Voltar

Diferenças entre Prazer e Satisfação

Publicado em | 0 comentários

Artmim/Shutterstock O Prazer é algo momentâneo enquanto que a satisfação é algo mais duradouro

Temos prazer quando satisfazemos programas biológicos (dormir, comer, descansar, sexo etc.). O prazer ajuda a manter a homeostase (equilíbrio) física, mas não gera crescimento, não acrescenta nenhuma complexidade ao self.

A satisfação é igual a acontecimentos em que a pessoa não apenas realizou desejos, mas alcançou algo novo ou além do que conseguia antes (jogar uma partida esportiva que utilize a nova técnica ao máximo; fechar um acordo de negócios disputado). É provável que a experiência não tenha sido agradável no momento, mas depois de concluída, sentimos satisfação. Nosso self expandiu e se tornou mais complexo.

Pontos Fundamentais para Gerar Satisfação

  1. Variedade;
  2. Desafios adequados;
  3. Metas claras;
  4. Retorno imediato.

Desvendando a Origem do Prazer

O prazer é fugidio porque o self não cresce com atividades prazerosas. A busca da satisfação exige que a energia psíquica seja investida em metas novas e desafiadoras. Achar que investir energia psíquica em novas metas é desperdício, a menos que tenha garantias de recompensas, é um erro, pois acaba gerando insatisfação com a vida e a necessidade de prazer se intensifica. Não haverá qualidade de vida autêntica a não ser que se aprenda a construir satisfação ao invés de prazer momentâneo.

A habilidade mais importante para se ter qualidade de vida é ter capacidade de transformar adversidade em desafio gerador de satisfação – transformar ameaças potenciais em desafios satisfatórios. Este estilo de personalidade tem algumas características básicas: busca tarefas desafiadoras que requerem suas habilidades e a tarefa deve ter metas claras ou a pessoa estabelece as próprias metas. A satisfação surge entre o tédio e a ansiedade, quando os desafios estão em equilíbrio com a capacidade de adaptação da pessoa.

Metas e objetivos nos levam a caminhos novos, mas podem surgir todos os tipos de problemas. A tentação é desistir e procurar outras menos exigentes. Quem modifica suas metas sempre que encontra oposição consegue uma vida mais confortável em curto prazo, mas uma vida vazia, frustrada e sem sentido a longo.

Para o senso de autoestima não importa se realizamos totalmente o propósito, e sim, se o esforço foi utilizado para alcançar o alvo, em vez de ser desperdiçado. Devemos estar atentos a isso para não desperdiçarmos nosso tempo focando apenas no que é efêmero, que nos concede prazeres momentâneos, porém que não nos agrega nada à nossa carreira e crescimento pessoal.

Fique atento, encontre formas plenas de satisfação, tenho seus momentos de prazer, mas sem desviar-se de seus alvos. Esta é uma boa dica! Boa sorte!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!