Voltar

Controlar a Raiva com Coaching

Publicado em | 0 comentários
Chefe tentando controlar a raiva em uma reunião

bikeriderlondon Como controlar a raiva em situações com o Coaching

Sentir e não controlar a raiva de vez em quando é perfeitamente normal, afinal às vezes todos nós passamos por certas situações que realmente nos tiram do sério. Entretanto, quando isso passa a ser frequente e o descontrole se torna uma constante; é hora de cuidar para que isso não se transforme num problema mais grave.

O certo é que ninguém fica com raiva por acaso, este sentimento é quase sempre desencadeado por emoções mal resolvidas, desequilíbrios psicológicos e lembranças que desagradam à pessoa e a tiram do sério.  Porém, nem por isso, os rompantes de nervosismo podem ser usados para justificar qualquer tipo de agressão verbal, emocional ou física praticada.

 

Dicas de Coaching Para Controlar a Raiva

Entenda os motivos – já parou para pensar porque você sente tanta raiva e sai do controle com tanta facilidade? Se não, é hora de fazer isso e buscar entender os motivos internos e externos que te fazem ficar tão enraivecido e buscar formas efetivas para tratar e eliminá-los.

Conte até 10 – em qualquer situação que você sinta que está prestes a perder o controle, respire fundo e conte até 10 bem lentamente e, neste momento, tente pensar em coisas positivas, nos males de brigar e se acalme.

Tire o foco de você – não, o mundo e nem as pessoas não estão contra você. Portanto, não fique procurando “chifre em cabeça de gato” e motivos para discutir e brigar com as pessoas. Tire o foco do negativo, olhe para si mesmo, saia da posição de defesa e tente ler as mensagens de maneira positiva.

Liberte-se da culpa – muitas vezes somos intempestivos porque temos raiva de nós mesmos, porque nos culpamos por nossas escolhas e pelos caminhos que tomamos. Perdoe-se e lembre que você fez o que podia, naquele momento, e que não pode passar a vida toda se punindo por seus erros. Pense no que você pode fazer verdadeiramente, aqui e agora, para reverter esta sensação negativa, parar de atacar você e o mundo e faça algo a respeito já.

Ame mais, julgue menos – os julgamentos precipitados nos fazem ter raiva das pessoas, das situações e tirar conclusões erradas a respeito de tudo isso. Por isso, evite julgar e punir emocional e verbalmente o outro; busque ser mais compreensivo, tenha compaixão e coloque-se no lugar da outra pessoa antes de apontar o dedo e julgá-la.

Procure ajuda – se a raiva está controlando a sua vida e prejudicando suas relações, a sua imagem e também sacrificando você emocionalmente, não deixe que isso continue. Procure ajuda de uma especialista, como um terapeuta, psiquiatra ou psicólogo, pois muitas vezes a raiva constante é sinal de que algo mais sério pode estar acontecendo, como, por exemplo, uma depressão. Peça orientações, fale a respeito, exponha seus sentimentos e trate-se bem.

Busque colocar em prática tudo isso e tente controlar sua raiva. Caso sinta que está saindo do limite normal, procure ajuda imediatamente, trate o problema antes que ele controle você e te prejudique em todos os sentidos. Fique alerta e boa sorte!

 

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!