Entenda Como um Trauma Psicológico Pode Afetar a sua Vida

Por: José Roberto Marques | Blog | 18 de dezembro de 2016
Trauma psicológico

Sangoiri/Shutterstock Traumas psicológicos não tratados podem afetar a vida da pessoa para sempre

Se existe uma coisa que marca a vida de qualquer pessoa, com certeza, é um trauma psicológico. Seja em decorrência de abusos ou violências sofridas na infância e adolescência ou de acontecimentos negativos na vida adulta, eles sempre marcam  a vítima de forma profunda e dolorosa e, quando não tratados e superados, acabam afetando sua saúde física, mental e emocional por muito tempo.

Perdas de pessoas queridas de forma repentina ou violenta; traições; agressões de natureza sexual; psicológica e física; torturas; brigas; acidentes domésticos, com animais e no trânsito, desastres naturais, episódios de violência como: assaltos e sequestros são, por exemplo, ilustrações de acontecimentos que podem nos causar traumas psicológicos graves.

Estes eventos traumáticos, em maior ou menor proporção, acabam deixando a pessoal mais vulnerável emocionalmente e exposta aos demais danos decorrentes do tipo de agressão por ela sofrida. Isso acaba afetando sua vida pessoal, profissional como também suas relações interpessoais, familiares e afetivas.

Se não bastasse tudo isso, existe também o que chamamos de memória traumática, elemento que faz o indivíduo reviver repetidas vezes as situações que causam dor, medo, tristeza e lhe traumatizaram. Essa lembrança não vem sozinha, geralmente a pessoa revive também as sensações, sentimentos, angústias, dores físicas e perturbações que aquele momento tão ruim lhe causou.

Exemplos de Reflexos de Traumas Psicológicos

  • Fobia social e afastamento das pessoas;
  • Dificuldades de se relacionar afetiva e sexualmente;
  • Medo de animais como cobras e cachorros, por exemplo;
  • Agressividade ou passividade em demasia;
  • Medo de dirigir, pegar transporte ou de andar de avião;
  • Dificuldade de confiar novamente nas pessoas;
  • Pavor de locais fechados ou com aglomeração de pessoas;
  • Tonturas; falta de ar, insônia, dores de estômago, cabeça, diarreia, ataques de pânico;
  • Constante estado de alerta, depressão e ansiedade;

Trabalhando Para Vencer o Trauma Psicológico

Lidar sozinha com um trauma psicológico não é uma tarefa simples, pois exige, em primeiro plano, que o indivíduo assuma e entenda que tem um problema que está lhe afetando e limitando emocional, mental e fisicamente. Para passar por este processo e, dar início ao tratamento, é essencial que a pessoa traumatizada tenha o acolhimento, apoio e o respeito de sua família e de seus amigos para superar seu problema e conseguir ter uma vida mais próxima o possível do normal.

Neste sentido, buscar assistência especializada (médicos, grupos de apoio, especialistas no tratamento de traumas) também é muito importante, uma vez que, em muitos casos, é necessário fazer intervenções inclusive medicamentosas. Portanto, se você também passou por uma experiência traumática e até hoje sofre suas consequências, procure ajuda, fale sobre o problema e comprometa-se em fazer o seu melhor para eliminá-las.

Pode ser que você não esqueça nunca o que passou, entretanto, aprender a conviver e lidar com isso tudo vai lhe ajudar a ter mais qualidade de vida e seguir em frente sem maiores danos e sofrimentos. Permita-se!