ajudar-o-proximo

Por que Ajudar o Próximo?

Por: José Roberto Marques | Blog | 21 de outubro de 2017

Se você tem a chance de ajudar o próximo, se tem a oportunidade de fazer o bem, faça! Nos tempos atuais, de tantas desigualdades e intolerâncias, a solidariedade se torna ainda mais essencial, pois é uma forma de combater as maldades e desumanidades e trazer ao mundo e às pessoas, um pouco mais de esperança. Se você sempre pensa em como ajudar quem precisa ou busca motivos para estender suas mãos, saiba que por menor que seja o seu gesto, qualquer movimento que contribua para melhorar a vida de quem necessita é bem-vindo.

Portanto, não se pergunte por que ajudar o próximo, mas como eu posso ajudar o próximo? E você pode começar hoje mesmo a fazer alguma coisa neste sentido. Pode ser doando seu tempo, os seus conhecimentos, um pouco de dinheiro, bens, trabalho, um pouco da sua comida ou mesmo do seu amor e atenção. Reflita sobre como sua energia pode ser transformada em boas ações.

Para que o sentimento de doação realmente faça parte da sua existência, é importante fazer o exercício diário do não julgamento, pois independente de os motivos das pessoas, é sempre essencial se lembrar de calçar os sapatos do outro, de honrar e respeitar sua história, pois cada um tem uma razão para precisar da nossa ajuda e, não cabe a nenhum de nós, julgar seus motivos.

Neste sentido, eu gosto muito de uma frase que diz – “Ninguém é tão pobre que nada possa dar e ninguém é tão rico que não precise receber.” Pense no quanto a sua vida é abençoada e prospera, agradeça por suas conquistas, por não estar lhe faltando nada e ofereça um pouco do que tem para ajudar quem tem menos. Compartilhe sua abundância com o mundo.

Como Ajudar o Próximo?

Você pode começar reunindo aquelas roupas que não usa mais e levar para a doação, selecionando os livros para compartilhar com uma escola ou projeto educacional ou ainda juntando alimentos que podem compor as refeições diárias de outras pessoas. Pode ainda levar seus conhecimentos profissionais, gratuitamente, às pessoas ou ainda ensinar sobre sua profissão para jovens, compartilhando sua expertise e apoiando-os a iniciar sua jornada profissional.

Coloque-se no lugar do outro, seja criativo e pense em como ajudar! Quer mais ideias? Você pode, por exemplo, doar o seu tempo, pois as pessoas também precisam ser ouvidas na essência, conversar, falar dos seus sentimentos e vidas e compartilhar suas histórias. A solidão adoece e entristece os seres humanos e sua atenção pode mudar drasticamente o dia de alguém, assim como trocar ideias e falar um pouco de você, pode ser uma forma poderosa de trabalhar suas próprias emoções positivas e de ficar bem.

E se os que ajudam podem aprender muito contigo é, claro, você também pode aprender muito com eles. Que tal tentar? Que tal experimentar? Que tal ligar, mandar uma mensagem de texto ou e-mail agora para aquela instituição ou aquele seu amigo ou parente que já ajudam outras pessoas e entrar para esta corrente do bem? Permita-se viver esta experiência poderosa e ajude o seu próximo.

Ajudar o Próximo é Também Ser Grato!

Em nossos momentos de dificuldade, muitas vezes, somos surpreendidos pela ajuda de pessoas que sequer conhecemos. Com seu respeito, amor ao próximo e compaixão, elas se aproximam de nós e, simplesmente, nos ajudam a caminhar o caminho, sem pedir nada em troca. Não por acaso, o sentimento de gratidão é uma das maiores dádivas do ser humano, pois significa que somos capazes de reconhecer aqueles que nos estendem as mãos e retribuir de alguma forma o seu ato generoso sendo generosos também.

Se você está aberto a receber o bem, também pode ajudar a propagá-lo no universo. Muitas vezes, deixamos de fazer boas ações e de ajudar quem precisa porque não acreditamos verdadeiramente que aquele gesto possa ter algum impacto. Porém, acredite: faz toda diferença! A falta de tempo também não pode ser uma desculpa, entretanto, você pode sim reorganizar sua agenda e separar um momento, da sua semana ou mês, para ajudar quem precisa.

Existem muitas pessoas carentes e não falo apenas de recursos financeiros ou de alimentos para sobreviver. Estou falando de falta de afeto, respeito, carinho, amor, de um sorriso acolhedor e de um ato de humanidade. Por isso, todo movimento positivo, direta ou indiretamente, colabora para melhorar a vida das pessoas e alimenta uma corrente do bem no universo.

Portanto, quando você exercita sua compaixão e a sua solidariedade, esta vontade de ajudar, automaticamente, está ajudando a fazer um mundo melhor e também influenciando, positivamente, outras pessoas a fazerem o mesmo. Assim, quanto mais se ajudarem, menores serão as desigualdades e mais vidas serão melhoradas e transformadas. Faça parte deste movimento!

Como nós bem sabemos, muita gente precisa dos mais variados tipos de apoio.  E quando ajudamos alguém, estamos mais do que apoiando sua sobrevivência, mas também lutando e defendo seu direito de fazer sua própria história, de fazer a diferença no mundo e de vencer na vida. Colabore e use o que você tem e o que você sabe para ajudar a transformar a vida das pessoas!

Por fim, eu convido você, que está lendo este texto agora, a refletir sobre como, quando e onde pode levar seu apoio e ajudar o próximo! Convido a repensar seus conceitos, a trabalhar o não julgamento, a exercitar sua empatia e compaixão e a “fazer o bem sem olhar a quem”.  Permita-se!

Copyright:561807709 – https://www.shutterstock.com/pt/g/kiefer%20pix