Exercícios para o Cérebro – Treine sua mente e corpo

Por: José Roberto Marques | Blog | 26 de julho de 2016
Exercícios para o Cérebro - Treine sua mente e corpo

Ollyy/ Shutterstock Exercitar o cérebro ajuda a mantê-lo saudável e ativo

Você sabia que além de exercitar o corpo, também precisamos exercitar o nosso cérebro diariamente? Assim como as atividades físicas contribuem para o bom funcionamento do organismo, os exercícios para o cérebro ajudam a manter a saúde mental.

Com o tempo, vamos perdendo a capacidade produtiva cerebral. Por isso, é importante atentar-se em manter o cérebro ativo até o fim da vida e evitar efeitos negativos desse processo, como demência e doenças cognitivas. Os exercícios para o cérebro fazem parte da Neurobiótica, um tipo de ginástica específica para a mente criada pelo neurocientista norte-americano Larry Katz.

Segundo a teoria de Katz, precisamos estimular os nossos cinco sentidos e encontrar formas variadas de desempenhar as mais diversas tarefas para manter nosso cérebro ativo. Por esse motivo, a Neurobiótica não propõe a incorporação de novas atividades em nossa rotina, mas sim a realização daquilo que fazemos todos os dias de maneira diferente. Esses pequenos desafios cerebrais otimizam produção de nutrientes na região, o que aumenta as sinapses e consequentemente, a capacidade cerebral.  

Quando fazemos as mesmas coisas todos os dias, as nossas ações acabam saindo mecanicamente. Ligados no “piloto automático”, a mente se acomoda e as conexões entre as células nervosas ficam reduzidas.

Ao inverter a ordem de alguns movimentos comuns no dia a dia, mudamos a nossa forma de percepção sem precisar modificar a nossa rotina. Como resultado, começamos a fazer tudo com consciência, o que melhora a capacidade de concentração e memória. Isso também colabora para a realização de novas conexões cerebrais, facilitando o aprendizado.

Dicas de exercícios para o cérebro

Como você deve ter percebido, os exercícios para o cérebro que fazem parte da Neurobiótica são bem simples, basta modicar o comportamento rotineiro para forçar a memória. Abaixo, você confere alguns exemplos de como realizar as atividades comuns de maneiras diferentes para desenvolver e manter a sua mente sempre ativa.

Exercite os sentidos

Exercitar os sentidos não se resume simplesmente a utilizar: visão, olfato, tato, paladar e audição como naturalmente aprendemos. Busque aguçar seus sentidos, permita-se experimentar novas sensações, como, por exemplo, usar o relógio de pulso no braço direito, andar de trás para frente, caminhar ou vestir-se no escuro para exercitar sua percepção de espaço e memória, ou ainda, experimentar combinações diferentes de sabores para sua mente trabalhar para identificá-los.

Mude a rotina

Já diz o ditado que para ter resultados diferentes, também preciso fazer diferente. O cérebro funciona do mesmo modo, por isso, se você deseja exercitar outras partes de sua mente, experimente mudar sua rotina. Que tal escovar os dentes com a mão oposta, tentar ler uma notícia de traz para frente ou simplesmente mudar seu caminho normal para ir ao trabalho? Você pode introduzir pequenas mudanças nos seus hábitos cotidianos, o que desafiará o seu cérebro e permitirá que saia do automático e se abra a novas possibilidades de aprendizado.

Treine sua memória

Jogos de quebra-cabeça, xadrez e a prática de esportes estimulam bastante a memória e a concentração. Além disso, você pode exercitar sua memória tentando lembrar sem ajuda de anotações de compromissos, prazos, listas de compras e tarefas. Fazer leituras ou ouvir notícias e depois de certo tempo fazer um resumo dos principais pontos que lhe chamaram atenção também é uma forma de exercitar a mente.

Tenha hábitos saudáveis

Investir numa alimentação balanceada, na prática regular de exercícios físicos, ter pensamentos positivos e evitar o consumo de álcool, cigarro e drogas, colabora diretamente para a saúde do corpo e da mente. Este equilíbrio é fundamental para o bom funcionamento do nosso cérebro e para garantir que suas capacidades, especialmente aquelas relacionadas à memória, sejam preservadas ao longo do tempo.

Inclua esses exercícios para o cérebro em seu dia a dia, invente novas formas de estimulá-lo, colabore para aumentar sua qualidade de vida e conquiste maiores resultados em todas as áreas de sua vida.

Gostou do artigo? Conhece outras formas de exercitar o cérebro? Comente abaixo!