmo tempo em que a gestão é demitida ou pede demissão, quando um colaborador significativo está doente ou até de quando há tantos impedimentos que eles devem ser compartilhados para serem resolvidos. São nesses momentos de dificuldade que o líder situacional costuma surgir. Em momentos de crise, ao contrário do chefe autocrático, que usa do autoritarismo em sua gestão, o novato é capaz de enxergar maneiras de superar as consequências do momento, mantendo a motivação e dando suporte à equipe.

Esse tipo de liderança requer algumas virtudes específicas para que seja exercido com excelência, tais como ter flexibilidade, boa comunicação, bom relacionamento com diversas áreas da organização, resiliência, inteligência emocional, maturidade profissional e visão sistêmica. Essas competências fazem com que o novo capitão saiba tratar diferentes perfis profissionais, construir relações interpessoais harmônicas, exercer o autoconhecimento e perceber os sentimentos dos seus colaboradores. Apesar de esse funcionário ser um novato para o cargo ele já deve ter consciência de que concretizar essas capacidades sempre balanceando com os objetivos da empresa é imprescindível.

Em caso de erros no departamento, ele deve saber como conversar com cada um sem constrangimentos, identificar os pontos que precisam ser melhorados e incentivar a persistência do grupo para a resolução e evolução. Cada situação demanda um diferente posicionamento, e esse colaborador irá ficar responsável por acompanhar cada um da melhor maneira possível.

Sou líder e agora?

Aconteceu um determinado problema, você teve que se posicionar para o resolver da melhor maneira possível e acabou se tornando um líder. Parece um cenário bem promissor, não é mesmo? Porém, se você for um funcionário consciente da importância do desenvolvimento próprio, da equipe e da empresa, deve estar um pouco preocupado. Afinal, para manter o status do cargo situacional é preciso exercer todas as habilidades de liderança que falei aqui no dia a dia. Mas, não precisa entrar em pânico! É possível encontrar maneiras de estudar para evoluir nessa posição.

O Leader Coach Training (LCT) é a formação ideal para você. Com esse método, o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) pretende mostrar como é possível capacitar líderes de forma rápida para que eles façam uma gestão assertiva e efetiva. O conteúdo dessa capacitação é resultado dos meus quase 30 anos de experiência em desenvolvimento de pessoas. Criei uma maneira exclusiva de conduzir os indivíduos e equipes em direção a alta performance fazendo progresso real. Após o coaching, o líder terá as virtudes necessárias para o cargo mais evoluídas. Um dos pontos mais interessantes é o despertar da capacidade dele desenvolver o potencial infinito que existe nele e em cada colaborador do seu time.

Se você se encontra em um cenário em que se tornou um líder situacional, converse com o seu gestor a respeito dessa formação coaching. Mostre a ele que esse pode ser um passo importante na evolução da sua carreira. Além de se mostrar preocupado com o seu trabalho, irá também irá demonstrar que você está consciente da necessidade de alcançar os resultados necessários da empresa. Desenvolva essas habilidades e seja um líder de sucesso!

Vantagens para a empresa

A liderança situacional pode trazer inúmeros benefícios às organizações. Devido adaptabilidade desse funcionário, ele é capaz de se encaixar em inúmeras situações, sendo útil em diversos momentos que carecem o posicionamento de um líder flexível. Além disso, com o passar do tempo, ele continuará evoluindo e será capaz de identificar o perfil dos colaboradores, o conhecimento e maturidade de cada um, para fazer escolhas mais assertivas para desenvolver, motivar e gerenciar efetivamente a equipe.

Que tal compartilhar esse texto se você conhece alguém que está passando por esse momento na carreira? Pode ser uma forma de ajudar o colega!

Copyright: 665953069 – https://www.shutterstock.com/pt/g/prostockstudio