Voltar

As lições de Joaquim Barbosa

Publicado em | 0 comentários

Joaquim Benedito Barbosa Gomes, o atual ministro do Supremo Tribunal Federal – STF, anunciou na semana passada, durante a abertura de uma sessão plenária, sua aposentadoria após 41 anos no serviço público. O anúncio pegou muitos de surpresa, tanto seus colegas ministros quanto todos os brasileiros.

Joaquim Barbosa deixou seu nome gravado na história do Brasil. Nascido em Paracatu-MG, é ex-procurador da República, professor, jurista e possui uma trajetória de garra, superação e determinação.

Filho de pedreiro e dona de casa começou sua vida profissional cedo. Aos 16 anos mudou-se sozinho para Brasília, onde conseguiu seu primeiro emprego na gráfica do jornal Correio Braziliense. Sua formação educacional foi toda realizada em escolas públicas, formando-se em Direito e fazendo mestrado em Direito do Estado na Universidade de Brasília – UNB.

Foi oficial de chancelaria do Ministério das Relações Exteriores, serviu na embaixada brasileira na Finlândia e advogou no Serviço Federal de Processamento de Dados – Serpro. Passou em um concurso público para Procurador da República, e logo em seguida prestou mestrado e doutorado em Direito Público na França. Em 2013, Joaquim foi eleito uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela Revista Time.

Sem dúvida alguma, Joaquim Barbosa, aos 59 anos, está deixando um grande legado para todos os brasileiros. Confira aqui as principais lições que Joaquim deixou sobre sua carreira:

Nadou contra a corrente

Em entrevista à Globonews, Joaquim Barbosa afirmou ser um companheiro inseparável da verdade. “Não suporto a história de o sujeito ficar escolhendo palavrinhas, muito jeitinhos para fazer algo inaceitável”.

Sem meias palavras, Joaquim não teve medo de ir contra a corrente e não compactuar com o que é errado. Durante sua atuação como chefe do Poder Judiciário Brasileiro, foi firme em suas convicções e não aceitou mentira ou corrupção, mesmo tendo que enfrentar o mais alto poder.

Homem de princípios

Joaquim foi um ministro íntegro e fiel aos seus princípios. Segundo ele “o caráter de alguém não está na cara, na altura, na cor da pele, na força ou na posição social. Esta rara qualidade só existe em homens justos, dignos, que honram suas raízes e, acima de tudo, têm seu valor. Nada nem ninguém pode comprar um homem íntegro e honesto”.

Ao longo de seu mandato, lutou contra a injustiça, e principalmente, contra a corrupção. Devido a isso, causou aborrecimento aos que se achavam intocáveis no país. Apesar disso, continuou firme aos seus valores que o fizeram conquistar respeito e admiração dos brasileiros.

Luta contra o racismo

Quando jovem Joaquim Barbosa sofreu racismo e hoje luta contra ele. Foi com muita garra e coragem que se tornou o primeiro Presidente negro do STF do Brasil.

Segundo ele, o preconceito ainda existe e é preciso combatê-lo. “É falta de honestidade intelectual dizer que o Brasil se livrou dessas marcas, elas estão presentes nas coisas mais comezinhas da nossa vida social. Basta dar uma volta nos corredores do Supremo ou de qualquer outra repartição pública para ver a repartição dos papeis. Ao negro, tal posição, com salário mais baixo, claro. À medida que as posições vão aumentando de importância, o negro vai sumindo.”

Carreira de sucesso

Joaquim não usou sua infância pobre e muito menos o fato de ser negro para se promover ou causar comoção. Pelo contrário, apenas deu valor ao que aprendeu e agarrou todas as oportunidades que surgiram em seu caminho para crescer e construir uma carreira de sucesso.

“Me sinto uma pessoa afortunada. Ao contrário do que dizem a meu respeito, essa história de menino pobre, filho de um pedreiro, que ascendeu na vida, acho tudo isso bobagem. Raras pessoas no Brasil, incluindo pobres e pessoas vindas da elite brasileira, raríssimas, tiveram e souberam aproveitar as oportunidades que eu tive. Não é o fato de ter uma origem que faz com que isso chame atenção. Tem de ver na história brasileira quem teve essa oportunidade e soube aproveitar. Não senti isso como superação. As coisas foram acontecendo naturalmente comigo”.

Histórias como a do ministro Joaquim Barbosa são grandes exemplos a serem seguidos. Ao longo de nosso processo evolutivo, precisamos estar preparados e mantermo-nos focados em nossos objetivos, para que sejamos pessoas e profissionais de sucesso.

É este foco que nos tornará indivíduos cada vez mais fortes e que nos fará superar todos os desafios que surgirem em nosso caminho. É ele que nos manterá de olhos sempre abertos para enxergar as grandes oportunidades, capazes de transformarem nossa vida.

 

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!