Voltar

Fobias: O Que São?

Publicado em | 0 comentários

Lisa S./Shutterstock Quando não tratados, os medos podem se transformar em fobias graves e prejudicar o bem-estar do ser humano

Se no quesito tratamento de saúde e aquisição de bem-estar as terapias são o sucesso do século XXI. Por sua vez, as fobias se destacam no que tange às doenças da mente e também aos transtornos socioculturais. Nunca se falou tanto nelas e em como atuar nesse segmento.

Nós, coaches, trabalhamos no nível mais profundo do ser, de modo que, para nós, as fobias constituem mais uma importante linha de atuação. Mas o que elas são? Perceba que estamos apenas tentando acrescentar informações ao seu repertório de conhecimentos múltiplos.

Quando tratarmos das ferramentas de Coaching você, uma vez tendo conhecido todas as questões de saúde, bem-estar e qualidade de vida, na visão holística, que estamos propondo, conseguirá, com excelência, amarrar os problemas apontados com as soluções propostas via metodologia Coaching.

Lembre-se que a multidisciplinaridade e a transdisciplinaridade são duas das molas mestras dessa forma de desenvolvimento humano, ou seja, recusamos um pensamento único, linear, homogêneo e adotamos a diversidade de teorias, filosofias e formas de atuar.

O que São Fobias e Como Agem?

Pois bem, vamos às fobias. De acordo com a classificação internacional de doenças, as fobias se caracterizam por uma dissociação entre o medo e a cognição, ou seja, ela é uma forma irracional e exacerbada de amedrontamento diante de um fator externo. Isso interfere diretamente na sensação de proteção do organismo, na sociabilidade, nas práticas cotidianas e noutras consequências psíquicas.

As fobias em geral são tratadas como uma das formas de transtorno de ansiedade, muito próxima também da síndrome do pânico, outro mal bastante comum nos diagnósticos recentes. O medo é uma emoção natural. Ele é uma das formas de defesa do organismo que recua diante de uma situação para manter sua integridade.

Medo – Ação e Reação em Nosso Organismo

No entanto, em um nível elevado, essa emoção desequilibra e desarmoniza os organismos desencadeando reações que vão desde aspectos hormonais até a agressão, passando pela reclusão e a limitação de certos hábitos.

As reações que algumas pessoas têm ao se deparar com um determinado inseto ou com lugares fechados, por exemplo, são a comprovação da dissociação do medo, no caso da fobia, com a cognição. Gritar, se agitar excessivamente, se agarrar em algo ou em alguém são reações que, diante do estímulo fóbico, não são controladas pela racionalidade.

Quando o cérebro reassume o comando surgem então os pedidos de desculpas. Os especialistas dividem as fobias em agorafobias, medos de andar por lugares abertos, especialmente praças e ruas; fobias específicas, medos de objetos, insetos, animais, chuva ou situações determinadas; fobias sociais, medos de situações que envolvem contato com pessoas.

 Principais Sintomas das Fobias

  • Respiração rápida (hiperventilação); palpitações e batimentos cardíacos rápidos; sensações de asfixia;
  • Transpiração, dores e tensão muscular; indigestão/ diarreia;
  • Sensação de tontura ou desmaio;
  • Sensação de preocupação e ansiedade (que pode gerar choro compulsivo);
  • Sensação de cansaço;
  • Má concentração, irritabilidade e perda de sono.

É evidente que nem todo medo pode ser considerado fobia, toda doença e transtorno devem ser devidamente diagnosticados e não podemos subestimar sua gravidade. As consequências sociais e fisiológicas para os fóbicos são inúmeras e influenciam diretamente no bem-estar e na qualidade de vida.

Por isso, ao identificar estes tipos de sintomas, procure ajuda especializada e garanta sua saúde física e mental. Isso é importante para que você possa livrar-se de qualquer medo que possa impedir de conquistar resultados extraordinários em sua vida.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!