fugindo-da-realidade

Fugir da Realidade – Por Que Fazemos Isso?

Por: José Roberto Marques | Blog | 05 de dezembro de 2017

A fuga da realidade é um mecanismo de defesa a que muitas pessoas recorrem como uma forma de evitar determinados sofrimentos. Entretanto, na verdade este comportamento é uma espécie de paliativo, pois por mais que num primeiro momento pareça que a dor irá diminuir; fugir da realidade não é o melhor caminho, já que os problemas serão apenas abafados por um tempo e continuarão ali, sem uma solução definitiva. O ideal é buscar forças para enfrentar este desconforto, conseguir se libertar e encontrar sua felicidade.

Razões Que Levam Uma Pessoa a Fugir da Realidade

Lidar com sentimentos como medo, sofrimento e dor é um grande desafio na vida dos seres humanos e, por diversos motivos, nem todos estão dispostos a enfrentá-los. Contudo, os momentos difíceis são responsáveis por uma parcela significativa da formação de um indivíduo, incluindo seu caráter, maturidade e força emocional. É importante aprender a voltar para si a fim de se conhecer e entender o que sente e as emoções que isso gera.

A fuga da realidade é um mecanismo que muitos costumam usar quando não se sentem fortes o suficiente para enfrentar determinada situação, que pode ser, por exemplo, a perda de um ente querido, uma demissão, insatisfação com algo ou o fim de um relacionamento. Se você está passando por isso, saiba que o poder para superar os problemas está em seu interior e é perfeitamente possível encontrá-lo e fazer dele seu aliado para vencer seus fantasmas.

Em muitos casos, o ato de fugir da realidade se torna um vício e o indivíduo passa a nem analisar o que está acontecendo verdadeiramente. Porém, saiba que grande parte dos problemas que acredita ter pode ser mais simples do que imagina. Assim, se empoderar para encará-los vai possibilitar que encontre as soluções necessárias para resolver as questões pendentes e seguir em frente.

A Fuga da Realidade e o Risco de Adquirir uma Compulsão

Uma pessoa pode fugir da realidade de várias formas, através de comportamentos que a distraia daquilo que está sentindo e promovam sensações de prazer e um breve esquecimento do seu incomodo. É bastante comum que esse seja o início de vários tipos de compulsões, como as relacionadas ao abuso de álcool e outras substâncias alucinógenas, jogos de azar, transtornos alimentares e os relacionados a compras.

Vale lembrar, ainda, que nem sempre a fuga da realidade se dá através de alguma atividade que provoque uma clara mudança de comportamento, como é o caso do uso de drogas. Atualmente, a tecnologia oferece diversas possibilidades para quem deseja fugir do que está sentindo, seja através de jogos eletrônicos ou das redes sociais, por exemplo.

Isso acontece porque, enquanto o indivíduo está realizando uma atividade que considere prazerosa, tem a sensação de que os problemas sumiram. Como consequência, do desejo de se sentir cada vez mais anestesiado e longe do sofrimento, começa, então, a repetir as mesmas atitudes, o que, muitas vezes, resulta em vícios e compulsões.

É necessário entender que fugir não fará com que o problema desapareça ou diminua, na realidade o que pode acontecer é que a situação se agrave. Enxergar os acontecimentos de forma racional é a melhor maneira de parar de sentir medo e ir em busca de soluções. Lembre-se que sempre é tempo para mudar algo que esteja te impedindo de ser feliz.

Dicas Para Aceitar a Realidade

Existem algumas atitudes que podem ajudar uma pessoa que esteja fugindo da realidade a quebrar esse padrão e parar de sufocar suas insatisfações. Veja quais são elas.

Aceitar é Diferente de Se Conformar

O primeiro passo para ter coragem de mudar algo que está te incomodando é aceitar a realidade e encará-la de frente. Dessa forma, a aceitação te dará a força de que precisa para buscar a transformação que procura e precisa. Já o conformismo é diferente, pois envolve a passividade perante as insatisfações. Então, o ideal é parar de fugir e buscar entender a situação, aceitando que existe algo que precisa ser mudado.

Reflita Sobre Sua Vida

Sempre que sentir vontade de recorrer a algum tipo de fuga, pare e reflita a respeito do que está te motivando a agir dessa forma. Está descontente com a sua situação atual, tem dívidas ou é infeliz em seu relacionamento? Independente do que seja, pense em que atitudes pode ter para chegar o mais próximo possível da resolução. Mesmo que exija uma grande mudança interna e externa, acredite: certamente esta transformação valerá a pena.

Desabafe

Falar sobre o que está sentindo é uma ótima maneira de entender melhor a situação e, quem sabe, encontrar uma solução. Então, procure conversar com uma pessoa em quem confie e que se mostre disposta a te ouvir. Se preferir uma visão imparcial e com garantia de sigilo, recorra a um especialista. O ato de falar sobre seus sentimentos pode promover uma grande transformação em sua vida.

Comece aos Poucos

Deixar o hábito de fugir da realidade para trás é algo que deve ser feito aos poucos e em etapas. Tentar resolver todas as questões acumuladas, de uma vez só, pode ser intimidador e fazer com que a vontade de fugir retorne. Por isso, dê tempo ao tempo, faça o seu melhor, no seu momento e com os recursos que dispõe, e logo conseguirá encarar todos os desafios sem medo.

Exercite a Autocompaixão

Evite se punir por ter tentado fugir dos seus problemas, pois se trata de um mecanismo mais comum do que se imagina e a que todos os seres humanos estão sujeitos. O importante é que reconheceu que deveria mudar e está se esforçando para isso. Pare de prolongar o sofrimento e vá à busca da sua paz emocional. Tenha autocompaixão e reconheça seus esforços.

Enxergue o Lado Positivo da Sua Vida

Por maiores que sejam os problemas, todo mundo tem algo positivo em sua vida, algo pelo qual valha a pena viver. Então, pare para refletir sobre isso, pense naqueles que ama e que são importantes para você e em sua importância para eles também. A felicidade pode ser uma questão de perspectiva, então, é possível que aprenda a enxergar o lado positivo e se descubra uma pessoa feliz.

Como Ajudar Alguém Que Está Fugindo da Realidade

Ao perceber qualquer sinal de fuga da realidade em alguém próximo, é necessário manter a atenção para evitar que esse comportamento se torne um hábito. O ideal é chamar essa pessoa para conversar e demonstrar disposição para ajudá-la. Muitos indivíduos agem dessa maneira sem nem ao menos perceber que estão fugindo e mentem para si mesmos dizendo que estão apenas realizando tal atividade para se divertir.

Pode ser desafiador convencer alguém de que aquele comportamento que está apresentando se trata de uma fuga da realidade. Contudo, sua ajuda pode ser fundamental para quebrar esse ciclo, que pode ser tão prejudicial para a saúde física e mental das pessoas. Vale lembrar que, em casos mais graves, procurar o suporte de um profissional é fundamental.

E você, como está a sua relação com a realidade? Acredita que já recorreu ao mecanismo de fuga como forma de se proteger? Reflita! Por fim, busque seu autoconhecimento de modo a entender como os acontecimentos e experiências passadas influenciam os seus sentimentos e comportamentos atuais. Isto é indispensável para você viver sua realidade sem atalhos e para conquistar uma vida mais plena, madura e feliz como merece.

Copyright:  281078981 – https://www.shutterstock.com/pt/g/g-stockstudio