Voltar

Feedback – A Força das suas Palavras

Publicado em | 0 comentários
palavras

Rawpixel.com/Shutterstock Saber usar as palavras corretamente potencializa os resultados positivos dos feedbacks

As palavras têm uma força transcendente cuja compreensão às vezes nos escapa. Não apenas em um memorando oficial ou na publicação de uma lei por um Estado qualquer ou em um poema, mas no cotidiano de nossa vivência mundana o significado das palavras faz toda a diferença.

Para muito além do conteúdo da informação, vale lembrar que as palavras dão a forma com que qualquer informação é repassada, com que a notícia é dada e a comunicação efetivada. Inúmeras são as situações diárias em que a maneira com que uma palavra é dita pode abrir as portas à sua frente ou fazer com que elas sejam trancadas a sete chaves.

Atente-se ao Uso das Palavras no Feedback

O poder de fogo da comunicação, que podemos sem exagero dizer se tratar de um dos mais importantes campos da existência humana, está embasado nas palavras. E o que vale para todas as situações da vida se aplica também, é claro, aos feedbacks assertivos.

Embora deva ser tratado como algo que está bem longe de ser um bicho de sete cabeças e usado com frequência no ambiente de trabalho, o feedback tem, sim, um componente que o torna delicado.

O feedback é uma conversa com uma finalidade específica de aparar arestas e resolver possíveis diferenças e para que seu caráter apaziguador atue é preciso ter cuidado, inclusive para que a divergência de pontos de vista entre os envolvidos não seja o fator preponderante. Onde há divergências de opiniões, há também um potencial de conflito. Isso vale para quaisquer relações humanas, mas pode ser ainda mais perturbador se descuidarmos disso no ambiente profissional.

É por isso que a moderação, o comedimento e acima de tudo o respeito por quem senta à nossa frente durante a conversa olho no olho devem ser as balizas com as quais o feedback é executado. Uma fala bem pontuada, com uma escolha cuidadosa das palavras e bom arranjo das ideias já tem o poder de suavizar todas as coisas desagradáveis que possam eventualmente ser ditas nesse bate-papo específico.

Feedback é igual Palavras Bem Pensadas

Quem já o pratica sabe que o feedback não é uma mera conversa de comadres, e que portanto surgem momentos e pautas nem sempre tão bons de serem falados, mas que precisam ser tratados. Ora, nem tudo são flores no ambiente de trabalho e o feedback se presta exatamente a ser essa espécie de foro de conciliação em que as partes põem à mesa suas diferenças a fim de chegarem a um consenso.

Para a cadeira em que se senta para um feedback é terminantemente proibido levar pedras, paus, amarguras ou punhos em riste. E quem senta à sua frente, seja ele seu parceiro, gestor, colaborador ou colega, também não deve ser encarado como inimigo.

O Poder das Palavras no Feedback com Coaching

Esse conselho é bastante precioso e dado o potencial transformador do feedback com Coaching, você corre sério risco, caso não o obedeça, de sair dessa conversa tratando aquele que você enxergou como adversário como seu mais novo aliado.

Uma ponderação com as palavras a serem ditas durante o feedback, mais do que uma precaução, é um gesto de tremenda sabedoria. Antes de tudo, quem se coloca ali na sua frente tem que ser encarado como seu semelhante, alguém em igual condição de expressar sua opinião, de dar e receber o feedback, e com um ponto de vista que na essência é tão legítimo como o seu.

É sempre pouco recomendável optar por expressões muito fortes, termos muito negativamente carregados. Se sua intenção, por exemplo, for entender por que um profissional de contabilidade errou nos lançamentos que ficou incumbido de realizar naquela semana, a melhor maneira de fazê-lo em um feedback não é dizendo algo como “Porque você fez todo o trabalho errado?”.

A mesma reflexão pode ser suscitada; de modo mais brando e aberto, se você disser alguma coisa mais próxima de “Acredito que você tem boas razões para não ter apresentado um rendimento satisfatório nestes dias”.  Ao invés de uma fala pontiaguda que pode deixar seu interlocutor com a guarda de pé, o ideal é que você use lado coach e absorva ainda mais informações se disser algo que o desarme e o deixe à vontade para falar dos seus problemas com clareza.

Use as palavras a seu favor e aprenda como dar feedbacks assertivos, poderosos e construtivos.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!